Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

28
Mar09

Mosaico da Freguesia de Soutelinho da Raia

 

.

 

Localização:

A 18 km da cidade de Chaves, na extremidade Nordeste e limite do concelho e não só, pois também é terra de raia, onde Portugal termina para começar a Galiza. Grande parte da freguesia desenvolve-se já em pleno planalto barrosão que se estende ao longo da fronteira com a Galiza até à Serra do Larouco.

 

Confrontações:

Confronta com as freguesias de Ervededo e Calvão do concelho de Chaves e como freguesia limite do concelho, confronta ainda com o concelho de Montalegre e com a Galiza, da vizinha Espanha.

 

Coordenadas: (Escola Primária)

41º 37’ 27.32”N

7º 30’ 38.80”W

 

Altitude:

Variável – entre os 750 e os 850 m

 

Orago da freguesia:

Stº António

 

Área:

5,97 km2.

 

Acessos (a partir de Chaves):

– Estrada Municipal 507.

 

.

 

 

.

  

Aldeias da freguesia:

            - Soutelinho da Raia (única aldeia da freguesia).

           

 

População Residente:

            Em 1900 – 483 hab.

            Em 1920 – 478 hab.

Em 1940 – 535 hab.

            Em 1950 – 559 hab.

Em 1960 – 493 hab.  

Em 1981 – 342 hab.

            Em 2001 – 192 hab.

 

.

 

.

 

Principal actividade:

- A agricultura.

 

Particularidades e Pontos de Interesse:

Historicamente falando sobre o povoamento desta aldeia, teríamos que recuar possivelmente até ao tempo dos povoados fortificados castrejos, pelo menos assim o defendem alguns historiadores que ligam este povoado a um sítio da aldeia designado por “Muro”. Também há referencias ao romanos e a uma possível via romana secundária, havendo mesmo alguns autores que dizem existirem ainda nas imediações o que serão possíveis restos de calçada. Diz-se também que por aqui passaria um dos caminhos de Santiago e actualmente é pela aldeia também que passa a principal ligação (em termos de utilização) entre a cidade de Chaves e a Vila de Montalegre.

 

Da história também já faz parte o tempo em que Soutelinho da Raia foi uma aldeia promíscua, ou seja, uma aldeia que era dividida pela linha da raia, pertencendo metade a Espanha e outra metade a Portugal e que assim foi até ao tratado de Lisboa de rectificação de fronteiras (de 1864) em que Soutelinho da Raia passa exclusivamente para Portugal em troca das aldeias do Couto Misto que passam integralmente para Espanha (mais sobre este assunto consultar o blog Cambedo Maquis ou o post deste blog de 14.Dez.2007 - http://chaves.blogs.sapo.pt/231841.html). Ainda hoje Vilarelho da Raia vive um pouco dessa promiscuidade dos Séculos passados, pois se repararem na fotografia aérea que se apresenta neste post, existem terrenos e até construções que são atravessados pela linha de fronteira (a amarelo na imagem), que pela sua condição já se adivinha que foi também terra de contrabandistas e Guardas-Fiscais enquanto existiu a fronteira entre Portugal e Espanha. Muitas estórias pela certa haverá para contar de ambas as partes.

 

Ainda na história desta aldeia,  consta o acampamento das tropas monárquicas de Paiva Couceiro, em 1912, do qual sairia a segunda tentativa de restaurar a Monarquia do Norte.

 

Terra de frio também, onde as primeiras neves marcam sempre presença.

 

Sem dúvida alguma que é uma das freguesias à qual recomendo uma visita com passagem e paragem obrigatória no S.Caetano.

 

 

.

 

 

.

 

 

Linck para os posts neste blog dedicados à aldeia e freguesia:

 

            -  Soutelinho da Raia

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Amiel Bragança

      Foi um final conciso do consiso.Abraço, AB

    • JM Naturopatia

      Fantástico trabalho de recolha e divulgação de um ...

    • Anónimo

      gostaria muito de um dia poder conhecer. meu pai v...

    • Anónimo

      Não me admiraria se esta fotografia fosse «roubada...

    • Anónimo

      Sou alfacinha de gema, mas gosto de vos ler; olham...