Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

17
Jul22

O Barroso aqui tão perto - Sobradelo

Aldeias do Concelho de Boticas


1600-sobradelo (75)

 

Prometemos vir aqui todos os domingos com uma aldeia do Barroso, mas tal não tem sido possível, pois outros afazeres e outros interesses têm-nos roubado o tempo necessário para estes posts mais completos e exigentes. Assim estas crónicas sobre as aldeias do Barroso que costumávamos dizer que trazíamos aqui todos os domingos, talvez se deveriam chamar crónicas intermitentes do Barroso. Talvez, mas não vamos por aí, antes, vamos tentar cumprir e trazer aqui todos os domingos as aldeias que faltam do Barroso.

 

1600-sobradelo (7)

1600-sobradelo (14)

1600-p-lazer (5)-sobradelo

 

Temos abordado as aldeias do concelho de Boticas pela ordem alfabética das freguesias, e dentro delas a ordem alfabética de cada aldeia. Assim, na última publicação tínhamos iniciado a freguesia de Pinho, e com esta aldeia, pois também ela é a primeira que nos aparece por ordem alfabética, sendo as restantes as aldeias de Sobradelo, que abordamos hoje e a seguinte e última da freguesia, a aldeia de Valdegas.

 

1600-sobradelo (83)

1600-sobradelo (107)

1600-sobradelo (81)

 

Sobradelo que antes da visita que lhe fizemos para a devida recolha fotográfica, que aconteceu em julho de 2018, ainda antes da pandemia, já tínhamos por lá passado, mas foi mesmo apenas uma passagem para tomar o barco que nos levaria até Ribeira de Pena, isto há trinta e tal anos, numa verdadeira e inesquecível aventura de descer o Rio Tâmega nesse troço entre Sobradelo e Ribeira de Pena, descida da qual ficámos, apenas, com registos de memória, pois era de todo recomendável que não se levasse câmara fotográfica para descer um troço de rio que era feito à base de rápidos e quedas de água, e temos pena de não ter esses registos fotográficos, pois os registos que ainda hoje conservo na memória são do mais bonito, incrível e espetacular que tinha visto até esse dia, indiscritíveis em palavras, com lugares, quilómetros de rio,  inacessíveis a não ser pelo próprio rio, num rio que deu luta até ao último momento onde chegámos ao nosso primeiro ponto de encontro com 6 horas de atraso. Mas isto são contas de outro rosário, que estão pela certa na memória de quem desceu connosco o rio e que com a barragem que está em construção, serão também irrepetíveis, pois tudo que vimos será submerso em breve, com pena nossa e pena do aprisionar de um rio.

 

1600-sobradelo (2)

1600-sobradelo (64)

1600-sobradelo (80)

 

Também os parque de lazer de Sobradelo junto ao Rio Tâmega e em frente, na margem esquerda, o parque de lazer da Lama da Bouça de Capeludos, concelho de Vila Pouca de Aguiar e o pontão que entre eles atravessa o rio, ficarão submersos com a Barragem, esperemos, pelo menos, que seja construída uma ponte para substituir este pontão a fim de ser garantida a ligação das povoações das duas margens, que no caso também liga o concelho de Boticas ao concelho de Vila Pouca de Aguiar, pois para perdas, já basta perder-se o rio, algumas construções/habitações de Sobradelo e todos os seus terrenos de cultivo mais férteis.

 

1600-Sobradelo (Boticas)

1600-sobradelo (6)

1600-sobradelo (76)

 

Por aquilo que fomos dizendo e para quem é aqui da região já entenderam onde fica Sobradelo, que pertence à freguesia de Pinho, freguesia essa que a Sul confronta com o Rio Tâmega que por sua vez serve de limite de freguesia, mas também de concelho, entre o concelho de Boticas e os concelhos de Chaves e Vila Pouca de Aguiar, mas também por terras (sem rio como limite) com o concelho de Chaves, freguesia de Anelhe, freguesia que outrora, até 1836, fazia parte do concelho de Montalegre, ainda antes de existir o concelho de Boticas.

 

1600-sobradelo (48)

1600-sobradelo (44)

Sobradelo.png

 

Vamos então completar a localização de Sobradelo e como chegar até lá a partir de Chaves ou de Vidago, pois para que vier de Sul, que não tenha o seu ponto de partida de Chaves, escusa de vir até à cidade, mesmo que venha pela A24, neste caso deverá sair no nó de Vidago e a uns escassos metros de distância, entrar no percurso que nós recomendamos entre Chaves e Sobradelo, que ao todo, entre as duas localidades são apenas 25,5 km, ou 30 minutos de viagem, que a partir de Chaves será pela EN2 até à PONTE SECA DE Vidago, ou seja, ates de se entrar em Vidago e antes do acesso à autoestrada, no entroncamento onde se apanha a  R311 em direção a Boticas, com passagem pela Praia de Vidago. Ficam o mapa com o percurso e as fotografias aéreas para ajudar a localizar.

