Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

08
Dez09

Outros Olhares Sobre Chaves - Alberto Nogueira (Nozes)

Pelo menos uma vez por semana e desde que iniciei esta rubrica dos “Outros Olhares” que vos falo aqui do Flickr, pois é lá que vou “roubar” os olhares lançados sobre a nossa cidade. Na realidade o flickr é um paraíso da fotografia. Nele podemos encontrar, fotograficamente falando, de tudo, mas o que mais me surpreende, são os encontros, descobertas e novas amizades fotográficas que se vão fazendo.

.

 

.

Pois há dias na pesquisa semanal habitual tropecei com o nick de Nozes e Alberto Nogueira de nome. Várias fotos de Chaves, todas elas do último verão e batidas num curto período de tempo de verão. Espiolhei a sua galeria de fotos,  o seu perfil e tudo me levava até ao Canadá (Toronto - Ontário, Ottawa) e, na sua galeria de fotos, o mesmo – Canadá, ou seja das suas mais de 6.000 fotos na galeria, “apenas” 84 fotos eram de Portugal, deste verão passado e, entre as quais, as de Chaves.

.

 

.

Mas olhando ao Nick “Nozes” um fruto bem nosso, ao nome Alberto e ao apelido Nogueira, mais nosso ainda, as nozes só poderiam ser portuguesas. Faltava a confirmação, pois dúvidas não havia. Entrei na habitual troca de mails para pedir permissão de roubar as fotos e, já que estava no assunto, saber um pouco do Alberto. É aqui que entram as surpresas do Flickr. Já sabia que as nozes eram portuguesas, o nome Alberto Nogueira não deixava dúvidas, o que não sabia é que o Alberto era mais nosso ainda, era transmontano, do distrito de Vila Real, concelho de Chaves, freguesia de Ervededo e aldeia do Couto. Então, como futebolisticamente se dizia por cá há uns anos atrás - “ Viva a Torre que eu sou da Agrela” – para quem não sabe, Torre, Agrela e Couto vai tudo dar ao mesmo, ou seja, são terras de Ervededo, terras flavienses. O Alberto é dos nossos e é com gosto acrescido que o faço convidado de hoje deste blog.

.

 

.

Mas não é apenas por ser flaviense que o gosto de o ter aqui hoje é redobrado, mas pela sua galeria de fotografia e pela sua qualidade como fotógrafo e isto não é elogio para simplesmente elogiar, basta dar uma vista de olhos à sua galeria de fotografias e aos seus álbuns para confirmarem aquilo que digo. Popularmente quando o olhar é certeiro, costuma-se dizer “cada tiro cada melro”, pois também nos disparos fotográficos dos olhares de Alberto Nogueira, “cada disparo é uma foto”  o que, diga-se, não é fácil.

.

 

.

Mas, para quê palavras se as suas imagens dizem tudo. Visitem a sua galeria e ela vos dirá:

http://www.flickr.com/photos/nozes67/

 

No espiolhar da vida do Alberto vim a saber que partiu do Couto de Ervededo para o Canadá com apenas 6 anos de idade, decorria o ano de 1974 e por lá foi ficando. Amante da fotografia e das belezas do Canadá está integrado numa das maiores comunidades portuguesas no estrangeiro e, disse muito bem, disse comunidade, pois é mesmo disso que se trata e no estrangeiro, quando se é emigrante, a palavra comunidade tem muito significado e o 10 de Junho, que para eles nem sequer é assinalado a vermelho no calendário, tem mesmo sabor a Portugal.

.

 

.

Sabores que vão depositando em associações da comunidade portuguesa como a “Portuguese Cultural Centre of Mississauga”. Na troca de mails que fiz com o Alberto Nogueira, ele testemunha-me isso mesmo quando me diz:  “…cá, parece que por todo lado que se passa há portugueses.  Estamos espalhados por todo lado, e nesta área, que a gente aqui chama o "Golden Horseshoe" há muitos portugueses e, por muitos lados damos vistas da nossa bandeira.  Curiosamente nós vivemos muito com Portugal no coração.  Portugal faz parte das nossas vidas todos os dias.  Se olhar para as minhas fotos no flickr verá muitos álbuns identificados por PCCM (Portuguese Cultural Centre of Mississauga).  Anda por lá muita gente da área de Chaves.  Têm Rancho de Folclore, um grupo de juventude para os mais novos, e todos os Sábados têm Jantar e baile à portuguesa, claro.  Também passam por lá muitos artistas portugueses.  Só do Couto e de Valdanta, andam no rancho 12 elementos.  3 a tocar e cantar e 9 a dançar.”

.

 

.

Pois nem há como ir espreitar à página que a “Portuguese Cultural Centre of Mississauga” tem na NET (click na imagem para entrar) onde continuará também a encontrar as fotografias do nosso convidado e onde ele diz haver muitos flavienses fotografados:

 

Obrigado Alberto Nogueira ou o “Nozes” do Flickr,  pelas fotos e pelos dados preciosos sobre a nossa comunidade no Canadá onde, sem ser estranho se estranha que Portugal seja mais Portugal.

 

Desde Chaves um abraço para o Alberto Nogueira e para toda a comunidade portuguesa no Canadá, em especial para a comunidade flaviense. É por vós (portugueses e flavienses ausentes da terra e espalhados por todo o mundo) que este blog tem razão de existir e ainda resiste.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes