Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Pecados e Picardias

21.05.17 | Fer.Ribeiro

pecados e picardias copy

 

Chaves

 

Meu amor escrevo-te das noites de insónia , deitada em lençóis de inverno ainda, numa noite de primavera onde um frio franco e desmancha prazeres teima em alertar para o engodo dos senhores de fato que se preparam para disputar a qualquer custo com estratégias de chicoespertice os interesses de poucos usurpando à luz de uma ditadura moderna os interesses da maioria.

 

Maquilhadas as Freiras com os repuxos da dispersão e os canteirinhos com amores perfeitos, entramos novamente na pré-contemplação a convite das velhas historinhas de cavalinhos cansados agora nuns bancos de jardim tão nacarados como a nossa lucidez, está tão bonita a nossa cidade não está?,… Claro que sim, por fora e também é bom, mas não chega?!!!... E agora com a disponibilização de  vinte , sim, 20 000 000 milhões de euros que este governo nos deu oriundo de fundos comunitários e apoiado e bem muito bem pelo Sr. Ministro da cultura Dr. Luis Filipe Castro Mendes, para avançar com a fase final do SPA Do Imperador o dos  arrabaldes, ou do arrabalde  como queiram , a mim parece-me que esta obra iniciou pela fase final, não sai da fase final cujos alicerces já esgrimidos até ao tutano por discursos de determinação de sexos dos anjos  quando toda a gente sabe, o sexo partidário onde todas as pessoas contam ,principalmente as do partido que está no poder, ou seja do PSD, olhem quem ocupa os lugares de destaque os que dão menos trabalho físico nas instituições sob a égide  da câmara , vejam bem , porque já nos dizia Zeca Afonso que não há só gaivotas em terra… Vejam, mas  vejam bem, mesmo mesmo Bem…

 

Chaves meu amor

 

Estás há anos refém de uns Maridos Machistas  em permanente duelo de titãs que te asfixiam ora pelas setas de um cupido só ó pra cima que deixa os debaixo mulheres, crianças, idosos, jovens licenciados  desempregados por orfandade de pais influentes no partido, pessoas com incapacidade abandonadas por estorvo, ruas sem acessos para elas e os seus dispositivos de compensação como cadeiras de rodas, pessoas com necessidades de cuidados continuados têm de ir para a Zona de Bragança ou esperar 3 meses para se aproximarem de Boticas, e tu Chaves continuas no desperdício,  convenhamos bonitos, mas ,meras cirurgias plásticas que te tapam a idoneidade e a sabedoria dos anos,  não achas que há algo de fútil e frívolo em vinte milhões de euros de investimento a mais dos nem sei quantos, os já gastos… E… Um virgula oito  milhõezitos, nem chega a dois milhões…Para o nosso hospital ostentado aos quatro ventos  e sob os silêncios dos das borgas e fotos, é melhor que nada ? Claro que Sim .Mas queremos antes então? Eu quero antes o Sr. Ministro da Cultura  a olhar para o nosso Hospital de Chaves até porque a cultura da saúde metaforicamente representada no mural de pintura do grande Pintor de Sá Nogueira e na árvore da vida do Grande Mestre João Cutileiro são duas grandes obras de arte que podem ser visitadas pelos nossos turistas a seguir ou a somar ao nosso grande Nadir.

 

Chaves meu amor

 

Tens grandes profissionais de saúde que pugnam pelas suas profissões com o saber dos que estudam e merecem o seu ordenado a servir o cidadão, há serviços físicos vazios no nosso hospital à espera de adormecer no seu reino o faz de conta, dos subsistemas demagógicos que só curaram um garoto, ainda por cima lá no ser tão, através do ganho nas casa de sustos, das tempestades, da pobreza da fome e dos efeito que alucinam, o outro subsistema de saúde para evocar na dúvida da finitude, tão gratuito  quanto a dor da automutilação, tão cara quanto o desespero e quanto falível, tão travo a emboscada que não inibe o recurso aos videntes  ou às urgências todas à posteriori…

 

Temos profissionais habilitados a cuidar na integralidade e também temos aonde ir buscar mais profissionais do CUIDAR, uma Escola de Enfermagem com professores habilitados e  com estudantes do ensino superior com projetos em saúde acreditados,que nos podem ajudar a construir uma unidade de cuidados continuados que permita ao cidadão flaviense  ficar junto dos familiares quando mais necessita da sua presença e permite aos familiares acompanhar os seus entes queridos com a ajuda dos profissionais que sabem cuidar com ciência respeitando os conhecimentos  científicos de mecânica corporal para gerar conforto mesmo na dor, que sabem gerir um regime terapêutico de medicação diversa prescrita por muitos médicos especialistas , que sabem monitorizar todos os sinais vitais dos doentes e ver quando há necessidade de chamar outro técnico de saúde com a responsabilidade funcional de prescrever fármacos, com formação cientifica em gestão em saúde e prática clinica no terreno ou seja nos turnos de 24 Porque uma unidade Local de Saúde horas que permitem só esses detetar as necessidades do utente da família e da comunidade em cuidados de saúde,.

