Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

100.000 Visitas, obrigado!

17.09.06 | Fer.Ribeiro
100000.jpg

Hoje é tempo de comemorar, de reflectir e de agradecer.

Comemorar porque o blog atingiu hoje os 100.000 visitantes, número inimaginável de atingir quando há menos de dois anos, em Janeiro de 2005 iniciei este blog. O blog sempre foi pensado e estruturado para levar Chaves até aos flavienses ausentes. Pensava eu então que conseguiria chegar até meia dúzia de amigos e familiares ausentes da terrinha. Mas afinal fui surpreendido com o mundo e o orgulho flaviense, onde estão os amigos, os familiares, os flavienses anónimos, os flavienses ausentes, os flavienses presentes, os flavienses espalhados pelos quatro cantos do mundo e, também, muitos amigos da cidade, que sem serem flavienses fazem de Chaves um cantinho que guardam no coração na secção das boas memórias. É bom saber que todos vêm beber a este blog e matar saudades ou simplesmente conviver.

Durante a caminhada de estes quase dois anos, fiz amigos, alguns que vim a conhecer pessoalmente, mas a grande maioria, são amigos que só lhes conheço o nome, mas que sei que são companheiros de viagem, nesta viagem por Chaves adentro. Há também os outros companheiros de viagem nesta arte de viajar por Chaves. O Blog Chaves Antiga, o Blog do Beto, o Terçolho, a Página de Chaves (não oficial) entre outros blog’s e páginas que vão aparecendo sobre as aldeias e o concelho.

Se é tempo de comemorar, é tempo também de reflectir.

Sempre foi importante para o blog saber a quem chegava. Tive e ainda está on-line um inquérito para me ajudar a conduzir este blog. Além do contador e do inquérito, recorri ainda a outros meios disponíveis da NET para saber quem me acompanha nesta viagem.

Reflectindo e analisando os dados disponíveis fiquei a saber que há flavienses e amigos da cidade e concelho por todo o mundo, principalmente no Brasil, quase toda a Europa ( principalmente França, Suiça, Espanha, Alemanha, Reino Unido, Bélgica, Itália…etc.), além dos Estados unidos e Canadá. Mas surpreendeu-me também a comunidade flaviense (flavienses e amigos) que está espalhada pelo nosso Portugal. Do Norte ao Sul, passando pelas ilhas. Em suma, Portugal sempre foi conhecida por ter gente em todo o mundo, mas nesse mundo onde há um português há sempre um flaviense também.

Este número de visitas e a sua origem acarreta ao blog algumas responsabilidades, o que se torna num pesado fardo de transportar. Para o suportar tento sempre fazer o melhor que posso e sei, mas sempre dentro dos limites de um projecto pessoal e principalmente da disponibilidade que tenho para lhe dedicar. Ás vezes posso não ser “claro e fluente, com um português que prime pela correcção sintáctica, semântica e ortográfica”, mas de uma coisa podem ter a certeza e repito- faço o melhor que posso e sei, mas sobretudo faço esta viagem com e por gosto, ainda para mais quando sei que não estou sozinho e sou acompanhado por muitos amigos.

Quanto aos flavienses ausentes das 50 freguesias e das mais de 150 aldeias do concelho, queria-lhes dizer que nem sempre é possível levar até vós a vossa terrinha, a que vos viu nascer, mas já aqui foi prometido e a promessa continua de pé, todas as 150 aldeias passarão por este blog, como sempre e é habitual aos fins de semana, ficando os restantes dias dedicados à cidade que nos dá a honra (a todos) de ser flavienses.


E agora os agradecimentos.

Agradeço ao servidor deste serviço de blog’s o SAPO por me permitir este espaço (mesmo que já esteja próximo dos 200% de quota disponível de edição), mas sobretudo agradeço a todos os visitantes, principalmente aos que estão ausentes da terrinha (quer sejam flavienses ou amigos da cidade) e para os que além da visita também comentam, para esses, vai um agradecimento especial.

Para todos um muito obrigado por me fazerem companhia. Continuo a contar convosco no resto da viagem, entretanto contem sempre comigo num qualquer lugar da cidade ou do concelho.

Um abraço flaviense para todos e até amanhã!

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2