Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Curalha - Chaves - Portugal

14.04.12 | Fer.Ribeiro

 

Sempre que posso dou um pulinho ao nosso mundo rural à caça de fotografias. Quando o tempo não é muito, tenho que me ficar pelas terras mais próximas de Chaves e que convidem sempre a uma fotografia.

 

 

O nosso Rio Tâmega, embora não com tanta saúde como desejaríamos, vai convidando sempre para umas imagens, mas se lhes juntarmos as quedas de água e os moinhos, então aí o convite terá que ser obrigatoriamente aceite, mas não só, pois também os pormenores da envolvência convidam sempre a um clique.

 

 

Claro que se falamos em Rio Tâmega e moinhos temos que obrigatoriamente ir para a Curalha, uma freguesia que está na lista negra das freguesias a abater com a reforma administrativa anunciada. Há dias, o PJ, dizia-me que tinha uma promessa de que Curalha estaria fora da lista, mas como a promessa era de político e eles (políticos) fazem questão de não as cumprir com toda a lata e desvergonha, mais vale que os de Curalha não baixem os braços na sua luta de manutenção de Freguesia.

 

 

Mas isto até são contas de outro rosário, porque hoje o que quero mesmo é deixar-vos as imagens e que sabe se não abrem o apetite a uma visita, daquilo que se vê da estrada mas que quase nunca se para se descer até ao rio para deleitação dos pormenores. Acreditem que por muito breve que seja a visita, vale a pena, claro, isto contando que é amante das coisas bonitas que a natureza oferece e a sua urbanidade lho permite. Mesmo se não permitir, contrarie-a e vá por aí.

 

 

Em Curalha temos ainda o extra de  um autêntico museu do nosso velho e saudoso “texas” que embora seja propriedade privada, porque felizmente ainda há gente que gosta e se preocupa com as nossas memórias e património, preservando-as e cuidando-as, podem ser vistas da estrada ou do caminho de acesso a um dos moinhos sem ter que invadir propriedade privada. É um regalo para o olhar e para a saudade, pena que não saia da estação a todo o vapor, porque, como já aqui foi contado, quem o poderia permitir não o quis e todos lamentamos, mas, infelizmente enfim, já lhe conhecemos a raça rafeira, e tal como diria o outro, sem ofensa para os cães.

 

2 comentários

Comentar post