Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves - Freiras

13.01.06 | Fer.Ribeiro
1956-bl.jpg

Eis o novo visual nocturno das Freiras.

Tal como o comboio o Jardim das Freiras também já faz parte da história de Chaves. A história de um jardim que tem muitas estórias que contar. Eu pessoalmente, já várias vezes o referi aqui sentia-me intimamente ligado ao Jardim das Freiras e ao seu passado. Um jardim que testemunhou momentos importantes da vida da cidade. Um jardim que em tempos, nas noites de verão, reunia no seu seio centenas de pessoas. Confesso que tenho saudades desses tempos.

Mas sejamos realistas e independentemente de concordar ou não com as recentes alterações e de se gostar ou não do que lá foi feito, a morte das Freiras já não é recente. A vida das Freiras há anos que foi transferida para outros locais. Os cafés e bares dos novos edifícios e novos bairros chamaram a si muita gente, principalmente os bares da zona das Caldas, que é o local onde a juventude flaviense parece dar início às suas noites.

Poder-se-á dizer que às noites das Freiras e do Sport só os “velhos do Restelo” é que ainda lhe são fiéis e só até às 9 ou 10 da noite, que a partir de aí a Rua de Stº António “fecha ao público”. Já lá vai o tempo em que existia o Jardim das Freiras e o complexo de cafés (Ibéria, Comercial, Sport, Aurora) e outras fardas (GNR e Bombeiros). Até o Inácio, o barbeiro, há anos que não mora lá.

2 comentários

Comentar post