Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

15
Set18

Pedra de Toque

pedra de toque copy.jpg

 

 

A MULHER DE PRETO

 

 

De preto vestida, assim aparece, plantada no verde da natureza.

 

Por vezes surge no meio das gentes, nas ruas da cidade.

 

Sempre só, mas com muito dentro dela, que eu já vi nas palavras que escreve, nas ideias que expressa.

 

Quando se pronuncia, revela lucidez, sensibilidade funda.

 

Sente o murmúrio dos riachos, a quietude das águas que correm pelos rios, a história que os monumentos narram.

 

Guarda muitos segredos, a sua imagem os indicia, mas não os partilha.

 

Por isso fascina e estimula a descoberta.

 

Quem é esta mulher? Quem foi esta mulher? O que lhe aconteceu para ser assim, impressionantemente só?

 

Gostaria que o luar chegasse e que com ela reinventasse o amor ou o suscitasse.

 

Porque com ela, certamente o amor cruzou-se um dia e deixou-lhe a magia das coisas possíveis.

 

Nunca consegui ver-lhe o olhar que procuro sempre no mar.

 

Um dia, e ele chegará, quero com as minhas mãos abraçar seu coração.

 

 

António Roque

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Boa noite! Alguém me sabe dizer quem foi o autor d...

    • Eduardo Camara

      Sou Eduardo neto de Maria Otilia portuguesa nascid...

    • Tudo Mesmo

      Tenho que ir a Chaves para o próximo ano.

    • Anónimo

      “OUTONICE”Porra! Porra! Porra!Como se já não me ba...

    • Tudo Mesmo

      Linda mesmo.