Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Pedra de Toque

01.04.17 | Fer.Ribeiro | comentar
 O AMOR É ASSIM!...                    Desce a montanha, solta o cabelo,                   Não pises os jasmins que te aparecerem no caminho,                   E vem ter comigo.                   Eu (...)

Pedra de Toque

25.03.17 | Fer.Ribeiro | comentar
 VI-TE, UM DIA… Na tua tez só o sorriso que esboçavas, irradiava. Estavas sentada num banco de um jardim desflorido, poeirento e permanecias inerte às pessoas raríssimas que passavam junto a ti. Gostei dos teus cabelos lisos, despenteados (uma preferência muito (...)

Pedra de Toque

11.03.17 | Fer.Ribeiro | comentar
 Chaves, março 2017 Tenho de te escrever. Devo-te esta carta já há algum tempo. É a forma que tenho de estar comigo e contigo com mais intimidade. Leio-te em comentários fogazes de quem me sente, retendo meus olhos nas tuas fotos onde me apareces cada dia mais (...)

Pedra de Toque

04.03.17 | Fer.Ribeiro | comentar
                           Até a primavera nos florir…                         Há tanta emoção no ar,                        Que nem o frio nem a chuva                        A conseguem ignorar.                       (...)

Pedra de Toque

18.02.17 | Fer.Ribeiro | comentar
 Coro Misto da Universidade de Coimbra Nas férias da Páscoa de 1964, o Coro Misto da Universidade de Coimbra, efectuou uma digressão pelo norte do país e realizou um sarau em Chaves, no velho e saudoso Cine-teatro. Para além da exibição coral, o Coro apresentou (...)

Pedra de Toque

24.12.16 | Fer.Ribeiro | comentar
 O SORRISO DAS CRIANÇAS Os antepassados, ainda que por momentos, vêm sempre à minha ceia de Natal. Viajam nas asas do menino Jesus ou nos trenós do Pai Natal. Entram na nossa memória e depois diluem-se na alegria dos filhos e sobretudo nas gargalhadas e na euforia (...)

Pedra de toque - Por uma carícia tua

12.11.16 | Fer.Ribeiro | comentar
 Por uma carícia tua Gosto de sentir teu corpo abençoado,na minha boca a respirar.Nunca ouvi a tua voz,mas pressinto pelo teu olhar fundoe pelas palavras com que te despesque a tua voz tem música.A música que me adormece,a música que me desperta,a música que me (...)

Pedra de Toque - As Curvas da Madrugada

17.09.16 | Fer.Ribeiro | comentar
 AS CURVAS DA MADRUGADA O sol, clareia-me,Quando escureço. DepoisQuando a noiteDesce à cidade deserta,Só o sibilar do ventoEmbala o meu silêncio. Nas ruas que andarilhoNão me cruzo com os passos de ninguém. Procuro-te, então na copa das árvores,Nos fetos dos (...)

Pedra de Toque - A Minha Almofada

03.09.16 | Fer.Ribeiro | comentar
 A MINHA ALMOFADA Tenho uma ótima relação com a minha almofada. Nela apoio a minha cabeça com que penso e com que sinto, já muito cansada. Quando não tenho a minha almofada comigo passo mal. Ela acompanha-me em noites difíceis com insónias intermináveis, que (...)

Pedra de Toque - Poema para ti

06.08.16 | Fer.Ribeiro | comentar
 POEMA PARA TI                         A dança é o sorriso do corpo!...                                               E a boca,                        Para onde grito calado,   (...)

Pedra de Toque - Fazes-me falta!...

16.07.16 | Fer.Ribeiro | comentar
 FAZES-ME FALTA!... Preciso de te escrever. Sinto saudade do teu comentário e de ti, que estás por detrás dele. Tenho andado amargo, azedo, incapaz de tolerar a indignidade que me cerca, a desonestidade intelectual com que me cruzo, a mediocridade instalada, os (...)