Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Discursos sobre a cidade ou outra coisa... como o regresso às aulas

16.09.16 | Fer.Ribeiro

1600-(28727)

 

Não quero acreditar que esta primeira imagem já seja de arquivo, que seja verdade o que se diz… por isso, enquanto não for lá ver com os meus próprios olhos,   falemos de outras coisas mais sérias, como a  relação do ser humano com os animais que sempre foi regida pela noção de domínio. Acostumado à ideia de legitimidade da exploração dos animais e da natureza, o homem tem agido, muitas vezes, com arbitrariedade, torpeza e irresponsabilidade, ou então falemos do rapaz que está a ir para a escola e no caminho, encontra uma colega de turma, que não conseguia parar de rir: - Interessantes essas meias que estás a usar, Ricardinho... uma amarela e outra azul... - É verdade. Tem graça é que lá em casa tenho outro par igual!

 

1600-(28791)

 

E continuemos com o homem estava em casa a ver televisão e a comer amendoins. Atirava-os ao ar para em seguida apanhá-los com a boca. A meio da acrobacia a sua esposa fez uma pergunta, e quando ele se virou para responder, um amendoim caiu-lhe dentro da orelha.

Ele bem que tentou tirá-lo mas apenas conseguiu enterra-lo ainda mais. Após horas a tentar, começaram a ficar preocupados e decidiram ir ao hospital.
Estavam a fechar a porta de casa, quando chegou a filha com um amigo. Após serem informados do problema, o amigo da filha disse que conseguia tirar o amendoim.

O jovem enfiou dois dedos pelo nariz do homem a dentro e disse para ele expirar com força.

O homem assim fez e o amendoim saltou fora.

A esposa e a filha saltaram e gritaram de alegria.

O jovem insistiu que não era nada de mais e foi com a filha para a cozinha comer qualquer coisa.

Assim que saíram, a mãe virou-se para o pai:

- Não é maravilhoso? Não é esperto? Que achas que ele vai ser quando crescer?
- Pelo cheiro que tem nos dedos,... vai ser nosso genro.

 

 

Hoje foi assim, pois a ser verdade é mais uma anedota!