Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Um minuto de vídeo - Entradas de Chaves

30.06.08 | Fer.Ribeiro

.

 

 

Pois hoje começo precisamente onde o vídeo termina, ou seja nos semáforos do Campo de Cima e, até dá vontade de dizer (à moda do poeta maior) EIA, EIA LÁ! Até que enfim, pois qualquer coisa que fosse feita por este cruzamento, só peca mesmo por demorar tanto.

 

Desde que a Ponte de S.Roque entrou em funcionamento, este cruzamento era uma dor de cabeça e um perigo constante. A colocação dos semáforos não sei se foi a melhor solução, nem isso interessa, pois o que interessa mesmo é que foi uma decisão acertada e que há muito era pedida e resolveu um problema. Claro que este e muitos problemas do trânsito em Chaves, passa precisamente pelas pontes que temos, ou não temos e, também pela falta de um planeamento sério da cidade, que além de nunca ter existido (na prática), vai sendo remendado ao longo dos anos.

 

As pontes e a sua funcionalidade ou função,  merecem um post mais alargado e que passam resumidamente por retirar algum trânsito (o possível) da Ponte Engº Barbosa Carmona (Ponte Nova) que será possível desde que os acessos fundamentais à ponte de S.Roque seja executados e que passam por um acesso digno desde o Lameirão e outro desde a E.N. 314, com a ligação desta à Adega Cooperativa (ligação que aliás está projectada há anos) e a jusante (na entrada da cidade) a resolução do problema de trânsito no largo do Monumento aos Mortos da Grande Guerra e que, a meu ver, passa mesmo pelos túneis do Neves, os mesmo que ajudaram na sua eleição e que após a mesma foram esquecidos. Lá dizia o outro que promessa de político não é para cumprir.

 

Por último e para o fim, fica a nossa Top Model Ponte Romana, a qual com a sua pedonização total e exclusiva, resolveria parte dos problemas do trânsito no centro histórico além de resolver também os constantes problemas de trânsito na Madalena. Só quem não quer ver é que não vê que a Madalena está muito melhor agora sem o trânsito da Ponte Romana do que com ele, e mesmo o problema (que é sério) dos comerciantes da Madalena (tal como os de Santa Maria Maior), não está no trânsito da Ponte Romana, mas noutros problemas, conhecidos de todos os comerciantes tradicionais de todas as cidades e também dos seus políticos, mas principalmente o problema dos comerciantes está em quem os representa ou não e nos seus clientes ou falta deles. Por acaso já alguma vez se perguntaram porque é que as grandes superfícies continuam cheias de gente, principalmente nos finais de mês!? Não culpem a coitada e velhinha Top Model  Ponte Romana dos problemas que ela não causa!

 

Debater a cidade também é preciso, mas admito ser uma tarefa impossível, principalmente e enquanto as pessoas, os cidadãos, não conseguirem despir a cor clubista do seu partido e aceitam a opinião formada por meia dúzia de “iluminados”, que não interessa ser a melhor para a cidade, desde que seja a melhor para os levas ou manterem o poder. A democracia tem as suas fragilidades, vícios e doenças e até a ilusão de nos fazer sentir que decidimos, quando já tudo está decidido. Vai-nos restando a liberdade de expressão, mesmo que ninguém nos oiça ou essa liberdade tenha os seus custos, mas também anda por aí muita “liberdade” comprada ou fingida…  

 

E por hoje é só isto, amanhã cá estarei de novo com um olhar diferente do meu sobre a cidade de Chaves.

 

 

Até amanhã!