Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

17
Jun13

XIX Encontro de Fotógrafos e Blogues nos Três Reinos


Vamos então à breve reportagem (em palavras) sobre o XIX Encontro de Fotógrafos e Blogues que aconteceu sábado passado nos “Três Reinos”.




Encontro que desta vez contou com a organização conjunta da Lumbudus – Associação de Fotografia e Gravura, com a ONG galega – Centro de Desenvolvimento Rural Portas Abertas e com a Associação também galega – Associación Cultural Os Tres Reinos e com o apoio do Concelho de A Mezquita (em todo o encontro), da Puertas de Galicia Verin-Viana (transporte) e Câmara Municipal de Chaves (brindes de representação e prémios de fotografia).




Aconteceu assim durante todo o dia de sábado mais um encontro de Blogues e Fotógrafos mas que foi muito mais além dos blogers e fotógrafos, pois simultaneamente era um encontro internacional que tinha como territórios a visitar os dos antigos Reinos de Castela, Galiza e Portugal. Internacional também porque entre os participantes havia pelo menos 4 nacionalidades - galegos/espanhóis, portugueses, cubanos e italianos. Encontro também de gerações com a participante mais nova de 8 anos de idade e os mais velhos já a caminhar para os oitenta.





Um encontro de culturas também, que algumas embora próximas (como a galega e a transmontana), têm as suas especificidades, algumas delas até foram saboreadas neste encontro quando ao pequeno-almoço a empanada galega fazia companhia aos pastéis de Chaves. Um encontro também de diferentes línguas faladas (galego, castelhano, português e às vezes tudo junto), mas sem necessidade de tradutores não fosse a maioria povo da raia. Por último, acabou por ser também um encontro de associações. Mas deixemos as palavras e privilegiemos as imagens, tanto mais que o ambiente que se vive nestes encontros é difícil de o traduzir em palavreado.  

 

 

O marco 350 é o que divide os "Três Reinos" que alguém quis gravar na rocha…

 

 

Enquanto uns pisavam terras portuguesas, outros punham a conversa em dia em terras de Castela/Leão, outros em terras galegas enquanto outros não perdiam o olhar do momento…

 

 

Também houve quem servisse de modelo às melhores fotógrafas ou seria quem recorresse a elas para levar uma recordação para o Reino dos Mouros? Havemos de esclarecer isso…

 

 

Mas há fotógrafas e fotógrafas. Esta era mais de pormenores… e de pagar almoços...

 

 

Já outras são mais caminhos…

 

 

A meio da manhã, elas e eles resolveram dar um descanso às câmaras fotográficas – foi o momento do encontro de empanadas, bica e pastéis de Chaves, quanto à bebida, era mais minis e a terra dava pelo nome de Moimenta (Vinhais), ali ao lado do penedo dos Três Reinos.

 

 

Depois do encontro à mesa a visita a Moimenta. De guias o Presidente da Junta e a esposa. Para quem não conhece, Moimenta é obrigatório conhecer. O Casario tradicional, o solarengo, os moinhos, a forja, a Igreja de origem quinhentista, as fontes de água cristalina, fresca e saborosa, a simpatia da gente. Assentem no vosso roteiro de viagens. Moimenta pertence ao concelho de Vinhais e está em pleno parque natural de Montesinhos.

 

 

Fonte e Igreja.

 

 

Entre as imagens anteriores e a última há um lapso prolongado de tempo que não foi muito dado a registos por falta de luz… pois eram imagens de interior, mais propriamente do Restaurante em Pereiro (havemos de lá ir outra vez…) onde as tais especificidades de culturas gastronómicas se fazem sentir, mas igualmente a seguir a boa tradição de bem servir transmontana. 

 

 

Parque em La Mezquita, num dos projetos da Asociación Cultural Los Três Reinos, onde graúdos e pequenos passaram uns momentos de diversão e aventura. Lamenta-se uma queda por falta de jeito, mas esteve pouco tempo no chão e nem sequer arranhões para recordar provocou...

 

 

Um cubano, um italiano e uma galega. Ao fundo, meio escondido, um sportinguista português…


 

 

Castromil, foi a última povoação galega a ser visitada. Recebidos pelo Alcaide que nos serviu de guia, mais tarde também nos pôs a “Cruz da Touza” à disposição para a entrega de prémios, unas copas e a sempre bem-vinda empanada galega.

 

 

 

A Igreja, a ponte que também divide "reinos" e o conjunto do casario tipico galego mereceu a atenção dos visitantes.

 

 

Rafa, el Alcaide de La Mezquita, acompanhou-nos sempre desde o primeiro ao último momento. Um velho conhecido e amigo nosso que já tinha sido companheiro no encontro à nascente do Rio Tâmega, onde aliás nasceu o convite para este encontro. Pela certa que no próximo encontro em terras galegas queremos de novo o Alcaide de La Mezquita por companhia. À boa maneira de Alfred Hitchcock também quisemos disfarçadamente ficar na imagem.

 

 

Por fim um encontro que registamos em imagem. Um encontro de espécies de fauna e flora que correu à margem deste XIX Encontro de Fotógafos e Blogues.

 

4 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • JM Naturopatia

      Fantástico trabalho de recolha e divulgação de um ...

    • Anónimo

      gostaria muito de um dia poder conhecer. meu pai v...

    • Anónimo

      Não me admiraria se esta fotografia fosse «roubada...

    • Anónimo

      Sou alfacinha de gema, mas gosto de vos ler; olham...

    • Joaquim Ferreira

      Tantos anos passados, tantos sonhos por realizar.Q...