Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Discursos Sobre a Cidade - Na Rota do Contrabando, por José Carlos Barros

26.06.09 | Fer.Ribeiro

 

.

 

Na Rota do Contrabando

 

texto de José Carlos Barros

 

 

Em vez dos delitos que o Poder enunciava, do que se tratava era de juntar as margens de ambos os lados, rasurar fronteiras, misturar pronúncias, acentos, nomes de toponímia. Nada nunca distinguiu de uma e outra banda o azul do céu ou a nuvem suspensa a espalhar uma sombra na tão difusa e abstracta linha da raia dos livros de autoridade. Tudo

 

era objecto de contrabando: tudo o que era e não era possível medir-se, tudo quanto não calhava com a letra da lei ou a polícia dos costumes, tudo quanto revertia do negócio, da possibilidade de troca, da exaltação. Por isso

 

nada chegava a distinguir o amor clandestino e os sapatos de revenda, o desejo numa outra língua e o açúcar concreto ou o azeite. Hoje

 

regresso a estas veredas com os troncos muito esguios dos álamos jovens a erguer-se das margens dos remansos e os muros de pedra dos lameiros e as encostas declivosas e as levadas onde mergulho na água as mãos de memória. Memória

 

do contrabandista de Segirei que nunca tive a felicidade de ter sido.

 

 

http://casa-de-cacela.blogspot.com