Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Soube bem, mas acabou-se...

14.09.09 | Fer.Ribeiro

.

Seria injusto para os que seguem este blog e não vivem cá na terrinha, não lhes permitir visualizar as fotografias inéditas que estiveram presentes na exposição que terminou no Sábado passado e que pretendia comemorar as 750.000 visitas a este blog. Pois para finalizar aqui ficam mais 5 fotos que os flavienses residentes ou quem visitou Chaves, teve oportunidade de ver na Galeria Tamagani, no antigo Cine Teatro de Chaves.

.

 

A Pensar Portugal

 

.

.

 

 

Momentos perpetuados na imobilidade de uma estatueta do meu imaginário de criança, mas real, como quem pensa Portugal numa terra e cidade onde nem sequer esta é pensada. Ironias que valem pela pureza dos sonhos de criança, onde tudo é possível ser sonhado…

 

.

.

 

Já há 2000 anos não era assim. Pensadores romanos construíram um império e, em Chaves, deixaram algum desse património que fez um império e que, ainda hoje, é admirado por todos. Bem pode, pois por cá, hoje, modernidade também rima com mediocridade…

 

.

.

 

E sempre o fascínio da cor e da geometria, Chaves tem destas coisas e, nem os espessos nevoeiros de Inverno toldam as linhas e as cores da geometria. Não é por mero acaso que em Chaves nasceram mestres da cor e da geometria…

 

.

.

 

E já que poucos se atrevem a dar uma pedrada no charco, porquê não dar um pontapé no marasmo…mas parece não haver pé que sirva na bota, embora muitos a calcem, ninguém consegue pontapear com ela e, depressa a descalçam, entretanto, vai envelhecendo desprezada e abandonada, levando com o pó do tempo enquanto traiçoeiramente as aranhas tecem a sua teia…

 

 

 

3 comentários

Comentar post