Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

12
Fev19

Chaves D´Aurora

1600-chavesdaurora

 

  1. COMBATE.

 

Passaram muitos dias e noites a trotar pela veiga, com suas crinas de sóis e luas, sem que o jovem se dignasse a atender aos vários chamados de Reis, que lhe mandava insistentes recados para o moço ir à Quinta, a fim de tratar de “um assunto muito importante e de interesse comum”. Bastante enraivecido, Papá constatou, então, que já estava quase a perder a dignidade e, ao voltar do comércio, dirigiu-se à casa onde moravam os Camacho.

 

Atendeu-lhe a matriarca, com peculiar educação e alguns salamaleques exagerados, pois ela já se havia com a total certeza de que o filho andara a aprontar uma tontice, e (sem trocadilho) da maior gravidade. Logo, porém, apressou-se a dizer, com visíveis contradições no fraseado, que o filho estava a visitar uns parentes em Nazaré. João Reis considerou então que, a esse gajo cobarde, melhor seria chamá-lo a receber em sua loja principal, à Rua Santo António. Lá ele dispunha, inclusive, de uma discreta saída para a Travessa do Loureiro, justo a ser usada como acesso alternativo ao seu escritório.

 

Foi por essa pequena entrada que, algumas tardes depois, sem aceitar o convite de tomar assento, Hernando postou-se em pé, diante da mesa do pai da brasilita. – O senhor está a me chamar, não é? Pois eu gostava de saber o porquê de tanta insistência. Posso saber do que se trata? – e, diante de tal petulância, o sangue aflorou às têmporas de Reis. Este também evitara sentar-se (o que iria colocá-lo em posição submissa) e se esforçava por não ceder aos impulsos de esganar o pescoço do rapaz, a seu ver o mais cínico e abominável dos homens.

 

Iniciou a entrevista, porém, com as mais educadas maneiras – Apesar do que o povo fala de sua gente, conheço muitos ciganos de bom caráter e educação. Seu pai mesmo, pelo que vejo aos jornais, é bastante conhecido da elite de Chaves e até participa de banquetes, como foi citado, recentemente, na despedida do doutor Vicente Aragão. A senhora sua mãe, inclusive, me parece uma senhora muito distinta e trabalhadeira. De sua irmã e do seu cunhado, tenho apenas bons conceitos. Seu irmão Paulino é um jovem sério e, segundo falam, até muito estudioso. Disseram-me até que vai ocupar um alto cargo na administração do Concelho.

 

O Camachito confirmou, com um aceno de cabeça e Reis continuou – Estou até mesmo a saber que seu primo Inácio fez mal a uma rapariga não-cigana, moradora em Valpaços, mas com ela contraiu matrimónio de modo livre e de boa vontade. Tão bons eram os sentimentos dele para com ela que, na hora do copo d’água, a todos pareceu estar o rapaz muito alegre com as bodas e assaz feliz com a noiva, pois viram mesmo os nubentes, a todo o momento, fazerem públicas demonstrações de carinho e de...

 

Hernando interrompeu-o, rude e bruscamente – Por favor, senhor Bernardes, já sei aonde o senhor quer chegar. Pois que a isso cheguemos logo, se me faz favor! – o que deixou João Reis mais e mais irritado, a medo de perder o controlo em definitivo – Bem sabe o senhor o que fez à minha menina. Não são coisas de um homem digno, mas não lhe pedi que viesse aqui para ofendê-lo, ainda que o senhor mereça. – e mais irado ficou o Reis, quando o rapaz encarou-o, com toda a sua peculiar arrogância – Sua filha sabia muito bem o que estava a fazer. Não lhe levei ao logro nem a falsas promessas. Fez o que fez, porque quis.

 

 Tal assertiva deixou o Papá ainda mais exasperado – Oh céus, como são fracas as criaturas de Deus! Pensar que a minha Aurita, desde quando ainda era um pouco mais do que miúda, já amava o senhor! – e, sem esconder o imenso desprezo – O senhor!!! Pois faça ao menos como seu primo e todos os cavalheiros que se prezam. Case com ela! – ao que sucedeu uma longa pausa, na difícil conversação, até que Hernando falou – O senhor não deve desconhecer que não há lei alguma, em todo Portugal, que m’ obrigue a perder o celibato por sua filha. O senhor bem sabe, melhor do que eu, que ela já é maior de idade e, portanto...

 

Reis lhe fez lembrar que – A rapariga de Valpaços também já era emancipada e o Inácio… – ao que o cigano contestou – Ora, pois, o Inácio! O que eu tenho a ver com isso? Ele é ele, eu sou eu. Se calhar, vai ver que, de facto, ele ama demais essa rapariga. Sei lá... Fez o que ele quis e o que achou por bem fazer. Cá eu, no entanto, não vê o quanto ainda sou jovem? Não quero ver perdida assim, de pronto e, pra tão logo, a minha liberdade. – o que fez o patriarca dos Bernardes murmurar, para si mesmo, que perdida, no entanto, esse patife já lhe quisera a filha!

 

Em último apelo, João Reis propôs ao rapaz – Se calhar, passado algum tempo após nascer o bebé, o casal poderá divorciar-se e então... Depois disso, o senhor Hernando poderá se haver como quiser. Quanto à criança, nós a criaremos com todo o nosso... – mas o cigano o cortou, de pronto – O divórcio não é bem visto pela minha gente. Ademais, essa rapariga... se ela se pôs a perder comigo, assim, tão facilzinho, o que me garante... vamos, diga-me o senhor... que segurança eu vou ter de que ela, mesmo ao viver comigo por um breve tempo, será sempre honesta?

 

 

  1. ABATE.

 

Com as mãos crispadas, Reis mirou a arma que, sorrateiramente, retirara de uma gaveta da secretária. Segurou firme ... 

 

(continua)

 

fim-de-post

 

 

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Fica em dívida....Abraço

    • Fer.Ribeiro

      Parece que o meu blog já não me conhece. O anterio...

    • Anónimo

      Ganhou o rebuçado.Abraço

    • Anónimo

      Caro Fernando,Parece-me o da Igreja da Madalena.Ab...

    • Fer.Ribeiro

      Olá, talvez eu possa ajudar, mas só a partir de am...