Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

03
Jul16

O Barroso aqui tão perto... Cepeda

1600-cepeda (3)

montalegre (549)

 

A aldeia de hoje no “Barroso aqui tão perto” é Cepeda, e esta de facto está bem perto de nós, pois pode-nos ficar no nosso itinerário entre Chaves e Montalegre se em Meixide tomarmos a opção de ir para Montalegre via Pedrário em vez de Vilar de Perdizes.

 

1600-cepeda (9)

 

Cepeda pertence à freguesia de Serraquinhos e fica a pouco mais de um quilómetro da sede de freguesia. E já que falamos em Sarraquinhos fica aqui uma dúvida e simultaneamente uma justificação. Se repararem bem no modo como estou a grafar esta aldeia, neste mesmo parágrafo, na primeira abordagem escrevo Serraquinhos e na segunda Sarraquinhos, ou seja com “e” ou com “a” na segunda letra da palavra, tudo porque não sei mesmo como se escreve, pois em vários textos que a vejo grafada de ambas as maneiras, incluindo na página oficial do Município de Montalegre ela aparece grafada com “e” e com “a”. Fica então a dúvida para o caso de alguém querer esclarecer.

 

1600-cepeda (27)

 

Quanto à nossa aldeia de hoje, Cepeda, andei por aí em pesquisas para trazer aqui alguma da sua história, mas pouco ou nada encontrei, isto sobre a aldeia, mas encontrei uma curiosa história de um dos seus filhos que merece ser trazida aqui, a história do “Cepeda”, mas esta fica para o final do post.

 

Pois já que não há apontamentos escritos sobre a aldeia, lá teremos que recorrer mais uma vez ao nosso relato pessoal, fruto da observação da aldeia aquando da recolha de imagens que aconteceu em abril deste ano.

 

Cepeda é uma pequena aldeia com as características das restantes aldeias do planalto do Alto Barroso. Maioritariamente despovoada e envelhecida, quer na população quer no casario e também tal como as restantes dedica-se maioritariamente à agricultura e à pastorícia.

 

1600-cepeda (54)

 

O casario é o típico casario transmontano com casas de granito à vista de dois pisos em que o primeiro piso era destinado ao gado e arrumações e o segundo piso destinado a habitação. Existem também algumas construções e acrescentos em que já entra o tijolo e o cimento, e entre elas, a da imagem seguinte, hoje abandonada, era uma das que é tipicamente a pequena casa agrícola de Trás-os-Montes, geralmente com uma entrada por uma porta carral para um pátio, geralmente destinado às galinhas e porcos a partir do qual se fazia o acesso à habitação por meia dúzia de escaleiras que terminavam numa varanda coberta destinada à várias funções como para estar, estender roupa ou secar frutos e cereais, principalmente o milho. Também era a partir desta varanda que se fazia o acesso aos compartimentos da habitação. O primeiro piso geralmente com dois compartimentos e sem vãos para o exterior além das portas de acesso, eram destinados,  um a despensa/adega e o outro à recolha de animais.

 

1600-cepeda (39)

 

 

Tal como em muitas aldeias onde a água abunda, vão existindo tanques e fontes ao longo das ruas e nos seus largos que antigamente serviam de pontos de recolha de água para as habitações e os tanques de bebedouro para os animais. Também próximo do cento da aldeia, em geral, estava localizada a capela ou igreja da aldeia, como é o caso em Cepeda.

 

1600-cepeda (70)

 

Vamos então à história feita de estórias do “Cepeda” o nome pelo qual era e ainda é Artur Gonçalves o atirador de malhão que virou a atleta federado e campeão nacional do lançamento do peso, isto nos anos cinquenta. Tal como dissemos no início a estória descobrimo-la numa pesquisa na net e referia-se a um artigo de autoria de Carvalho Moura, recentemente publicado no Notícias de Barroso, o qual deixamos aqui na íntegra:

 

1600-cepeda (64)

 

 

“ARTUR GONÇALVES, O Cepeda

 

De atirador de malhão a campeão nacional de peso. Quem dele se lembra?

