Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

18
Out18

Cidade de Chaves - Divagações sobre as Longras (rua e canelha)

1600-(46681)

 

Rua das Longras

 

Já foi uma das ruas mais movimentada da cidade, soalheira e com o encanto que os mercados e feiras lhe davam. Hoje, não há mercado e a rua vive na sombra de um mamarracho e nem o néctar das tascas, fosse ele do Dionísios ou do Baco lhe conseguiram apagar as mágoas do desencanto e também elas desistiram de existir.

 

Triste sina a desta rua que nem na toponímia consegue ter um pouco de glória, apenas havendo uma referência à sua localização, limites e pouco mais. Fomos até à vizinha Canelha, também ela de apelido Longras, à procura de luz para este topónimo, e aqui também a luz não se fez sobre as “Longras” mas ficámos a saber muito sobre os porcos flavienses do início do século passado e finais do Séc. XIX, até com algumas curiosidades. Pois a respeito da canelha (das Longras), a alturas tantas diz-se na Toponímia Flaviense:

 

Na sua entrada tentou dar-se-lhe um aspecto de dignidade, com início de uma rua ampla, para ser continuada.

 

Porém, até agora [i] , não tem passado de um plano de intenções, para vergonha da cidade.

 

Aliás, o problema vem de longe. Na sessão da Câmara de 23-1-1863, sobre a presidência de Augusto César de Morais Campilho, esta, deliberou mais por unanimidade, que a contar desde dia primeiro do próximo mês de Fevereiro em diante ficasse proibida a vadiagem dos porcos pelas ruas desta Vila em todos os Domingos e dias santificados, sob pena de 200 reis de multa por cada um que for encontrado nas ruas nos ditos dias.

 

Em suma, os porcos só podiam vadiar pelas ruas da Vila durante a semana, incluindo os sábados, a não ser que fosse santificado, mas o que a mim me intriga é como se multava um porco vadio? Com o quê e como o porco pagava? E se não pagasse, se era detido? Identificado? Levado a tribunal? ou simplificavam a coisa e passavam-no a alheiras, chouriças e presuntos?. Se calha até foi aí que nasceu o famoso presunto de Chaves que acabou por se extinguir, ou anda desaparecido, desde que extinguiram a vadiagem dos porcos pela Vila, hoje cidade de Chaves sem porcos. Será!? Perdão, seria!?

 

Conclusão fiquei foi sem saber afinal qual a origem e significado de “longras” e a única explicação que encontrei, acabou por ser na infopédia:

 

Longra

Do latim vulgar longula, 'alongada'. Deriva de Lôngara, de origem pré-romana e de sentido arqueológico. É comum no Norte de Portugal e na Galiza. Tem o derivado Longras.[ii]

 

Alongadas, portanto!

Confesso que estou um pouco confuso... Até amanhã!

 

 

[i] A nota é nossa e só para dizer que o “agora” continua atual.

[ii] Longra in Dicionário infopédia de Toponímia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-10-16 23:25:58]. Disponível na Internet:  https://www.infopedia.pt/dicionarios/toponimia/Longra

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Sim este é o S. Lourenço de Chaves"Eu sei que há m...

    • José Pombal

      Com o devido respeito, o nome destas localidades, ...

    • Anónimo

      Caro Fernando Ribeiro. Agradeço as suas diligência...

    • Anónimo

      (Esta (só?!...) placa não merece «Re-qua-li-fi-ca-...

    • Fer.Ribeiro

      Não sei mas vou tentar saber. Abraço.