 

Porquê para Ti  Chaves Uma unidade Local de saúde …

 

Porque é a única forma de rentabilizar e  otimizar recursos de saúde existentes sem ceder ao desperdício do dividir para reinar dos interesses individuais  e do pensamento que ainda vigora no setor público dos empresários e empreiteiros das clinicas privadas .

 

Ter vários órgãos de gestão de topo  onde a disputa de poderes privilegia  a dispersão de tempos em discussões intermináveis sob aspetos que só abordam relações de poder entre os órgãos e que deixam sem resposta as necessidades reais em saúde do cidadão.

 

Vejamos o exemplo :

Uma pessoa que necessita de cuidados de enfermagem globais, cuidados de enfermagem de comunicação terapêutica de escuta ativa visando o seu relaxamento e minimizar das agruras da incapacidade que a doença lhe provoca, mais movimentar as articulações e os músculos para evitar os efeitos da imobilidade, precisa de tomar os medicamentos a horas e de forma adequada face às várias prescrições médicas e precisa sobretudo que cumpram o efeito terapêutico e um olhar de profissional que saiba de farmacologia o suficiente para distinguir a gravidade dos efeitos secundários e das interações , precisa de ter cuidados com a pele e evitar as lesões provocadas pelo estar imóvel mais tempo que o seu corpo aguenta ou seja terapia de posição,uma pessoa que precisa de ajuda para se alimentar  tanto na seleção  adequada dos alimentos face à sua doença como no alimentar-se por não ser capaz,  uma pessoa e uma família enlutada pelo surgir de uma doença que necessita de encorajamento durante a adaptação a esta mudança de um profissional ou grupo de profissionais que se unam pelo conhecimento e como dizia Serge Moscovicci todos juntos sabemos muito mais  e temos muito mais saber e saberes e conhecimentos científicos, Poderia continuar num sem fim de necessidades

 

Pois caros cidadãos flavienses vejam se não sabem o que um cidadão flaviense está sujeito o melhor é pedir a reforma antecipada para tratar a doença…

 

Aliar uma unidade de cuidados  Primários a uma unidade de cuidados diferenciados sempre em estreita ligação pelo utente  e família e comunidade que também somos nós…

 

Mas por favor, com um pelo menos ou dois dirigentes que percebam a complexidade de gestão em saúde … e que quem cuida  mais por mais conhecimentos em cuidados, são os enfermeiros, queremos ganhar mais que os gestores que não têm licenciatura em saúde, ou seja uma pós graduação em saúde não pressupõe uma licenciatura em saúde e muito menos em saber cuidar…

 

 E que não olhem só e só para o protagonismo do seu umbigo e com medo de perder um lugar perdido à nascença ao fim de três anos e que se exponham a governar  sem saber o básico a gestão em saúde aprende-se  a promover o planeamento em  saúde  ao menor  reduzindo os centros de custo.

 

 não a planear o maior nº de centros de custos para haver reinos para todos os pseudogestores  menos para o utente.

 

Cuidados primários para promover a saúde e prevenção primária da doença em estreita ligação com os

 

Cuidados diferenciados para erradicar tratar e ou gerir a doença

 

e só um órgão de gestão capaz e imbuído de espirito de missão unido e conhecedor da área de intervenção, influência e proximidade da população  que gere e lidera .

 

Assim as equipas prestadoras de cuidados do centro de saúde e hospital trabalham de mãos dadas e telefone ao ouvido para partilhar conhecimento  sobre o utente que cuidam como um todo incluindo a família, acabam-se os agora :

 

Vá ao médico de família;

 

O médico de família diz que agora vim ao hospital a responsabilidade é do hospital,

 

Espere pelo vale cirúrgico e escolha um hospital qualquer para ser operado,

 

Mas eu sou sozinha , como vou para vila real?

