Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves e o comboio

17.05.06 | Fer.Ribeiro
2368-bl.jpg

Ainda ontem referia aqui a importância que Chaves teve ao longo da história. Tanta que até chegou a ter comboio – fim de linha. Houve tempos em que tudo eram ganhos para Chaves. Agora, cada vez que Chaves é notícia, é pelas perdas ou do que se prevê vir a perder. O Hospital, o Regimento de Infantaria, a Polícia, começa-se a dizer que serão as próximas perdas. Quando o zum-zum começa a andar no ar, é meio caminho para a sua concretização. Estamos em maré de perder ou então de as coisas nos passarem ao lado, tal como a universidade e até a auto-estrada. Esta última que é uma mais valia há muito ansiada para as nossas deslocações, vai também ser uma menos valia para nós, pois quem agora no seu itinerário para Espanha ou de Espanha escolhe a fronteira de Vila Verde da Raia, tem que forçosamente passar por Chaves e, muitos aproveitam a passagem para parar, almoçar, jantar e visitar a cidade. Com a auto-estrada vamos perder essas passagens de itinerário e passar a ver simplesmente uma placa a indicar a saída para Chaves, pois da auto-estrada Chaves nem sequer se vai ver – passa ao lado.

Mas desgraças à parte, vão-nos valendo os investimentos privados, às vezes para o mal – é certo, mas algumas vezes para o bem da cidade. O Hotel Forte de S.Francisco é um exemplo, e o comboio da foto é outro, que vai deliciando os turistas que nos visitam.

Começa a ser urgente pensar o futuro da cidade e dar-lhe a importância que sempre teve na história.

6 comentários

Comentar post