Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Coleccionismo de Temática Flaviense – Galhardetes

19.06.08 | Fer.Ribeiro

 

.

 

 

Depois de nesta rubrica do coleccionismo com temática flaviense já terem passado por aqui medalhas, selos e pins, vamos hoje até aos galhardetes e, iniciamos com o galhardete da Associação Desportiva Flaviense, aproveitando  também para contar aqui um pouco da história desta associação desportiva.

 

A ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA FLAVIENSE, tem sede na Fonte do Leite  em  Chaves, foi fundada em 8 de Outubro de 1976, por um punhado de Flavienses, a maior parte deles residentes no Bairro Operário e daí a designação de Clube de Bairro, o que não corresponde inteiramente à verdade, pois, é um Clube da cidade.

 

A fundação foi feita com a intenção de ocupar os amantes do desporto amador, dando-lhes condições, embora precárias, à altura, para aí o praticarem.

 

E falar em desporto ao nível de associações, geralmente é falar de futebol, pois é este o desporto mais popular, não só ao nível de quem o pratica, mas também de que o aprecia com espectador. Foi precisamente com esta modalidade que iniciou a sua actividade desportiva, vindo mais tarde a abrir portas a outras modalidades.

 

Assim e até à época de 86/87, o Flaviense iniciou a sua actividade com uma equipa de futebol em Seniores, passando desde essa data a ter quatro equipas jovens de futebol – Infantis, Iniciados, Juvenis e Juniores – com uma boa prestação nos Campeonatos da A. F. de Vila Real

 

Ao longo da sua existência, e embora seja o parente pobre do futebol em Chaves, conta muitas vitórias no seu curriculum, onde se poderão destacar:

 

- Na época de 80/81 foi vencedor da Zona Norte da 2ª divisão, subindo à primeira Divisão Distrital.

 

- Na época 83/84 venceu o Campeonato de Reservas da A.F. de Vila Real, onde entrou o G. D. Chaves.

 

 - Na época 84/85 venceu a taça A. F. Vila Real, vencendo na final o Vila Real.

 

- Na época 89/90 venceu o Campeonato Distrital de Juvenis da Zona Norte.

 

- Na época 91/92 sagrou-se Campeão da 2ª Divisão Distrital de Juniores, subindo ao Nacional.

 

- Na época 94/95 foi Campeão Distrital de Iniciados, subindo ao Nacional.

 

- Na época 95/96 foi Campeão Distrital de Infantis.

 

- Na época 96/97 foi Campeão Distrital de Iniciados, subindo ao Nacional.

 

 - Na época 97/98 foi Campeão Distrital de Juniores, subindo aos Nacionais para a época 98/99, bem como na categoria de Infantis que também foi Campeão.

 

- Na época 99/2000, foi Campeão em Infantis e Juvenis, subindo estes ao Nacional, onde militaram em duas épocas (2000/01 e 2001/02).

 

- Na época 2001/2002, os Iniciados sagraram-se Campeões, subindo ao Nacional 2002/03.

 

- Na época 2005/2006, sagraram-se campeões distritais em Juniores e Juvenis.

 

 - Na época 2007/2008 sagraram-se campeões distritais em iniciados.

 

Em 2004 dava um novo passo em prol do desporto flaviense quando foi criada a equipa de Futsal Feminino, tendo vencido o campeonato distrital nas 4 épocas em que participou (2004/2005, 2005/2006, 2006/2007 e 2007/2008); nas duas últimas épocas, 2006/2007 e 2007/2008 foram às meias-finais da Taça Nacional, tendo sido eliminadas pelo clube da Golpilheira e Benfica, respectivamente.

 

Também, desde o ano 2001, abriu e se tem dedicado à formação dos jovens, na modalidade de atletismo, onde tem tido bons resultados, mesmo sem condições para treinos e graças ao empenho e trabalho das suas treinadoras.

