Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

15
Fev14

As coisas boas da vida

 

Uma viagem por uma estrada nacional

 

“De Bragança a Lisboa são 9 horas de distância”. Era assim que cantavam os Xutos & Pontapés, em 1988. De Chaves a Lisboa a viagem durava um pouco menos, mas mesmo assim eram várias horas. Recordo-me de algumas viagens no meu velhinho Opel Corsa, nos anos em que lecionei, nos finais da década de 90. A primeira hora levava-me invariavelmente até Vila Real. Seguia-se a descida até à Régua, em curvas e contracurvas, por entre vinhas em socalcos, o rio Douro, a subida até Lamego e o atravessar da cidade, cruzando a escadaria da Nossa Senhora dos Remédios, a passagem em frente às caves da Raposeira, o alto de Bigorne, Castro Daire, Viseu… e ainda não estava a meio caminho, o que só aconteceria mais adiante, na zona de Penacova.

 

                                 

Vinte anos depois as distâncias continuam as mesmas, mas as modernas vias de comunicação encurtaram significativamente o tempo de viagem para qualquer local do país. Mas se é verdade que as auto-estradas nos permitem ganhar em tempo e comodidade, também é verdade que quando queremos fazer um verdadeiro passeio para conhecer o nosso país elas não têm o mesmo encanto que uma estrada nacional. Recordo-me que numa recente deslocação ao Porto (pela auto-estrada) a minha filha me perguntava por que cidades íamos passar. Depois de lhe ter respondido ela ficou à espera de ver as ditas cidades, as quais nunca mais apareciam. Foi então que tive de lhe explicar que íamos passar ao lado… É esta a verdade, numa auto-estrada, com as suas enormes pontes e viadutos, passamos literalmente ao lado de tudo, desde a mais pequena aldeia até à grande cidade e as únicas paragens que acabamos por fazer são nas incaracterísticas áreas de serviço… onde não há nada para ver.

 

Um dia destes, se tiver tempo, escolha um destino e planeie uma viagem diferente, à moda antiga, por uma estrada nacional. Aprecie a paisagem, as casas, as gentes, a vida no campo… Vai ver que se surpreende com os pormenores que vai descobrir…

 

Experimente e depois diga-me qualquer coisa…

 

Luís dos Anjos 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB