Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves de ontem, Chaves de hoje

02.01.16 | Fer.Ribeiro

ontem-hoje

 

O prometido é devido e nesta última hora do dia vamos ter tempo ainda para deixar aqui alguns posts, retomado algumas crónicas que estavam adormecidas, com esta do Chaves de ontem e de hoje, que no caso, trata-se do Largo do Arrabalde em 1992 (a primeira foto) e o Largo do Arrabalde, hoje, dia 2 de janeiro de 2016 ( a segunda foto). Ambas as fotografias tomadas do mesmo local.

 

Arrabalde em 1992 - 1600-2015-04-22_7

 

Isto também para demonstrar a importância que a fotografia pode ter como documento, em que aquilo que se poderia explicar por palavras nunca teria a profundidade daquilo que se ve.

 

Arrabalde em 2016 - 1600-(45715)

 

Também para ir de encontro àquilo que no último post do ano velho disse aqui sobre a construção do Museu da Termas Romanas. Claro que alguma coisa tinha de ser feita, mas pela certa que haveria outras soluções. Ah!, e não me venham com a cantiga de que são coisas do IPPAR[i], pois que eu saiba, o IPPAR não faz projetos.

 

[i] O IPPAR – Instituto Português do Património Arquitetónico, existiu de 1992 a 2007 e todas as construções do Centro Histórico de Chaves eram obrigadas a ter parecer positivo deste organismo. Em sua substituição, mais ou menos com as mesmas funções acrescida das do Instituto Português de Arqueologia, também extinto, foi criado o IGESPAR – Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico. Atualmente, penso, pois não tenho a certeza, que o IGESPAR também já não existe, passando todas as suas competências para a Direção-Geral do Património Cultural.

 

 

2 comentários

Comentar post