Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Nogueirinhas - Chaves - Portugal

29.06.08 | Fer.Ribeiro

 

.

 

 

E como hoje é Domingo, vamos até mais uma aldeia – Nogueirinhas.

 

Nogueirinhas pertence à freguesia de Stº António de Monforte, fica a 9 quilómetros de Chaves e é uma das aldeias mais pequenas do concelho. Em 2001 (Censos) tinha apenas 14 habitantes, dos quais 2 com menos de 20 anos.

.

 

.

 

Embora com poucos habitantes, é uma das aldeias onde não se pode falar de despovoamento e, pela simples razão, de que a aldeia é mesmo pequena. Casas de habitação, embora não as tivesse contado, são apenas meia dúzia, uma capela e alguns pequenos anexos. Mas sempre foi assim, aliás nos últimos anos a aldeia até cresceu, pois são notórias as construções novas que, embora apenas seja duas ou três, para uma aldeia pequena, já é muita coisa. No entanto penso que a aldeia se resume a três ou quatro famílias e as novas construções serem pertença de emigrantes.

.

 

.

 

Penso também que será uma aldeia que tem tendência a crescer. Claro que este crescimento será proporcional à aldeia actual, ou seja pequeno. Mas digo isto porque as Nogueirinhas, embora a proximidade de Curral de Vacas, de Stº Estêvão, das Assureiras e de Águas Frias, até há pouco tempo atrás, ou seja até à construção da barragem, estava praticamente isolada e sem vias de ligação ou comunicação, embora existissem. Parece contraditório mas não o é, pois a ligação mais digna era via Stº Estêvão e embora um carro ligeiro chegasse até lá, era preciso não ter muito amor ao carro. Com a construção da barragem, as Nogueirinhas ganharam dois acessos asfaltados e dignos de qualquer popó, só é preciso ter cuidado quando se cruzam dois, pois a largura do pavimento não é para grandes luxos, mas já é um luxo se os compararmos com os velhos caminhos de terra batida. Alguma coisa haviam de ganhar as Nogueirinhas com a barragem que por sinal até adoptou o seu nome: Barragem das Nogueirinhas. Mas como ia dizendo, as novas condições de acessos, a proximidade da barragem e a beleza do local, com certeza que atrairá novos habitantes a esta pequena aldeia.

 

.

 

.

 

De facto, desde sempre, que as Nogueirinhas e a sua envolvente, são um local de uma beleza singular.  A encosta do Monte de Santa Luzia, os outeiros coroados de penedos sobrepostos, pequenos vales nas zonas mais baixas junto ao pequeno ribeiro e também um pequeno conjunto de arvoredo e, agora, a barragem, que embora construída para regadio poderá dar lugar a outras actividade ligadas ao lazer e onde já é habitual em tempos de verão ver algumas tendas de campismo e merendas nas suas margens.

.

 

.

 

A aldeia é pequena, mas como todas as aldeias que se prezem, tem a sua capela e a sua padroeira, Santa Luzia, cuja imagem ocupa o lugar principal no altar da também pequena e modesta capela, mas por sinal também bonita. A respeito ainda da capela, e para quem conheça hoje a aldeia, poderá estranhar estar de costas voltadas para a estrada, mas nem sempre foi assim, pois a estrada é nova e foi traçada para passar nas traseiras da capela, ficando com a sua fachada menos simpática virada para a estrada, mas tem a sua simpática e bonita (embora modesta) virada para a aldeia.

.

 

.

 

E sobre as Nogueirinhas é tudo. Resta-me apenas recomendar uma visita à barragem e à aldeia. Passeio para duas horas, contando já com as paragens. Perfeito para uma tarde de Domingo em que por estas terras pouco há para fazer. Recomendo a visita a partir de Curral de Vacas, pois a partir de Stº Estêvão é mais complicado encontrar a estrada, mas a saída é obrigatório ser por Stº Estêvão, pois é precisamente entre a barragem e esta aldeia que se encontra o encanto da paisagem. Pena que um incêndio de há uns anos atrás lhe tivesse retirado parte da beleza, mas mesmo assim, vale a pena, mas,  claro que para quem conduz há que ter sempre um olho na estrada e outro na paisagem.

.

 

.

 

Até amanhã, de volta à cidade de Chaves