 

1600-google-3 (1).jpg

1600-google-2 (2).jpg

1600-google-1 (3).jpg

 

Agora que já localizamos a aldeia é só ir até lá e nestes dias quentes, recomendamos descerem até um dos parques de lazer junto ao Rio Tâmega (o de Boticas e o de Vila Pouca), onde frescura não falta, mas parece-me que o da margem direita do rio, o de Sobradelo/Boticas, pela sua localização, deve ser mais fresco, mas nem há como ir até lá e verificar. Se puder ir vá, pois se pudesse, quem ia (também) era eu…

 

1600-sobradelo (45)

1600-sobradelo (73)

1600-sobradelo (23)

 

Quanto à aldeia, tal como as restantes de Boticas que confrontam com o Rio Tâmega, estão implantadas na encosta da serra que desce até ao rio, guardando entre o casario e o rio os terrenos mais férteis para cultivo, que tal como já dissemos atrás serão para cultivar por pouco tempo, pois não tardará muito e a barragem começará a encher e a submergir esses terrenos e casas das cotas mais baixas e mais próximas do rio.

 

1600-sobradelo (41)

1600-sobradelo (20)

1600-sobradelo (18)

 

Quanto à aldeia, segundo apurámos junto da população, serão entre 50 a 60 residentes, mas são residentes que se veem na rua, nas suas vidas e afazeres, ou seja um aldeia ainda com vida, onde pela certa, o estar perto de Chaves, Vidago e Boticas terá contribuído para manter alguma população, mas isto sou eu apenas a supor, pois poderá haver outras realidades.

 

1600-sobradelo (43)

1600-sobradelo (10)

1600-sobradelo (12)

 

Não é uma aldeia grande, mas também não é das mais pequenas do concelho de Boticas, com um misto de casario antigo, maioritariamente abandonado ou em ruínas e casario recente ou reconstruído com a introdução de novos materiais e ampliações. É sem dúvida uma aldeia que administrativa e geograficamente falando pertence ao Barroso, culturalmente também, mas já com muitas alterações, principalmente ao nível do casario que na sua maioria é de construção recente, já longe da típica construção de granito à vista com pedra seca.

 

1600-sobradelo (46)

1600-sobradelo (4)

1600-sobradelo (21)

 

Quase na entrada da aldeia, um tanque comunitário foi para nós de boas-vindas, pois ao contrário da grande maioria dos tanques comunitários das aldeias do Barroso que hoje em dia estão secos ou apenas servem de adorno, este de Sobradelo tem água corrente com pessoas a utilizá-lo, foi por isso uma das nossas primeiras paragens na aldeia, para conversarmos um pouco com as senhoras que lá estavam, para nos refrescar-mos e bebermos água da fonte, recordem que já atrás dissemos que a nossa visita foi em julho, e os nossos julhos são sempre quentes, poderão não o ser tão quentes como estes últimos dias, mas andam sempre lá próximos, e só não são notícia nacional, porque só somos uns tantinhos a levar com ele em cima, por isso até passam despercebidos à proteção civil e outras entidades, mas tal como dizem, já estamos habituados, ao frio, ao calor e ao desprezo, oh se estamos!

 

1600-p-lazer (10)sobradelo

1600-sobradelo (42)

1600-sobradelo (33)

 

Foi no tanque que ficámos a saber que o orago da aldeia era o Stº André, que no ano da nossa visita tinha festa em 4 e 5 de agosto e que a capela era logo a seguir, que à hora da nossa passagem estava com alguma gente, segundo apurámos, porque ia haver missa. Capela à qual também fizemos um registos, quanto à missa, trocámo-la por um pouco de estar junto ao rio Tâmega, para onde fomos de seguida e por lá repousámos um pouco, já não me lembro, mas possivelmente na companhia de umas minis, não por muito tempo, mas algum, não fosse a aldeia de Valdegas que ainda tínhamos para visitar nesse dia e talvez tivéssemos terminado lá o nosso dia de trabalho, embora o Berto, companheiro de viagem desta andanças de fotografar o Barroso se ria com esta do “trabalho”, o que é certo, e um facto, é que nestes dias de andanças pelo Barroso chego a casa satisfeito, mas também rotinho de todo!  E com esta, ainda não é para ir, mas passamos ao vídeo resumo em imagem deste post.

 

1600-sobradelo (15)

1600-nsconceicao (6)Sobradelo

Sobradelo vista desde a Capela de N.Srª da Conceição - Capeludos - Vila Pouca de Aguiar

 

Então, aqui fica o vídeo com todas as imagens da aldeia de SOBRADELO que foram publicadas até hoje neste blog. Espero que gostem.

Aqui fica:

 

 

Agora também pode ver este e outros vídeos no MEO KANAL Nº 895 607

 

E quanto a aldeias de Boticas, despedimo-nos até a próxima publicação, que faremos o possível por ser no próximo domingo, se não for nesse, fica para o outro a seguir,  em que teremos aqui a aldeia de Valdegas, a última da freguesia de Pinho .

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

19-anos(34848)-1600

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    FB