Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Aos ausentes!

14.12.06 | Fer.Ribeiro
5205-bl.jpg

O Natal tem a sua magia. Quer se seja mais ou menos crente, mais ou menos devoto, o Natal é a festa da família, a festa do lar e o espírito do Natal, é inevitável, invade-nos sempre.

Que me desculpem os flavienses residentes, mas o post de hoje é inteiramente dedicado àqueles que um dia simplesmente partiram, ousaram ou foram obrigados a partir buscando a sorte noutras paragens. Àqueles que andam lá fora a lutar pela vida mas têm a alma e o coração aqui na terrinha. Àqueles que beberam a liberdade da partida mas ficaram para sempre presos às coisas simples como o cheiro da terra ou o afagar de uma mãe ou de um simples gesto amigo. Àqueles que sabem, porque a vivem, o significado da palavra saudade e choram com o tinir de uma guitarra com que o fado os fadou.

Desde a terrinha envio-vos esta pomba mensageira que também ousou partir levando-vos a todos um voto simples mas sincero – Bom Natal para os que estais fora e tendes Chaves no coração.

Nós por cá, tudo bem, tal como as pombas da imagem: Enquanto umas ousam em partir, outras ficam no charco ou no pedestal, mas estamos cá e vamos vivendo esta “flavienseidade” de um dia após outro dia.

Um bom Natal para todos os que estão fora da terrinha e um muito obrigado por me fazerem companhia nesta caminhada de caminhar as terras de Chaves.

Bom Natal e, já sabem que amanhã cá estou de novo e, tal como o fado, continuarei por aqui enquanto a voz não doer!

Até amanhã!

9 comentários

Comentar post