Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves, as Freiras e a nova Biblioteca

04.12.06 | Fer.Ribeiro
freiras-natal.jpg

A iluminação natalícia já foi ligada na cidade. Também este blog liga a estrelinha natalícia e enquanto o Natal chega-e-não-chega vamos continuar como sempre pela nossa cidade de Chaves e pelas aldeias do nosso concelho.

Hoje vamos mais uma vez até às Freiras, as polémicas Freiras que agradam a uns e desagradam a outros. Eu, pelo que me toca, sempre o disse aqui e continuarei a dizê-lo que preferia o antigo jardim, aquele jardim bem tratado dos velhos tempos que era a sala de visitas e de estar dos flavienses, aquele jardim em que tantos passos debitei e em tantas e agradáveis horas passei. Já tenho saudades desse jardim que é como quem diz, já tenho saudades dos bons anos 70 e 80 em que aquele jardim atingiu o seu auge. Claro que esta é a minha opinião, as minhas saudades e o meu lamento, como também aceito e respeito quem tiver opinião contrária e goste do actual espaço, aliás o Jardim das Freiras não morreu com as recentes obras, há muito que estava moribundo, pois há muito que tinha sido abandonado, maltratado e trocado por novos espaços. Mas mesmo assim, acho (com todo o respeito pelas outras opiniões) que teria sido melhor recuperar e arranjar o antigo jardim, retirando dele o trânsito automóvel e elevando as ruas até ao nível do passeios, mantendo a sua alma de jardim. Mas já nada há a fazer e até pode acontecer que as novas gerações flavienses que nunca conheceram o Jardim das Freiras venham a amar o Largo das Freiras tal-e-qual o jardim foi amado pela minha geração. Opiniões e desculpem-me, mas esta é a minha.

Polémicas à parte, vamos até ao antigo quartel dos Bombeiros de baixo e actual Biblioteca Municipal. Aqui penso que a opinião é unânime e toda a gente gosta do resultado das recentes obras que lá se levaram a efeito. A cidade ficou a ganhar. O antigo edifício mantém a sua alma e beleza exterior e o seu interior é moderno, agradável e bem equipado. Um lugar digno e que dá dignidade à Biblioteca Municipal, a dignidade que um espaço destes merece.

Então aqui fica uma imagem dois-em-um, com as tais Freiras que não gosto e com a nova Biblioteca Municipal que aprecio.

Até amanhã, de novo na cidade, com mais cidade, daquela que toda a gente gosta, espero!

3 comentários

Comentar post