Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Flavienses por outras terras

21.09.17 | Fer.Ribeiro

Banner Flavienses por outras terras

 

Carlos Minga

 

Nesta crónica do espaço “Flavienses por outras terras” vamos percorrer toda a Estrada Nacional 2, de Chaves até Faro, para encontrarmos o Carlos Minga.

 

Cabeçalho Carlos Minga.png

 

 

Onde nasceu, concretamente?

Nasci em Chaves.

 

Nos tempos de estudante, em Chaves, que escolas frequentou?

Frequentei a Escola Primária de Santa Cruz, a Escola E.B. 2,3 Nadir Afonso e a Escola Secundária Dr. Júlio Martins.

 

Em que ano e por que motivo saiu de Chaves?

Uma primeira saída, a qual durou um ano, em 1992, para cumprir o serviço militar obrigatório, em Lamego. Depois, uma segunda saída, em 1995, (definitiva) por razões profissionais.

 

Em que locais já viveu ou trabalhou?

Em Lamego, em Lisboa, no Porto, em Ponta Delgada e em Faro.

 

Diga-nos duas recordações dos tempos passados em Chaves:

Os tempos de estudante na Júlio Martins.

Uma pequena experiência musical que nunca mais esquecerei numa banda chamada “S-Gredo”.

As aventuras e os ensinamentos nos Escoteiros, mais concretamente no Grupo 86 da AEP (Associação de Escoteiros de Portugal) de Chaves.

Os tempos vividos com a minha outra metade – a Maria João, a qual veio a ser a mãe dos meus filhos e ao lado de quem tenho um já largo percurso de 25 anos.

 

Proponha duas sugestões para um turista de visita a Chaves:

Seguramente a zona das Termas e toda a sua envolvência, incluindo a Ponte Romana e a Taberna do Faustino.

 

Estando longe de Chaves, do que é que sente mais saudades?

Da cidade, das suas gentes, dos velhos amigos, da gastronomia, dos cheiros e sobretudo do antigo Jardim das Freiras…

 

Com que frequência regressa a Chaves?

Uma a duas vezes por ano.

 

O que gostaria de encontrar de diferente na cidade?

Gostava que houvesse um crescimento económico que contribuísse para que os Flavienses pudessem fixar-se na sua terra e não terem necessidade de sair à procura de um futuro noutras paragens.

 

Gostaria de voltar para Chaves para viver?

Claro que sim…

 

 

O espaço “Flavienses por outras terras” é feito por todos aqueles que um dia deixaram a sua cidade para prosseguir vida noutras terras, mas que não esqueceram as suas raízes.

 

Se está interessado em apresentar o seu testemunho ou contar a sua história envie um e-mail para flavienses@outlook.pt e será contactado.

 

Rostos até Carlos Minga.png