Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Pedra de Toque

29.09.17 | Fer.Ribeiro

pedra de toque copy.jpg

 

Está a chegar a hora!...
De acordar para mudar!...

 

A mediocridade já cansa, impõe-se a transparência, a honradez, a cultura, a competência.


A suspeição apodrece as instituições.


A história merece ser respeitada, bem como a memória dos íntegros, dos honrados que aqui nasceram, aqui viveram e aqui decidiram morrer.


Chaves foi uma cidade importante, sempre estimulada por um comércio vivo, hoje decadente.


A cidade está farta desta gente no comando da autarquia.


Já se não toleram promessas feitas em 16 anos e não cumpridas.


Já se não suportam investimentos caros e inconsequentes que contribuíram para a substancial dívida que a Câmara tem e não trouxeram nada de novo ou proveitoso para os flavienses.


O “bunker” defronte do Tribunal não resiste à mais modesta apreciação arquitectónica.


Como ele só o ostensivo autocarro que circula pelas ruas proibidas da cidade e onde não se vislumbram dentro dele quaisquer personagens. Eventualmente vão lá, mas certamente temem o contacto com o povo.


Aliás, o Tribunal perdeu importantes valências e para tal contribuiu o voto a favor do mapa judiciário por uma das candidatas da lista do PSD para vereadora da Câmara.


Nuno Vaz é um cidadão íntegro que nunca dará a sua contribuição, se for eleito como se espera, para a desvalorização das instituições da cidade.


Porque é um transmontano de “antes quebrar que torcer”, um político preparado como demonstrou no último debate. É também um profissional brilhante cuja competência é reconhecida por onde tem trabalhado.


Nuno Vaz é também um homem de cultura (na sua lista não tem analfabetos…), um homem vertical que pretende criar emprego, sempre preocupado com o ambiente, a educação, a cultura e o desporto.


Homem do campo, de boa cepa, apoiará sem receios toda a actividade agrícola e florestal.


Não deixará de atender empenhadamente à acção social e à saúde, áreas que conhece também porque é um homem solidário e de princípios.


Os receios e temores dos funcionários da Câmara, que se traduzem em manifestações constantes quando solicitados pelas oposições, deixarão de se verificar.


Porque Nuno Vaz é homem de profundas e enraizadas convicções democráticas, nunca se lhe reconhecendo quaisquer laivos ditatoriais.


Nuno respeitará a história e os monumentos da nossa querida cidade milenária.


E respeitará também a memória dos homens de valores, a sua obra, homens que aqui exerceram serviço público sem dele se servirem.


Citamos à guisa de exemplo o nome do Dr. António Granjo, o General Ribeiro de Carvalho, o Coronel David Ferreira, o Dr. Júlio Montalvão Machado e tantos outros que de momento os nomes não retenho, gente honrada e íntegra, que nunca se dobrou a quaisquer interesses menos limpos.


O Nuno Vaz é a esperança para o futuro da nossa cidade e concelho.


Os flavienses estão fartos de quem os tem governado, querem a mudança e os ventos que sopram já a anunciam.


Com Nuno Vaz e todo o nosso apoio, VAMOS ACORDAR CHAVES!!

António Roque