Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

28
Mai17

O Barroso aqui tão perto ... Ormeche

1600-ormeche-nslivr

montalegre (549)

 

Finais de julho de 2016, quatro da tarde, muito calor, já depois de um intenso dia, desde manhãzinha, à recolha de imagens dentro do Barroso chegámos a Ormeche, sem gente na rua, o que não era de admirar pois o intenso calor convidava mesmo à frescura do interior das casas.

 

1600-ormeche (2)

 

Primeira imagem de recolha na aldeia, mais que a aldeia, foi mais uma para a nossa coleção de alminhas, esta por sinal muito curiosa e singular, um dois em um – alminhas e cruzeiro, confesso que nunca tinha visto e se calha é mesmo caso único, não o sei, pois a nossa imaginação, a portuguesa, é mesmo muito rica, e aqui fica engrandecida, não fossem os cruzeiros e alminhas traços da cultura portuguesa. Nem que fosse só por esta imagem e já tinha valido a pena ter ido a Ormeche, pena o popó estar estacionado junto a esta preciosidade e ter complicado a composição como se não bastassem os habituais postes e cabos aéreos que tem de estar sempre lá a estragar belíssimas imagens da nossa ruralidade. Coisas dos nossos tempos, mas mesmo assim, poderia haver mais um bocadinho de respeito pelo nosso passado.

 

1600-ormeche (7)

 

Bastava a imagem do cruzeiro com alminhas mas quisemos mais e assim adentramos a aldeia. Dizíamos no início que à chegada não vimos gente na rua, mas afinal estávamos enganados, havia mesmo gente na rua, curiosamente num cenário que penso também poder considerar-se um traço da cultura portuguesa, gente sentada à sombra à porta de casa, nos bancos de pedra que geralmente se deixavam encostados às fachadas das casas, precisamente para isso… para aproveitar as sombras de verão ou o sol de inverno, bancos de encontros, de conversas e de convívio.

 

1600-ormeche (19)

 

Mas não era tudo, pois os homens mais novos, também à sombra, da capela,  mas à volta de uma mesa, jogavam às cartas, com o habitual “público” e os habituais líquidos de hidratação, o calor a isso convidava. Mais uma vez penso que este cenário de homens, cartas, calor/sombras e vinho, são mais um traço da nossa cultura portuguesa. Ou seja, se alguma dúvida houvesse, bastavam estes três cenários para saber sem qualquer dúvida que estava numa aldeia portuguesa, mas a este respeito, ainda não era tudo.

 

1600-ormeche (9)

 

As capelas na croa dos montes, aí está outro dos nossos traços culturais, e este era avistado desde o largo em que nos encontrávamos. Achámos muito curiosa a localização e estava traçado o nosso destino a seguir a Ormeche, ainda para mais que calhava próxima de um dos nossos destinos Pai(o) Afonso. Tratava-se da capela de Nossa Senhora da Livração, que já deixámos aqui no respetivo post de Pai(o) Afonso, mas que penso que a festa/celebrações à Nossa Senhora da Livração são mesmo da aldeia de Ormeche.

 

1600-ormeche (13)

 

Continuemos nos traços da nossa cultura e este se não o é, merecia sê-lo, embora hoje um pouco em desuso por ser também uma vítima do despovoamento rural e da globalização. Refiro-me aos antigos comércios locais ou antigas tabernas, que também elas se foram adaptando aos novos tempos, isto quando existiam, e que além serem um lugar para se beber, jogar cartas foram também um local onde se podia comprar de tudo que fizesse falta em casa, mesmo tudo, sem qualquer exagero. Eram os centros comerciais rurais mas também centros de convívio das aldeias e dos bairros de Portugal. Em Ormeche ainda existe um comércio muito próximo daquilo que aqui se descreveu, um comércio local onde se vende de tudo que faz falta em casa, mesmo de tudo.