 

Artur Gonçalves é natural de Cepeda, freguesia de Sarraquinhos, concelho de Montalegre. Ainda jovem, começou a dar nas vistas nas feiras, festas e romarias quando, há décadas atrás, era costume os homens mais fortes medirem forças no jogo do malhão. Artur Pires Gonçalves, mais conhecido por Cepeda, depois de se tornar conhecido como grande campeão no jogo do malhão não só em Montalegre mas também por terras da Ribeira, por influência de amigos seus, inscreveu-se no Académico do Porto e lá, com duas aulas por semana, foi aperfeiçoando a técnica do lançamento do peso e do disco, bem diferente do lançamento da pedra a que estava habituado nas terras de Barroso.

 

1600-cepeda (96)

Artur Gonçalves - "O Cepeda" , hoje ao fim da tarde

 

Porém, a força superava a técnica e cedo revelou o seu talento. Entrando nas competições, foi Campeão Regional do Norte no lançamento do peso e do disco.

No Académico do Porto não esteve mais que meio ano porque, de novo aliciado por um amigo benfiquista estabelecido em Lisboa, rumou à capital.

Os primeiros contactos como atleta surgiram da parte do célebre prof. Moniz Pereira que viu nele potencialidades de tal ordem que quis leválo para o Sporting Clube de Portugal e aos Jogos Olímpicos já em preparação mas tal ideia colidia com a do amigo que o levara para Lisboa e que, por causa da paixão clubística, acabou por vingar, inscrever-se no Sport Lisboa e Benfica.

 

1600-cepeda (32)

 

Durante três anos, na década de 60, entrou em muitas competições por este emblema e foi Campeão Nacional do Lançamento do Peso e do Disco. Segundo seu relato, gozou em Lisboa os melhores anos da sua vida porque, além de pagos os custos do alojamento e da comida, recebia ainda do Benfica uma boa mesada.

Nessa altura, dava-se o êxodo dos barrosões e das gentes jovens transmontanas para França e o Cepeda, arrebatado por amigos, acabou por abandonar as competições desportivas para se fixar em França na procura de uma vida estável e mais rentável.

 

1600-cepeda (30)

 

Casou com Maria Emília dos Santos Rodrigues que lhe deu 4 filhas. Estabeleceu-se na grande cidade de Bordéus no ramo da hotelaria. O seu Restaurante passou a ser uma referência da cidade. Além dos franceses, nele os emigrantes se juntavam para matar saudades a lembrar as memórias do passado e a falar sobre a terra e as novidades que aconteciam.

Ali comeram e pernoitaram os grandes TONI e CHALANA, enquanto estiveram ao serviço do Bordéus, o primeiro como treinador e o segundo como jogador.

 

1600-cepeda (73)

 

Incansável tanto no trabalho familiar como nas actividades sociais, fundou a Casa do Benfica de Bordéus de que foi presidente vários anos. Casa do Benfica que foi inaugurada pelo famoso Eusébio da Silva Ferreira e por donde passaram, de vez em quando, outros famosos deste clube lisboeta. Para além dos já citados Toni e Chalana, Jesualdo Ferreira, Raul Águas, Paulo Madeira e outros por lá faziam paragem para gáudio dos benfiquistas a trabalhar nesta região de França. E não só atletas, também Manuel Damásio e José Veiga, na altura Presidente e Director desportivo do SL Benfica respectivamente, Manuel Barbosa, empresário de Toni, José Eduardo Moniz por lá passaram em cerimónias de cariz clubístico.

 

O Desportivo de Chaves era para o Artur a sua segunda paixão clubística e, na presidência do amigo Castanheira Gonçalves, deu muito ao clube flaviense.

 

Entretanto, a sua vida familiar deu em desestabilizar e acabou em divórcio. Por esse motivo, regressou a Portugal e radicou-se em Chaves onde reside e tem a «Petisqueira IBÉRICA» para receber, por encomenda, clientes a quem serve os melhores pratos da gastronomia local e do norte de Portugal. Sim, Artur que foi campeão indiscutível na sua juventude é agora mestre em iguarias de se lhe tirar o chapéu que serve com particular agrado aos seus muitos amigos e a todos os que, em Chaves, procuram um refúgio para degustar uma boa comida.

