Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

A Primavera de Chaves vista por um poeta

08.06.09 | Fer.Ribeiro

.

PRIMAVERA

 

Diz que há festa esplendorosa

Nesta província graciosa,

A linguagem das flores!

A graça, a beleza é tanta,

Que cada vez mais me encanta

A terra dos meus amores!

 

Quando as tintas matutinas

Se vertem pelas campinas

E vão em tudo descer,

Morrem no céu as estrelas

Por se acharem nenos belas

E outro brilho as vencer!

 

……………………………………………..

……………………………………………..

 

 

Heróica terra de Chaves!

Os teus poentes suaves

Criam amor e saudade.

E toda a grande harmonia

Que só de ti irradia

O coração nos invade!

 

Em ti, Veiga de rescendes,

Silfos, Faunos e Duendes,

Andam juntos a bailar

A rir freneticamente…

A mão de Deus, docemente,

Só mimos sabe espalhar.

 

Aroma, luz e cadência,

É toda a magnificência

Do feérico festim!

Seria um sonho fagueiro

Se a vida fosse um cruzeiro

De Primavera sem fim!

 

Abril de 1941

Do livro de poesias “ORAÇÕES AO VENTO”

de Artur Maria Afonso