Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Pedra de Toque

09.06.18 | Fer.Ribeiro

pedra de toque copy.jpg

 

QUE PERMANECEM SEMPRE…

 

                           Tenho escrito para ti que por vezes me lês, páginas sem fim.

                        O sono (e o sonho?...) levam tudo, como o vento em tempos, algures, levou.

                        Procuro algumas frases como estímulo para iniciar um texto.

                        A memória muitas vezes não responde.

                        Sei contudo que, nas minhas divagações, lá está o mar inspirador que surge inevitável quando leio Sophia, e lá estão os amigos de vida, a cidade altaneira e milenar que me apaixona com suas esquinas, seus recantos, seus monumentos e até as suas gentes, sobretudo as mais simples, as mais brejeiras que deixaram carisma.

                        Respeitei sempre “os que por obras valerosas se vão da lei da morte libertando” que estátuas e praças perpetuam.

                       

                        Mas o meu sangue quente não permite que me esqueça do frémito dos nossos corpos e do sabor da tua boca!...

 

                        Que permanecem sempre!...

         

          António Roque