 

1600-cepeda (58)

 

Artur Gonçalves foi um desportista a nível nacional e campeão nas modalidades referidas do peso e disco, é por isso um barrosão ilustre que a Câmara Municipal tem obrigação de referenciar para exemplo dos mais jovens e perpetuar a riquíssima história do país barrosão.

Os que o conhecem e principalmente os seus muitos amigos apelam à autarquia montalegrense que, nos órgãos próprios, este ilustre barrosão seja lembrado, reconhecido e homenageado pelos seus grandiosos feitos no nosso país.

Artur Gonçalves, o Cepeda, merece mais que uma Medalha de Mérito Municipal. O povo barrosão deve ao Cepeda uma justa e grande homenagem.

Carvalho de Moura, in Notícias de Barroso”

 

1600-cepeda (79)

 Artur Gonçalves - "O Cepeda" , à esquerda, ao lado do Presidente da Câmara de Montalegre aquando da atribuição da medalha de Mérito do Município.

 

Depois de lermos o artigo e saber da ligação que hoje tem a Chaves fomos à procura de Artur Gonçalves e por sorte encontrámo-lo no seu restaurante. Dissemos ao que íamos e para além da recolha de imagens tivemos uma interessante conversa a recordar os seus tempos de atleta do lamçamento do malhão e depois do lançamento do peso e do disco. Entretanto ficámos a saber que a medalha de Mérito Municipal que o artigo de Carvalho Moura dizia que Artur Gonçalves merecia, já lhe foi concedida pelo Município de Montalegre e entregue no passado dia 9 de junho. Da conversa que tivemos com Artur Gonçalves,  onde muito dela está retratada no artigo transcrito, fica só um apontamento curioso. Artur Gonçalves foi atleta federado do Spor Lisboa e Benfica e campeão nacional nos anos de 1958 a 1960. Recebia então 1500 escudos por mês que na moeda de hoje seriam 7 euros. “Na altura era pouco mas já não era mau” confessou-nos o “Cepeda”, mas bastante menos que um seu colega do Benfica , do futebol, com o qual ainda se cruzou no clube e que ganhava 50 contos por mês, que já era alguma coisa mas quase nada comparado com o que hoje se paga. Esse seu colega de club dava pelo nome de Eusébio.    

 

1600-cepeda (87)

 

 

 E por hoje é tudo, apenas falta a referência aos sites consultados:

 

http://www.aoutravoz.info/home/barroso/geral/barroso/artur-goncalves-o-cepeda

 

E referir as anteriores abordagens deste blog a aldeias ou temas do Barroso:

 

A Água - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-a-agua-1371257

Amiar - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-amiar-1395724

Gralhas - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-gralhas-1374100

Meixedo - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-meixedo-1377262

O colorido selvagem da primavera http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-o-colorido-1390557

Padornelos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-padornelos-1381152

Padroso - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-padroso-1384428

Pedrário - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-pedrario-1398344

Sendim -  http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sendim-1387765

Solveira - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-solveira-1364977

Stº André - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sto-andre-1368302

Telhado - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-telhado-1403979

Um olhar sobre o Larouco - http://chaves.blogs.sapo.pt/2016/06/19/

Vilar de Perdizes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1360900

Vilar de Perdizes /Padre Fontes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1358489

Vilarinho de Negrões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilarinho-1393643

Sendim -  http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sendim-1387765

Solveira - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-solveira-1364977

Stº André - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sto-andre-1368302

Vilar de Perdizes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1360900

Vilar de Perdizes /Padre Fontes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1358489

Vilarinho de Negrões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilarinho-1393643

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • JM Naturopatia

      Fantástico trabalho de recolha e divulgação de um ...

    • Anónimo

      gostaria muito de um dia poder conhecer. meu pai v...

    • Anónimo

      Não me admiraria se esta fotografia fosse «roubada...

    • Anónimo

      Sou alfacinha de gema, mas gosto de vos ler; olham...

    • Joaquim Ferreira

      Tantos anos passados, tantos sonhos por realizar.Q...