 

Dizem-me os responsáveis da Associação que mais modalidades seriam criadas, se houvesse condições para tal e acrescentaria eu, se tivesse mais apoios, pois o Flaviense (como por cá é conhecido) sempre foi o “outro” clube da cidade, o “amador” que em termos de apoios, sempre viveu de muita carolice e com uns trocos de subsídios, ao contrário do que se passa com o clube grande (o Desportivo), que embora profissional, arrecada o grosso (bem grosso) dos subsídios municipais e ao qual lhe são atribuídas culpas de muitos dos pecados e atentados cometidos nesta cidade, mas isto são contas de outro rosário.

           

Em Maio deste ano, foi instalada a iluminação no seu campo de jogos, sito na Fonte do Leite desta cidade.

 

Mas não é só por cá que o Flaviense nos vai representando, pois também tem levado o nome de Chaves até ao estrangeiro, onde os iniciados, pelo 3.º ano consecutivo ganharam o torneio internacional de St. Barthelemy em França, conseguindo definitivamente trazer um lindo trofeu, de que o flaviense muito se orgulha.

 

Também os Juniores se deslocaram a Talence – França, pelo segunda vez em representação do município de Chaves, tendo-se sagrado campeões em 2007 e obtido o 6.º lugar, em  Maio deste ano, onde participaram 12 equipas de vários países, e entre elas Marselha, Toulouse e Mónaco.

 

Possui nas suas instalações algumas dezenas de Taças e Trofeus conquistados pelas várias equipas das diversas modalidades, são, por assim dizer – “as pratas da casa”.

           

O seu parque de jogos fica situado na Fonte do Leite – Chaves, num terreno pertença da Câmara Municipal e cedido para o efeito, em direito de superfície, pelo prazo de 50 anos, que no Ano de 1979 iniciou a terraplanagem do campo, tendo a Direcção da altura, presidida pelo actual Presidente, iniciado a construção dos Balneários e que as sucessivas Direcções foram continuando, com a ajuda de alguns Flavienses e da Câmara Municipal, criando estruturas como a vedação do recinto de jogos e do exterior do complexo. Porém, não foram fáceis os cinco ou seis anos do seu início, pois a equipa de Seniores, única que havia, por falta de instalações, tinha de treinar e jogar, quando possível, não só no Estádio Municipal, com autorização do Desportivo, mas também em Vila Verde da Raia e Oura, freguesias do Concelho de Chaves, onde treinavam e faziam jogos oficiais.

 

Na época 98/99, competiu no Campeonato Nacional de Juniores e nos Distritais da A. F. Vila Real, com mais quatro equipas – Infantis, duas de Iniciados e Juvenis, movimentando cerca de 200 jovens.

 

Além destas equipas, ainda há as Escolinhas que movimenta cerca de 70 jovens, o que ao todo são para cima de 250 jovens Atletas.

 

Em 1998, o Flaviense recebeu um Galardão, da A. F. de Vila Real, por ser a Colectividade, que mais e melhor trabalhou as classes jovens.

 

Nos últimos 10 anos fizeram-se a vedação exterior do Campo, Bancada coberta, dois balneários, ginásio, pequeno bar e a Sede social, situada por debaixo das bancadas e iluminação.

 

Fica aqui também a devida e justa referência àqueles que têm gerido os destinos do flaviense desde a sua formação, os seus Presidentes:

 

1º - Abílio Martins, já falecido, época 1976/77

 

2º - Abílio Dinis Gomes, já falecido, época 1977/78

 

3º - Joaquim Pereira, época 1978/79

 

4º - Manuel Pires Madureira, épocas 79/80, 80/81

 

5º - Carlos Manuel Lopes, época 81/82

 

6º - Manuel Pires Madureira, épocas 82/83, 83/84, 84/85

 

7º - Luís Mário Alves Carneiro, épocas 85/86, 86/87, 87/88, 88/89,

 

8º - Artur Magalhães Peixoto, épocas 89/90, 90/91

 

9º - Manuel Pires Madureira, desde a época de 91/92, até à actual época.

 

E para finalizar, os créditos deste post vão inteirinhos para o Flaviense por existir e para o actual presidente, graças ao qual posso deixar aqui um bocadinho da história da associação.

 

Até amanhã, dia de discursos sobre a cidade.

2 comentários

Comentar post