Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Crónicas estrambólicas

22.09.17 | Fer.Ribeiro

estrambolicas

 

Um Burro Para As Autárquicas

 

Ao chegar o tempo de campanha eleitoral, aumenta o volume das críticas a quem está no poder. Nas autárquicas é assim e é-o em todos os concelhos. Porém, como diz o dito popular “Criticar é fácil, fazer melhor é que é difícil”. Claro que para se fazer, melhor ou pior, é preciso chegar ao poder. No entanto, antes disso, parece-me essencial que os candidatos tenham ideias e saibam o que se querem fazer. Ter ideias é indispensável, embora se saiba que depois é preciso o trabalho de as pôr em prática. É aqui que queria chegar. Uma coisa que me aborrece bastante é ouvir (ler) muitas críticas e muito maldizer mas não ouvir, de quem critica, sugestões alternativas ou ideias novas. Normalmente, as oposições que ambicionam chegar ao poder mas que são de fraca qualidade, têm essa característica: limitam-se a criticar (sem qualidade e sem profundidade) e não apresentam ideias ou um programa interessante que convença as pessoas a mudar de rumo. E as pessoas não mudam de rumo...

 

Sabendo que o blogue de chaves não é um partido político e que a maioria dos leitores não são candidatos a nada, apresento um desafio (que acho interessante e que poderá resultar nalguma futura iniciativa) aos leitores e colegas de blogue: gostava que as pessoas comentassem e apresentassem ideias para o concelho de Chaves. Podem ser as ideias mais variadas, o que quiserem. Podem ser coisas simples como meter fibra óptica seja onde for que falte, arranjar uma estrada, fazer obras nalgum edifício interessante, etc. Também podem ser ideias mais gerais como soluções para combater a desertificação, o que fazer ao centro histórico da cidade, etc. Eu começo por dar o exemplo e apresento um pedido ao Sr. Presidente da Câmara: Sr. Presidente, venho por este meio blogosférico pedir-lhe que ponha o jardim das freiras exactamente como era antes. Você bem sabe que não há uma única pessoa em Chaves que tenha gostado da obra do seu antecessor. Já agora, quanto é que custou desfazer aquilo tudo só para arreliar o povo? Foram 1 ou 2 ou 3 milhões de euros, quanto é que foi? Se não for possível pôr o jardim como era antes, seja porque não há dinheiro ou porque agora não dá jeito ou é melhor esperar mais um bocado até o povo se esquecer e já não ser preciso fazer nada, então faça-me uma coisa mais fácil e barata. Faça o favor de mandar fazer uma estátua ao seu antecessor e coloque-a no actual empedrado das freiras. Desejo uma coisa de requinte, artística, grandiosa, com inspirações na antiga mitologia grega. Quero o corpo dum burro mas com a cabeça do seu antecessor (de preferência com orelhas de burro). Remate a estátua com a placa e o seguinte dizer: “Em honra ao presidente da câmara mais burro que esta cidade já teve, quiçá Portugal. Para que a burrada das freiras não caia em esquecimento (tão cedo não vai cair de certeza) e que outras que tais não venham mais”. Sei que é uma ideia estrambólica mas pelo menos é original, importante e educativa. Estão a ver? Venham lá essas ideias, não interessa se parecem estapafúrdias.

 

Luís de Boticas

 

 

3 comentários

Comentar post