Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Mosaico da Freguesia de Oucidres

03.01.09 | fernando ribeiro

 

.

 

 

Mosaico da Freguesia de Oucidres

 

Localização:

A 15 km de Chaves, situa-se a Nascente do concelho de Chaves na sua orla oriental, nas designadas terras altas de Monforte e no limite do concelho.

 

Confrontações:

Confronta com as freguesias de Bobadela, Águas Frias e São Julião de Montenegro, todas do concelho de Chaves e ainda com a freguesia de Nozelos, Tinhela e Alvarelhos do concelho de Valpaços.

 

Coordenadas:

41º 44’ 29.80”N

20’ 24.16”W

 

.

 

Fotografia aérea (Google Earth) da Sede de Freguesia Oucidres

.

 

 

Altitude:

Variável – acima dos 775m

 

Orago da freguesia:

São Tomé

 

Área:

14,55 km2.

 

Acessos (a partir de Chaves):

– Estrada Nacional 103 em direcção a Lebução/Vinhais até às Assureiras do Meio via Avelelas ou em alternativa continuar pela EN 103 até à Bolideira e antes de Tronco, seguir pela E.M. 541 via Bobadela.

 

.

 

.

 

 

Aldeias da freguesia:

            - Oucidres;

            - Vila Nova;

- Vilar de Izeu.

 

População Residente:

            Em 1900 – 486 hab.

            Em 1920 – 365 hab.

Em 1940 – 426 hab.

            Em 1960 – 529 hab.

            Em 1981 – 384 hab.

            Em 2001 – 236 hab.

 

.

.

 

Principal actividade:

- Agricultura, com as culturas típicas de montanha e planalto onde se realça a cultura da batata e centeio.

 

Particularidades e Pontos de Interesse:

Terras de Monforte a freguesia a freguesia encontra-se toda ela a “descair” para o Rio Tinhela, embora em terras pouco acidentadas e características do planalto de Monforte, topónimo este que é acrescentado às populações do planalto pela proximidade do Castelo de Monforte de Rio Livre e do antigo concelho, também denominado Monforte de Rio Livre que data da época baixo-medieval e posteriormente extinto.

 

A Igreja Paroquial da Freguesia, situada em Oucidres, é de visita obrigatória, com um pórtico em arco redondo e um pequeno mas interessante e formoso óculo moldado em espécie de trifólio. Lateralmente ainda é visível uma antiga porta em arco apontado que com os tempos foi entaipada. Numa das paredes exteriores da capela-mor está inscrita a data de 1695, que deve assinalar uma reconstrução da Igreja, pois quanto à sua data de construção é apontado o século XV. Mas o seu interesse não termina por aqui, pois numa das paredes laterais exteriores existem inscrições que intrigam os historiadores  que se dedicaram à sua leitura. O Padre de Baçal dizia tratar-se de “arabescos” ou  “siglas judias”, o certo é, que tanto quanto sei ainda ninguém decifrou “os escritos”.  No interior pode-se apreciar uma bela talha dourada barroca no altar-mor.

 

As três aldeias da freguesia apresentam ainda núcleos interessantes de arquitectura tradicional rural, destacando-se uma das casas de Oucidres, pelo seu passado senhorial e que foi adaptada para Turismo de Habitação Rural.

Linck para os posts neste blog dedicados às aldeias da freguesia:

 

            - Oucidres

 

- Vila Nova de Monforte

 

            - Vilar de Izeu