 

1600-ormeche (15)

 

E a nossa visita que estava para ser breve em Ormeche acabou por se prolongar um pouco mais, a convidava a ficar um pouco, descansar um pouco e um pouco de conversa com a gente local também é agradável e aprendemos sempre qualquer coisa e às vezes, até nos surpreendemos.

 

1600-ormeche (4)

 

Em Ormeche a surpresa estava sentada à sombra, um antigo militar, reformado, que passou a vida a fazer fotografia aérea nas ex-colónias, dias e dias a fotografar, revelar e montar fotografias aéreas, tanto que se tornou um especialista na matéria que deu para desenrascar situações mais complicadas, mérito que foi reconhecido pelo estado português dando-lhe gratuitidade na obtenção de estudos, que ele e a família aproveitaram.

 

1600-ormeche (18)

 

Ainda antes das nossas pesquisas sobre a aldeia, passemos agora à sua localização.  Iniciando pela coordenadas: 41º 42’ 08.31” N e 7º 54´39.91” O. Altitude 850m. É mais uma da aldeias de proximidade da Estrada Nacional 103 e da proximidade da Barragem da Venda Nova (900m) mas também próxima da Barragem dos Pisões (6 km – distâncias em linha reta). Mas fica o nosso habitual mapa.

 

mapa-ormeche.jpg

 

Agora sim, passemos às nossas pesquisas. Bibliograficamente falando, nada encontrámos para além de menções à sua localização, freguesia e concelho, mas na internet encontrámos dois sítios que queremos mencionar e que se referem diretamente à aldeia, para além de uma referência na página oficial do município a uma natural de Ormeche – Ana Albuquerque.

 

1600-ormeche (5)

 

Pois aqui fica a referência/notícia, conforme a encontrámos na página oficial do Município na internet:

“Atleta de Ormeche na Seleção Nacional (Sub-16)

Ana Albuquerque, atleta de Ormeche, concelho de Montalegre, que representa atualmente o Arsenal de Londres, está convocada para o estágio de preparação da Seleção Nacional de sub-16 de futebol feminino. Os trabalhos de preparação, agendados para a Cidade do Futebol, iniciam segunda-feira. O presidente da Câmara de Montalegre, Orlando Alves, fala em «regozijo e agrado geral» pelo feito desta jogadora com raízes no município.”

 

 A notícia é mais ou menos recente, mais propriamente de 25/01/2017. Fica o link para a notícia onde está também a foto da alteleta: https://www.cm-montalegre.pt/showNT.php?Id=3484

 

1600-ormeche-10-art (11)

 

Nas nossas pesquisas na NET ficámos também a saber que o padroeiro de Ormeche é o S.Mateus, segundo o que consta num blog dedicado à aldeia (referência no final do post). Blog que parece estar ligado a uma Associação da aldeia  a A.C.R.A.O. - Associação Cultural e Recreativa dos Amigos de Ormeche que existe desde 2006. Associação que se assume em defesas das tradições da aldeia e que segundo consta nos post do blog assim é. Matança do porco, cantar dos reis, recreação de segadas à moda antiga, entre outras atividades. Pela certa uma Associação que é uma mais valia para a aldeia, ou era, pois a última publicação no referido blog foi dia 12 de janeiro de 2011 e a partir de aí não encontrámos mais notícias sobre a atividade da ACRAO. Se já não existe, temos pena, por outro lado e por experiência própria,  compreendo que não é fácil manter com vida este tipo de associações, principalmente quando não têm qualquer apoio de quem as deve apoiar. Não sei se é ou foi o caso, mas espero que esteja tudo bem e seja só suposições nossas.

 

1600-ormeche (11)

 

Por outro lado encontrámos outro sítio na Internet dedicado a Ormeche, mais propriamente no facebook, e este sim, está ativo com publicações regulares (referência no final do post, já a seguir).

