Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

24
Set18

O Barroso aqui tão perto - Gorda

1600-gorda (20)

montalegre (549)

 

Nesta ida ao “Barroso aqui tão perto”, vamos até terras da Chã, e tal como em todas as famílias há sempre um(a) que é sempre mais gordinho(a), hoje também vamos conhecer a Gorda da Chã, que por sinal, até é das mais magrinhas da freguesia, pelo menos em casario e dimensões, seja como for, é uma das localidades do Barroso de Montalegre e daí, também aqui tem lugar.

 

1600-gorda (19)

 

Por sinal é uma das aldeias que conheço há mais tempo, mesmo antes de ter conhecido Montalegre, suponho, pois já não recordo, mas pela certa que assim foi na primeira viagem que fiz de Chaves até Montalegre,  nas carreiras de Braga, primeiro conheci o Alto Fontão, depois o Barracão, Gralhós e logo a seguir Gorda, e só 3km à frente deveria ter conhecido Montalegre, mas isto são tudo suposições que na realidade aconteceram mas das quais não tenho memória, mas sei que assim aconteceu.

 

1600-gorda (14)

 

Já na memória tenho as vezes que em casa se falava da Gorda, mas também não recordo a respeito de que, e as pessoas que disso falavam já não me podem ajudar a recordar, mas a Gorda é a localidade, a última, que antigamente nos surgia antes de chegarmos a Montalegre, era assim uma espécie de “prepara-te que estamos a chegar”.

 

1600-gorda (1)

 

Muito tempo depois desses tempos que atrás refiro, pelo que a Gorda tem como imagem de marca, comparo a localidade com a nossa flaviense que dá pelo nome de Bolideira (sem a pedra). Isto pelas dimensões das duas localidades (idênticas) e pelos armazéns, parecendo uma espécie de um pequeno entreposto, e na mesma uma localidade de passagem.

 

1600-gorda (6)

 

Quero com isto dizer que se trata de uma pequena localidade que sai fora das características tradicionais de aldeia, daquelas que têm um núcleo bem definido, igreja ou capela, escola (mesmo que não funcione), largo da aldeia, tanque público, forno do povo, etc.

 

1600-gorda (23)

 

Mas vamos até à Gorda, que já sabemos ficar em terras da Chã, ou seja, em todo aquele território que confronta com a margem direita da barragem dos Pisões. Primeiro vamos saber como chegar até lá, com o nosso itinerário seguido do nosso mapa. Como já vem sendo hábito recomendamos um caminho de ida e outro de vinda, que pode optar por fazer ao contrário daquilo que recomendo. Pois para ir, a EN103 (Chaves-Braga) parece-me bem. Saímos de Chaves, Curalha, etc, sempre pela EN103 até ao Barracão, a partir do qual devemos ficar com atenção à saída da EN103 que fica a 2 quilómetros e pico à frente. Já na M308, depois de passarmos Gralhós, teremos a Gorda, nada que enganar. No regresso sugiro seguir pela mesma estrada (M308) em direção a Montalegre, visitar a vila e regressar via Vilar de Perdizes, Soutelinho da Raia, Chaves. É passeio para um dia e de fazer nas calmas, saindo de casa não muito cedo e regressar a tempo e horas do que quer que seja.

 

gorda-mapa-1.jpg

 

Vamos então às nossas pesquisas onde já adivinhava não encontrar grandes resultados, tudo pelo que já fui dizendo nos parágrafos anteriores, principalmente o de ser uma localidade pequena que sai fora das características da aldeia tradicional. Pois a verdade é que não encontrámos qualquer documento sobre a Gorda, mesmo no livro Montalegre onde costuma haver sempre qualquer coisa, só há a referência à Gorda pertencer à freguesia da Chã.

 

1600-gorda (36)

 

Pelo menos na Toponímia de Barroso encontrámos um pequeno apontamento, que diz assim:

 

Gorda

Não parece restar dúvida que só pode ser o adjectivo latino GORDU > GORDO, no  feminino. E, como é corrente, subentendendo o substantivo terra ou equivalente: terra gorda que significa fértil, rica. Topónimo predial agora habitado mas ainda bastante recente pois não consta de qualquer documento de quantos temos compulsado.

 

1600-gorda (3)

 

Ora cá está, a Gorda até na Toponímia de Barroso ficou magra por falta de documentação. E sim,  também a mim me parece um pequeno conjunto de construções mais recentes que as restantes localidades e que teria surgido ali por causa do entroncamento que nos leva até à aldeia de Peireses que fica a penas 900 metros da Gorda, quero com isto dizer que mais parece um bairro da aldeia de Peireses do que propriamente uma aldeia autónoma, mas se oficialmente é considerada uma localidade autónoma, pois assim seja e aqui está como tal.

 

1600-gorda (33)

 

Com tudo isto já perceberam que fiquei sem palavreado para o post e lá teria que voltar às minhas impressões pessoais sobre o local. O que até nem é difícil, pois bastava uma imagem, a que a seguir aqui fica, para me dar inspiração que daria para ficar aqui todo o dia a divagar sobre o tema, que dá pelo nome de Serra do Larouco, mais uma vista sobre o Deus Larouco que é assim que se vê desde a Gorda, sempre diferente, mas sempre igual na sua imponência e majestosidade, mas sairíamos do tema, que hoje é a localidade da Gorda, da freguesia da Chã, de Montalegre, do Barroso, de Trás-os-Montes, Portugal. Assim, ficamos por aqui, mesmo porque não temos mais imagens preparadas, porque a Gorda sendo pequena também é magra para imagens.

 

1600-gorda (15)

 

Assim, ficamos por aqui. Ficam ainda as habituais referências às nossas consultas e dizer-vos que as abordagens que já fizemos às aldeias e temas de Barroso estão agora no menu do topo do blog, mas também nos links da barra lateral. Se a sua aldeia não está lá, em breve passará por aqui num domingo próximo, e se não tem muito tempo para verificar se o blog tem alguma coisa de interesse, basta deixar o seu mail na caixa lateral do blog onde diz “Subscrever por e-mail”, que a SAPO encarregar-se-á de lhe mandar um mail por dia com o resumo das publicações, com toda a confidencialidade possível, pois nem nós teremos acesso à vossa identidade e mail.

 

BIBLIOGRAFIA

 

BAPTISTA, José Dias, Toponímia de Barroso. Montalegre: Ecomuseu – Associação de Barroso, 2014.

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Sim este é o S. Lourenço de Chaves"Eu sei que há m...

    • José Pombal

      Com o devido respeito, o nome destas localidades, ...

    • Anónimo

      Caro Fernando Ribeiro. Agradeço as suas diligência...

    • Anónimo

      (Esta (só?!...) placa não merece «Re-qua-li-fi-ca-...

    • Fer.Ribeiro

      Não sei mas vou tentar saber. Abraço.