Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves, o betão e o progresso...

08.03.06 | Fer.Ribeiro
2830-bl.jpg

Onde quer que se vá, mesmo por entre os velhos muros, o betão teima em espreitar. O betão costuma ser sinónimo de progresso e é-o. Para o bem e para o mal. Eu nada tenho contra o progresso, logo nada tenho contra o betão, no entanto sou da opinião que cada “coisa” tem o seu lugar. A falta de um plano director, de um plano de urbanização e de planos de pormenor, bem como a definição de “centro histórico” permitiu durante anos que vários atentados se praticassem no centro da cidade. Claro que os planos não resolvem tudo, aliás está bem demonstrado na nossa cidade.

Eu sei que as cidades sempre foram atractivas e Chaves não é excepção. Contudo e sobretudo há que ter respeito pelos núcleos antigos da cidade. Principalmente uma cidade como a nossa que já existe há mais de 2000 anos. Poderia perfeitamente existir a cidade antiga e a cidade nova, sem a pressão da nova a entrar pela antiga dentro. Mas enfim, o que de mal está feito já foi feito, agora resta-nos o futuro possível. A minha única consolação é que daqui a 2000 anos a ponte Romana ainda vai estar aí para dar umas voltas, e os actuais mamarrachos de betão ela certa que não terão mais de um século de existência, pelo menos os actuais. Pode ser que no futuro haja gente com mais respeito pela velhice!

Hoje deu-me para isto. Amanhã é novo dia!