Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chá de Urze com Flores de Torga - 112

06.01.16 | Fer.Ribeiro

1600-torga

 

Chaves, 8 de Setembro de 1990

 

Os gestos que não fazemos à espera que outros os façam por nós. E assim perdemos a vida, que é uma expressão permanente que não pode ser adiada, nem diferida. Nenhuma prova de comunhão devemos esperar receber que não formos capazes de primeiro ousar.

Miguel Torga, in Diário XVI

 

 

Chaves, 25 de Agosto de 1991

 

Cá cheguei, Deus sabe de que maneira. Mas eu sou como as lampreias: ou subo os meus açudes, ou morro.

Miguel Torga, in Diário XVI

 

Chaves, 26 de Agosto de 1991

 

Não é possível… E foi o rastilho:

— Ó rapaz, acaba-me lá com essa ladainha do possível! Fala-me do impossível. Do impossível triunfo do teu clube. Da impossível moderação alcoólica do teu pai, da impossível atenção oficial às legítimas aspirações desta tua cidade natal. Vê se olhas a vida de uma vez para sempre sem muros à volta da imaginação.

 

Miguel Torga, in Diário XVI