Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves - Quinta do Hospício em Nantes

12.08.06 | Fer.Ribeiro
hospicio.jpg

E porque hoje é Sábado, vamos até mais uma aldeia do nosso concelho.

No post de hoje cabe a sorte a Nantes, aldeia pertencente à freguesia de Vilar de Nantes, e a apenas 3 Km de Chaves.

Nantes está situada nas fraldas da serra do Brunheiro e, se em tempos se poderia considerar uma freguesia rural, hoje não é mais que uma aldeia dormitório da cidade, existindo mesmo (em antigos prédios agrícolas da aldeia) uma cooperativa de habitação – a TRASLAR.

Mas hoje o que interessa mesmo é a antiga aldeia de Nantes, mais propriamente a Quinta do Hospício que outrora foi o Hospício de Convalescença de Nantes, hoje propriedade particular e da qual reproduzimos no presente post a fotografia de um belíssimo fontanário existente no seu interior.

O Hospício de Convalescença de Nantes, foi outrora património do convento de S.Francisco de Chaves. Foi erigido nos anos de 1677 e 1678, constando de quatro celas, varanda, cozinha – refeitório e capela consagrada a Nossa Senhora do Socorro. Hoje ainda se podem ver no local uma cela, a capela que alberga a Nossa Senhora do Socorro, feita na cidade de Braga em 1690. Defronte da capela, há um amplo pátio lajeado, cujo centro é ocupado pelo fontanário reproduzido na foto de hoje, constituído por duas taças concêntricas sobrepostas, sendo o local ainda ornamentado com diversas carrancas, completando este conjunto dois espaçosos bancos esculpidos em granito, colocados frente ao fontanário em posições diametralmente opostas.

Era para este aprazível lugar, que os monges velhos ou doentes do convento de S.Francisco se retiravam, fugindo dos nevoeiros da veiga e buscando nos ares da serra panaceia para os seus males.

E de Nantes, embora ainda haja mais para mostrar, por hoje é tudo.

Resta a ficha técnica do post e os agradecimentos.

A foto é de ontem, e a documentação para o post foi obtida na Revista Aquae Flaviae, nº13 de Julho de 1995 e junto do Engº Raul Silva, ao qual (além das informações) também agradecemos o ter-nos acompanhado na visita à Quinta do Hospício, hoje propriedade de uma sobrinha sua.

Até amanhã, por aí, noutra aldeia do concelho.

6 comentários

Comentar post