Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

O olhar de J Case sobre a Cidade

03.02.09 | Fer.Ribeiro

 

.

Os passos que percorreram a cidade para tomar os olhares de hoje são de alguém que a visitou há dois anos atrás e que dá pelo nome/nick de J.Case.

 

Pela sua galeria de fotos no flickr, pouco deixa a saber de si, no entanto tudo me leva a crer que fosse seja mais um turista estrangeiro que visitou Chaves e pelas fotos que por cá tomou, até lhe adivinho os passos que debitou pela nossa cidade antiga e histórica.

 

Pela certa que foi atraído pelo castelo, é assim que acontece com quase todos que nos visitam e se guiam por conta própria. No castelo tomou algumas fotos, aproximou-se das muralhas, apreciou os canhões e deitou um olhar sobre a veiga que só terminou quando encontrou o Brunheiro. Desde as muralhas, avistou o rio e o Tabolado.

 

Visitado o Castelo, contornou os Paços do Duque, passou junto à sua estátua, desceu a sua praça e como a Igreja Matriz estava de portas abertas, entrou. Havia missa, não sei se rezou mas tomou mais umas fotos do interior da Matriz.

 

.

.

 

Saiu, passou à Praça da República, desceu a Rua Direita e logo de seguida tomou a Travessa das Caldas, mas antes, ainda deu uma entrada na Rua de Stª Maria, Desceu a Travessa Luís de Viacos e Subiu a Rua do Correio Velho para de novo descer a Travessa das Caldas.

 

O Rio e o Tabolado eram o destino traçado desde as muralhas do Castelo, mas encontra a buvete, entra, aprecia o recinto e tem curiosidade por saber o que por ali servem ao copo. Pede um e quando pega nele diz: “porra, queima”,  claro que isto foi dito na sua língua nativa… na ausência de outras explicações, bebeu um pouco, tomou umas fotos e bota para o Tabolado em direcção à Rua do mesmo nome.

 

.

.

 

Chegou à Top Model, atravessou-a tomando umas fotos pelo caminho, deu uma vista de olhos à Madalena e regressou.

 

.

 

.

 

O Arrabalde a curiosidade chamou-o a deitar um olhar às escavações e de seguida passa junto ao quiosque e sobre a Rua Direita. A meio desta apercebe-se que era a mesma Rua que já tinha descido e que o levava de regresso ao carro, mas antes ainda deitou um olhar à Rua Bispo Idácio.

 

.

.

 

 

Já de carro, desce a Rua de Stº António e por desconhecer Fostes e outros pontos de interesse da cidade, ruma em direcção à Ponte Romana, atravessa-a e segue viagem, que já se estava a fazer tarde.

 

Claro que tudo isto é pura ficção que não andará longe da realidade.

 

Ficam os olhares deste debitar de passos pela ficção ou talvez não do nosso convidado de hoje: J CASE e fica também o devido link para a sua galeria de fotos no flickr:

 

http://www.flickr.com/photos/27642436@N00/

 

Até amanhã, em que teremos por aqui os meus olhares dos sabores e dos saberes de Chaves.