 

1600-ormeche (6)

  

E é tudo por hoje e sobre Ormeche foi a reportagem possível. Lamentamos sempre não ter mais informações sobre as aldeias, mas fazemos o que podemos.

 

Ficam as habituais referências às nossas consultas e também os habituais links para os posts de outras aldeias e temas do Barroso.

 

Sítios da WEB consultados:

- Um blog de Ormeche: http://ormeche.blogspot.pt/

- Um sitio no facebook: https://www.facebook.com/aldeia.deormeche

- Página oficial do Município de Montalegre: https://www.cm-montalegre.pt/showNT.php?Id=3484

 

Links para anteriores abordagens ao Barroso:

A

A Água - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-a-agua-1371257

Algures no Barroso: http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-1533459

Amial - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-ameal-1484516

Amiar - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-amiar-1395724

B

Bagulhão - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-bagulhao-1469670

Bustelo - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-bustelo-1505379

C

Castanheira da Chã - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-castanheira-1526991

Cepeda - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-cepeda-1406958

Cervos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-cervos-1473196

Cortiço - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-1490249

Corva - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-corva-1499531

D

Donões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-donoes-1446125

F

Fervidelas - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-fervidelas-1429294

Fiães do Rio - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-fiaes-do-1432619

Fírvidas - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-firvidas-1466833

Frades do Rio - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-frades-do-1440288

G

Gralhas - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-gralhas-1374100

Gralhós - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-gralhos-1531210

L

Ladrugães - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-ladrugaes-1520004

Lapela   - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-lapela-1435209

M

Meixedo - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-meixedo-1377262

Meixide - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-meixide-1496229

N

Negrões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-negroes-1511302

O

O colorido selvagem da primavera http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-o-colorido-1390557

Olhando para e desde o Larouco - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-olhando-1426886

P

Padornelos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-padornelos-1381152

Padroso - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-padroso-1384428

Paio Afonso - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-paio-afonso-1451464

Parafita: http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-parafita-1443308

Paredes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-paredes-1448799

Pedrário - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-pedrario-1398344

Pomar da Rainha - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-pomar-da-1415405

Ponteira - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-ponteira-1481696

R

Roteiro para um dia de visita – 1ª paragem - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1104214

Roteiro para um dia de visita – 2ª paragem - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1104590

Roteiro para um dia de visita – 3ª paragem - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1105061

Roteiro para um dia de visita – 4ª paragem - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1105355

Roteiro para um dia de visita – 5ª paragem, ou não! - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1105510

S

São Ane - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sao-ane-1461677

São Pedro - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sao-pedro-1411974

Sendim -  http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sendim-1387765

Sezelhe - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sezelhe-1514548

Solveira - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-solveira-1364977

Stº André - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sto-andre-1368302

T

Tabuadela - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-tabuadela-1424376

Telhado - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-telhado-1403979

Travassos da Chã - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-travassos-1418417

U

Um olhar sobre o Larouco - http://chaves.blogs.sapo.pt/2016/06/19/

V

Vilar de Perdizes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1360900

Vilar de Perdizes /Padre Fontes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1358489

Vilarinho de Arcos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilarinho-1508489

Vilarinho de Negrões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilarinho-1393643

Vilaça - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilaca-1493232

Vilar de Perdizes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1360900

Vilar de Perdizes /Padre Fontes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1358489

Vilarinho de Negrões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilarinho-1393643

X

Xertelo - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-xertelo-1458784

Z

Zebral - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-zebral-1503453

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • JM Naturopatia

      Fantástico trabalho de recolha e divulgação de um ...

    • Anónimo

      gostaria muito de um dia poder conhecer. meu pai v...

    • Anónimo

      Não me admiraria se esta fotografia fosse «roubada...

    • Anónimo

      Sou alfacinha de gema, mas gosto de vos ler; olham...

    • Joaquim Ferreira

      Tantos anos passados, tantos sonhos por realizar.Q...