Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

20
Set21

De regresso à cidade...

A fazer de conta que regresso às aulas

1600-(53263)

 

De regresso à cidade a fazer de conta que regresso às aulas*, àquela que foi a minha verdadeira escola, mais conhecida por liceu e ao meu jardim das freiras que hoje é largo. Um regresso à cidade como se fosse um regresso ao passado, ao tempo em que regressava às aulas,  num dos dois momentos mais felizes da vida de estudante, que o eram sempre, um primeiro momento no primeiro dia de aulas, talvez por não haver aulas e ser mais rever os colegas dos anos passados, saber quem tínhamos por professores, conhecer novos colegas, tomar conhecimento dos novos horários, e por ser o dia em que o nosso o grupo de amigos de reunia todo, de novo. Quanto ao segundo momento mais feliz da vida de estudante, pelo menos para mim, era o das férias grandes. Claro que durante todo o período de aulas também eramos felizes, mesmo sem então o sabermos. Quanto ao aprender, mesmo parecendo que não, também aprendíamos, às vezes nas aulas outras vezes fora delas. Se o professor fosse bom, aprendíamos sempre, quase bastava estar com atenção nas aulas. Se fosse mau professor, de nada valia a atenção, às vezes mais valia não estar atento e aproveitar a aula para ver o que o livro da disciplina dizia, pois era bem mais proveitoso. Contudo, mesmo sem o sabermos, era nesta escola (liceu) que o nosso futuro estava a ser desenhado, embora influenciado pelo interesse ou não que os professores incutiam a cada disciplina, mas mesmo assim, houve disciplinas, que mesmo não nos servindo para a nossa futura vida laboral, despertaram em nós outros interesses que nos foram acompanhando na vida não profissional, proporcionando-nos alguns hobbies e momentos de ócio e lazer. Lamentar desse tempo, só lamento mesmo nunca ter tido um bom professor em filosofia e física, contudo, agradeço o interesse de algumas disciplinas e outras atividades extra curriculares, que acabaram por servir de base para as profissões que tive e tenho na minha vida laboral, apoiadas, claro, pelas formações específicas e formação contínua (em geral) que vamos tendo ao longo da vida, mesmo aquelas às quais nos aplicamos como autodidatas, pois é bem verdade que o saber não ocupa lugar e por mais inútil que pareça aprender certas coisas, às vezes dá-nos jeito sabê-las, e os canudos também. Assim, remato este regresso à cidade a fazer de conta que é um regresso às aulas para aprender mais qualquer coisinha... que seja.

 

Uma boa semana.

 

 

(*) Por cá, oralmente, dizemos de regresso às "jaulas", ao contrário dos de Lisboa e outros que falam bem e dizem,  regresso às "zaulas". 

 

 

1 comentário

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Gostei muito de ver a minha terra parabéns

    • Anónimo

      Saudades de atravessar essa ponte!!!

    • Anónimo

      Muito obrigada! 😊 Cristina Pizarro

    • Anónimo

      Muito bom👌😜

    • Anónimo

      Muito bom mesmo! adorei👌

    FB