Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

O olhar de Marina Al Fin sobre a cidade

27.01.09 | Fer.Ribeiro

 

.

 

Mais uma terça-feira, mais um olhar diferente dos nossos sobre a cidade.

 

O olhar de um pormenor, o olhar de um jogo sem parceiros, o olhar para a nossa Top Model, o olhar para e desde as janelas de um sítio qualquer. Janelas que para a nossa convidada de hoje são ventanas, não fosse o seu pouso (não sei se naturalidade também) de aqui quase ao lado, de Pontevedra, Galicia, Spain, como quem diz, Pontevedra, Galiza, Espanha.

 

São mais olhares descobertos no Flickr, já há algum tempo atrás, mas que só hoje tive oportunidade de trazer aqui.

 

.

.

 

Olhares de Marinaalfin (Nick no Flickr) ou de Marina Al Fin. Olhares passageiros em jeito de quem passa na descoberta do nosso Portugal, de Norte a Sul, e leva o registo em imagem para todo o sempre.

 

Chaves calhou também no itinerário de  visitas da nossa convidada. Chaves também calhou em imagem e em registos. Chaves, também faz parte da sua galeria de fotos, tomadas um pouco por todo o lado, mas sempre com arte em todos os seus registos.

 

.

.

 

Nem há como dar uma vista de olhos à sua galeria do Flickr para ficar a conhecer melhor os pormenores dos registos dos seus olhares, visita que recomendo aqui:

 

http://www.flickr.com/photos/7279949@N07/

 

“Emoción y pensamiento deberian ser siempre inseparables”, é com esta citação de Enrique Vila Matas que a nossa convidada abre também o seu blog “Marina Al Fin – Aarroja Al Mar: Impressionismo Emocional”. Um blog feito de imagens e emoções que passam em olhares e pequenos textos, onde a última imagem publicada me fez acelerar um pouco também as minhas emoções, pois pensava eu que era o nosso Jardim Público no seu melhor dos velhos tempos, uma foto resgatada da sua memória… mas, é apenas uma feliz semelhança com as imagens dos velhos tempos, bem mais românticos que os actuais, que o Jardim Público nos oferecia. Agora por lá, o romantismo apenas se vai ficando por um ou outro pormenor, como uma mesa de jogo sem parceiros.

 

.

.

 

O Blog da Marina está aqui:

    

http://marinaalfin.blogspot.com/

 

E foi mais um olhar diferente dos nossos sobre a cidade, olhares também carregados de emoções que a Marina perpetuou para sempre em imagens que partilha com o mundo e que hoje também eu roubei para partilhar aqui.

 

Até amanhã!

3 comentários

Comentar post