 

Cá não há cuidados continuados tem de ir para freixo de espada à cinta, mas olhe que é um pulinho,

 

Já estou à espera da consulta há 3 anos, cada vez me sinto pior

 

Unidade local de saúde de chaves alto tâmega e barroso

 

Com  equipas cuidadoras com mais elementos  e profissionais de saúde motivadas, acreditadas e mais valorizadas que as equipas gestoras, vejam que há mais quem mande , aliás com pouco saber do que quem faça,  vejam , façam este exercício quantos diretores de serviço e diretores de centros de custos e chefes e diretores de USFs e de UCCIs e de… conselhos de administração e vogais disto e daquilo e de comissões disto e daquilo e de unidades de saúde pública e unidades de cuidados continuados e de unidades de cuidados Paliativos e de misericórdias, e de clinicas e de lares  e  de residências e de…de gabinetes e de siglas  de serviços sem serviços físicos e ou equipas, e de estrangeirismos,  tenhamos misericórdia de nós e vejamos o que nos está a fazer esta espartilha toda a meter-nos num espartilho que quase não nos permite respirar…

 

 E sabem porquê?...

 

Porque nós deixamos…

 

Quem está a tramar o Hospital de chaves?

 

Nós…

 

Já nem nascemos cá e com sorte já nem podemos morrer cá,apesar de querermos… Ai deixem o 25 de abril desvanecer-se, à luz do tachismo…

 

E…. Quem manda? Sei lá, …

 

Só sei que a culpa é nossa, já somos adultos.

 

Eu volto e continuarei a cumprir a minha missão de enfermeira para a qual vocês, eu, incluída me pagam

 

Fazer a advocacia do utente, esclarecê-lo e dar resposta às suas necessidades em saúde com enfermagem de ligação direta e não fazê-lo andar de capelinha em capelinha  à mercê do deus dará… Pra nascer, vila real , porto  ou por aí, pra viver, chaves pra consultas se tiver ADSE vá aos cogumelos das clinicas tem ao seu dispor nem sei quantas especialidades, pela módica quantia de 4 euros por órgão… olhos, rins, membros, hormonas, neurónios, pele, segmentos corporais, coluna e esqueleto a multiplicar pelo nº, tempo de observação e dificuldade diagnóstica ou hierarquia da doença na tabela ou eixo da Classificação das doenças na sua décima edição. Por favor se tiverem ADSE não ocupem no público o lugar do cidadão que não tem façam esse favor, eu? Claro Peço a ementa das clinicas locais ou percocorro os hospitais da luz e afins os mais baratos com transporte incluído, não esqueçam que eu só sou enfermeira, não ganho mal face ao ordenado mínimo , agora face ao que estudo, mas sou essencialmente masoquista e tudo isto me dá prazer, não se preocupem…

 

E uma coisa de cada vez, quero agradecer

 

aos psiquiatras, aos endocrinologistas,aos gastroenterologistas, a um urologista

 

e aos profissionais e profissionais médicos que continuam a vir cá a chaves embora eu acho que no espirito de trabalhar no centro hospitalar não façamos todos mais que a obrigação é para isso que o cidadão nos paga

 

Quero agradecer em nome dos utentes aos neurologistas que queiram vir cá, os utentes continuam à espera… há anos, querido Dr. Moya que falta nos faz, Boa convalescença.

 

A Nós os que cá estamos alguém virá canonizar-nos… Talvez um dia… Por mim chega-me o privilégio de ter tido sempre emprego e trabalho, e exercer a profissão que nos permite chegar a todos os lados de Nós obrigada Florence Nigtingale pelo fio de prumo de estudar  para aprender a cuidar,

 

E porque cuidar é muito mas infinitamente muito mais que tratar um órgão ou descobrir o nome a uma doença , estudemos.

 

Eu volto caros flavienses, para mostrar a vantagem da unidade local de saúde, porque é  local é muito mais nossa e é a nós que nos compete defender a nossa região sob pena de nos deixarmos colonizar…Basicamente por preguiça e deixa andar

 

E desconfiem das boas intenções dos que dizem que … Ah e o financiamento dos médicos? Riam-se …

 

E lembrem-se deste financiamento que vigora no caos dos que só trabalham se lhe pagarem horas extraordinárias no exercício do horário normal e vejam a produtividade e vejam o que têm plantado no nosso hospital , ou será que só colhem alguns?

 

Não se deixem enganar pelos que só querem passar as autárquicas, cuidado é hora de lutas, depois não digam que não avisei(esta frase é horrível só a uso mesmo para irritar que é como quem diz acordar.).

 

Isabel seixas