Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Pecados e Picardias

02.10.16 | Fer.Ribeiro

pecados e picardias copy

 

Caminhos

 

Encontramo-nos na mágoa das expectativas goradas, sem saber porquê.

 

Caiu o Carmo e a trindade das cataratas de palavras, suavizadas na queda num lago plácido de calmas águas de aconchego, no conformismo do valoriza o que tens…

 

Pé ante pé nos rebates de consciência caminhamos descalços de ilusão pelos caminhos sem regresso, secos.

 

Já nos metemos nervos por não ter mudado, já nos metemos nervos por ter mudado, porque sim e porque não, e…sem saber porquê.

 

Sentados no medo do eco dos conselhos não seguidos um suspense sem tréguas e sem remorso já não traz esperança.

 

A culpa é, a culpa foi, da tolerância e do não cortar o mal pela raiz, dizem os cegos, crédulos

nos eu bem disse ou eu bem dizia  depois do acontecer…

 

Encontramo-nos vindos dos caminhos das adolescências, turbilhões e tormentas embalam emoções condenadas ao pior naufrágio o da desilusão…

 

Caiu a pena dos frágeis doentes que precisam de drogas  para viver, agora o frio da impotência igualou-os aos fortes criminosos, que a vendem, apostando nos desejos incontroláveis como determinante dos estão no papo e vende-se sempre, sem controle dos profissionais da saúde e doença…

 

Pé ante pé esquivamo-nos no porra estamos fartos, que se amanhem, berdamerda, não há nada a fazer, e há, seguir…

 

Metem-nos nervos, ainda bem , obrigada, mas não nos neutralizam o país é de quem o estima…

 

Sentemo-nos na coragem , aquela que nos dá choque quando dormimos demais , acordem e despertem , há muito que fazer, já vamos ter muito tempo de descanso no cemitério….

 

A culpa… Qual delas?oh, já nos ajudamos quando não nos estorvamos usem a eficácia de um é a vida…

 

Encontramo-nos…

 

Isabel seixas in espólio