Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Um minuto de vídeo - O Rio e a nova Ponte Pedonal

15.09.08 | Fer.Ribeiro

.

 

Se não fosse por saber que a ponte pedonal ainda continua em obras, julgaria que ontem teria sido a sua inauguração, tal era o vai em vem em cima do seu tabuleiro, e não só, pois também as velhas poldras pareciam estar a ser reinauguradas.

 

A nova ponte, em tempo de crise económica, até poderá parecer um luxo desnecessário para alguns, ou feita apenas para eleitor ver, dirão outros, mas agora que já não vai servir apenas para ir às couves do Caneiro e já vai ligar dois espaços pedonais, de estar e de lazer por excelência, que existem ou estão a ser executados em ambas as margens do rio, poderemos dizer que sim, é ousada, atractiva, dá nas vistas e é nova… pelo menos atraiu durante a tarde de ontem umas centenas largas de atravessantes.

 

Pessoalmente também tenho a minha opinião sobre esta nova ponte pedonal, mas reservo-a para mais tarde, para quando ela esteja oficialmente aberta ao trânsito pedonal, mas uma coisa posso dizer desde já, é a atracção que o rio e as suas margens exercem sobre as pessoas, rio para o qual ao longo de largos anos os xerifes da cidade estiveram de costas voltadas e que aos poucos se vai recuperando e se vai entendendo como uma mais valia que a cidade tem.

 

Um rio aberto para a cidade, limpo, atractivo, com todas as suas margens no espaço urbano disponíveis, acessíveis e arranjadas, é um sonho de muitos e ouro sobre azul para a cidade termal, de futuro e que até é candidata a património da humanidade. Há que entender também o rio como tal, com património da humanidade e este nem precisa de ser candidato, pois já o é, com ou sem estatuto. Precisa é de ser entendido como tal e respeitado de igual forma.

 

Não nos podemos queixar daquilo que vem sendo feito pelo rio nos últimos anos e, políticas à parte, seja bem-vindo o que vem por bem, penso mesmo é que as políticas aplicadas ao rio pecam por defeito, com obras feitas às prestações e sem haver um projecto global e único, seriamente estudado e pensado, em vez de se irem adaptando e projectando consoante aquilo que se vai fazendo ou já foi feito, correndo mesmo o risco, daquilo que por bem do rio e das suas margens se vai fazendo, vir a tornar-se uma séria dor de cabeça para o município e para os flavienses, porque a cidade actual, já está muito longe da pacata cidade que foi até aos anos 60 e 70.

 

Mas vamos ser optimistas e o que está mesmo a dar (nas vistas) é a nova ponte pedonal, até a nossa Top Model Ponte Romana já me confidenciou  que começa a ficar melindrada com tanta atenção e glamour que estão a dar à fedelha da gaiata, ainda para mais quando a Top Model não fica em fotografia na melhor das suas poses vista desde fedelha.

 

Até amanhã, em dia de outros olhares diferentes dos meus.