Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Esperas

13.03.18 | Fer.Ribeiro

1600-(35114)

 

No largo da misericórdia, aproveitando um pouco de calor do sol de inverno, esperam pelo passar das horas para um dos poucos confortos que lhes restam — alimentar os corpos, pois as almas já não há quem lhas conforte. Preferem o silêncio, mas se tiverem quem os oiça, eles falam, contam as suas estórias de vida, estórias que às vezes nos fazem ficar pequeninos, reduzidos à nossa insignificância. Tivessem eles nascido noutro berço e em vez de estórias, teriam história para contar.