Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

750.000 Visitas - O blog Chaves sai à rua

10.08.09 | Fer.Ribeiro

.

Há números que transportam consigo uma certa magia e têm diferentes sabores.

 

Hoje, o blog atingiu as 750.000 visitas e, este número é mágico e, quase com a mesma importância com que vivi as 10.000, as 100.000 ou as 500.000 visitas, números também mágicos, cada um com seu sabor.

 

Quando o blog atingiu as 500.000 visitas, prometi a mim próprio que, se o blog atingisse as 750.000, sairia à rua, em fotografia, em papel, em exposição. Contrariamente ao que costumam fazer os políticos, eu gosto de cumprir as minhas promessas, ou seja, ainda fui criado com o respeitar da “palavra” e respeito-a, mesmo quando as promessas são tão íntimas, como esta o foi.

 

Pois o blog desta vez vai mesmo para a rua, em exposição fotográfica com algumas das imagens que têm passado pelo blog Chaves, mas também algumas que passaram pelos outros blogs que assino, principalmente o Devaneios, para o qual tenho sido tão ingrato.

 

1 fotografia por cada 10.000 visitas, 5 discursos sobre a cidade, cada um com a sua foto, irão estar em exposição a partir de dia 21 de Agosto na Galeria Tamagani em Chaves (no foyer do antigo Cine Teatro). Uma exposição para a qual todos os visitantes deste blog estão convidados, porque, diga-se a verdade, este blog é de todos nós e, se ainda resiste, é porque daí desse lado há gente, principalmente gente flaviense para o visitarem.

 

.

.

 

750.000 é um número que também exige alguma reflexão, alguns agradecimentos, mas também alguns lamentos.

 

Agradeço em primeiro lugar a todos que diariamente visitam este blog e que vão continuando a dar o alento necessário para que continue. Agradeço a todos quantos colaboram com este blog, principalmente aos 5 discursantes sobre a cidade: a Fe Alvarez, o Gil Santos, o José Carlos Barros, o Tupamaro e o Blog da Rua Nove, a este último, estou duplamente agradecido, pois além dos discursos, é ainda co-responsável pelo coleccionismo de temática flaviense, além de outras colaborações pontuais e bem preciosas. Por último agradeço a todos os que comentam neste blog, que são poucos (eu sei) mas que me têm dado o feedback e apoio, sempre que ele é necessário e que há muito fazem parte dos amigos deste blog. O meu “muito obrigado” a todos.

 

Quanto à reflexão, digamos que o blog com o tempo, também se foi tornando mais adulto e organizado. Exceptuando as Sextas dos “discursos” e as Quintas do “coleccionismo”, todo ele é muito pessoal, baseado nos meus olhares e sentires das nossas aldeias e cidade, às vezes (talvez), com alguns devaneios, um pouco polémico, às vezes um pouco aguçado, às vezes mais lamechas e poético. Depende dos dias, pois nem todos são iguais, mas uma coisa vos garanto, tudo o que por aqui deixo é sincero, sem interesses e, geralmente, o que por aqui deixo, não são mais que coisas daquilo que comummente se conversa à mesa de café (sobre a cidade), onde toda a gente ousa ter opinião, falar abertamente, concordar e discordar, elogiar ou ridicularizar até à anedota… Pois são esses assuntos, que se ousam à mesa do café mas que não se ousam em público, que eu ouso trazer por aqui, mesmo sabendo que faz comichão a alguns…

 

.

 

.

 

Com o blog, também me comprometi com a cidade, a minha e nossa cidade e, pena é,  que nem todos os flavienses façam o mesmo – comprometerem-se com a cidade, que afinal é de todos e não de alguns, como parece, mas que, quase todos consentem…

 

É por aí que andam também os lamentos deste blog, que até nem estranho, conhecendo como vou conhecendo a raça flaviense que cada vez se alheia mais daquilo que lhes diz respeito. Não estranho e, sem compreender, também compreendo, pois a liberdade que tantos apregoam, não dá tanta liberdade assim. A grande maioria prefere auto-silenciar-se que ousar dizer o que lhe vai na alma, porque o medo, ainda existe, tal como os interesses e as castas flavienses…

 

Mas hoje, como não é dia de feijoada, fico-me pelo agradecimento às 750.000 e o agradecimento a esta cidade de Chaves, pequena e provinciana no bom e mau sentido, mas que é a nossa cidade, a nossa terra da qual todos gostamos e amamos, pelo Tâmega beijada, com uma Top Model de fazer inveja, com o seu Castelo ainda a assinalar a sua imponência, com a veiga e os montes, com os frios e nevoeiros de Inverno, com o seu centro histórico moribundo mas sempre interessante e bonito, com a fama do presunto mas com o sabor real dos pasteis. Uma cidade com história milenar, belezas para mostrar e muitas estórias para contar, que pela certa, vão dar ainda muito alimento a este blog, pelo menos enquanto a minha teimosia insistir em vir por aqui todos os dias, mesmo não sendo fácil dizer presente diariamente.

 

Obrigado a todos e já sabem que estão todos convidados para a exposição fotográfica do blog Chaves e que podem continuar a contar com o Blog Chaves.

 

Até amanhã.

 

15 comentários

Comentar post

Pág. 1/2