Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Lumbudus, hoje nas terras galegas e nos Três Reinos

15.06.13 | Fer.Ribeiro

 O cavalo é de S.Vicente da Raia

O olhar sereno dos cavalos sempre me impressionou, parece cheio de sabedoria, de olhar atento que só vê aquilo que realmente merece ser visto. Seletivo, sem distrações, interessado e ao mesmo tempo distante. Não sei se o olhar lhe está ligado ao cérebro, mas se estiver como penso que está olha para muito além daquilo que vê….

 

O olhar de um fotógrafo é um pouco daquilo que imagino no olhar de um cavalo e, o dos fotógrafos Lumbudus também é esse interesse que procuram na fotografia, também interessado e curioso partilhado com convívio amigo e salutar que não tem fronteiras. Hoje os Lumbudus vão andar por terras galegas e pela certa vão fazer o exercício de num momento estarem simultaneamente em Três Reinos, para além dos moinhos que agora são mecânicos  mas que povoam as mesmas paisagens que Quixote avistava, vamo-nos valendo do Pança para nos trazer de volta à realidade e que mesmo em cima do seu burro, tem um olhar mais atento e sereno que o de um cavalo.

 

 As últimas terras portuguesas e as primeiras galegas vistas desde Roriz

Hoje durante todo o dia Lumbudus portugueses e galegos, mais os amigos que sempre os acompanham, vão voltar a ser o mesmo povo que as fronteiras e nacionalidades durante séculos quiseram separar mas nunca conseguiram.