Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves Rural - Moreiras

06.08.06 | Fer.Ribeiro
moreiras-1.jpg

Moreiras é uma aldeia (sede de freguesia) que já se cruzou no meu itinerário por várias vezes e por razões variadas. É também terra de gente amiga e hospitaleira.

Ontem em mais uma pequena viagem pelas aldeias do concelho passei novamente por Moreiras, desta vez com o propósito de fotografar (mais uma vez) alguns temas para este blog e, sempre que a visito fico surpreendido com mais um ou outro pormenor.

Moreiras já é repetente neste blog e pela certa que o vai ser novamente. Em 28 de Janeiro deste ano, com o pretexto do frio e uma nevada, dediquei-lhe um post e caracterizei a aldeia e freguesia. As palavras de então são ainda válidas hoje, por isso, agora fica apenas uma imagem de verão com muito calor (a contrastar com a da nevada), mais precisamente com a casa do padre tomada desde o adro da Igreja. Uma bela casa, um adro bonito, ajardinado e asseado, com um pequeno “museu” ao ar livre a envolver Igreja, que também muito bonita. A envolvente não é de se ficar atrás. Um belo casario todo em granito à vista quase original, a casa dos “Rendeiros” com o seu pátio, varanda e chaminé, a Cruz o Cruzeiro e a fonte do largo completam e complementam o cenário de um pequeno património digno de ser visto e sobretudo digno de ser classificado e protegido.

Fica a promessa que o largo da fonte e cruzeiro, a cruz a casa dos “Rendeiros” e a igreja terão aqui (oportunamente) um post. Entretanto há mais aldeias para serem vistas, mas se lhe adocei a curiosidade, o melhor é mesmo ir até lá e ver com os seus próprios olhos. O acesso é fácil: A 16 quilómetros de Chaves, seguindo E.N. 314 Chaves-Carrazedo de Montenegro, após a aldeia de France viram à direita (seguindo as placas) e logo a seguir dão com todo este cenário que acabo de descrever e, não tem nada que enganar, pois tudo isto fica na entrada (do núcleo) da aldeia.

Até amanha de regresso à cidade.