Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Foi Notícia

08.01.09 | fernando ribeiro

 

Reconhecimento tarda em chegar

 

Guto quer espaço para ensinar magia


César Araújo, conhecido no mundo do espectáculo como Guto, continua a ser esquecido na região, mas os seus feitos no mundo da magia continuam em grande e nestas quadras festivas foi convidado de honra na ilha da Madeira, onde deu diversos espectáculos.

 

 

Chaves – Funerais vão ficar mais caros

 

 

Autópsias passaram para Vila Real

 

A debandada de serviços para a capital de Distrito continua e depois de terem perdido a maternidade, o Gabinete Médico-Legal de Chaves, que funciona no Hospital de Chaves, deixou de realizar autópsias com a entrada do novo ano.

 

.

.

 

O Gabinete Médico-Legal de Chaves cobre os concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre e Valpaços e a totalidade das autópsias eram realizadas em Chaves, mas com a entrada do novo ano tudo mudou e as funerárias garantem que para alem dos funerais poderem atrasar vários dias, os seus serviços podem encarecer cerca de 500 euros.

 

 

Município atribui bolsas de estudos a estudantes universitários

 

 

Na sequência das candidaturas para a atribuição de bolsas de estudo para o ano lectivo 2008/2009 a estudantes do Ensino Superior, residentes no concelho de Chaves, o executivo deliberou, na última reunião de Câmara, contemplar 13 alunos, dez com o montante mensal de 200 euros e três com 75 euros (por estudarem em Chaves).

 

A autarquia concede estes montantes por um período de dez meses, correspondente ao ano escolar. Este subsídio visa apoiar o prosseguimento de estudos a estudantes economicamente carenciados e com aproveitamento escolar que, por falta de condições, se vêem impossibilitados de o fazer, bem como colaborar na formação de quadros técnicos superiores, residentes no concelho de Chaves, contribuindo para um maior e mais equilibrado desenvolvimento social, económico e cultural.

 

 

 

Município promove campanha de sensibilização ambiental

 

Sob o mote “O Nosso Parque Botânico – Um flaviense, uma árvore”

 

A Câmara Municipal de Chaves vai promover uma campanha de sensibilização ambiental sob o mote “O Nosso Parque Botânico – Um flaviense, uma árvore”, de modo a sensibilizar os cidadãos pela natureza e preservação de espécies autóctones.

 

De uma forma geral, esta acção pretende que cada flaviense “apadrinhe” uma planta/árvore e a acompanhe desde o momento da sua escolha até à sua fase adulta. Decorrerá nos meses de Fevereiro e Março, na Quinta do Rebentão, um espaço natural e que se encontra em franca expansão, nomeadamente na implementação de infra-estruturas que visam uma aproximação da natureza com o Homem.

 

Qualquer pessoa poderá participar. Depois de comprar e plantar a sua árvore, colaborará na descrição botânica da mesma, bem como na concepção da placa identificativa, onde também constará o nome do padrinho ou madrinha, e que posteriormente será colocado junto da árvore. Os interessados poderão participar individualmente, em família, em grupos ou por empresa. Se, pelo número de árvores, for necessária ajuda na plantação será solicitada colaboração às escolas do concelho.

 

Todos os anos, os participantes receberão informação do Município do estado da sua árvore. Será enviado um e-mail, uma folha que caia ou uma fotografia, quando as folhas rebentam na Primavera.

 

A acção visa, igualmente, incentivar os padrinhos ou madrinhas a visitarem regularmente aquele espaço natural.

 

 

 

 

Município compra edifício na Madalena para instalar Centro de Convívio para Idosos e Serviços Municipais

 

O Município de Chaves comprou um edifício na freguesia da Madalena, para instalação de um centro de convívio, associações, serviços municipais e da Junta de Freguesia.

 

Nesse espaço, situado na Rua Cândido Sotto Mayor, a autarquia flaviense pretende a concentração de serviços, numa lógica de comodidade para o utente. Além disso, este novo projecto pretende ajudar a revitalização do tecido social e económico daquela freguesia e, mais concretamente, do seu Centro Histórico.

 

 

Notícias a desenvolver na próxima edição do Semanário “A Voz de Chaves – O Jornal do Alto-Tâmega”

 

.