Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

21
Jul18

Pereira de Selão - Chaves - Portugal

1600-p-selao (43)

 

Muito antes de ir pela primeira vez a Pereira de Selão, há anos que que este topónimo surgia no meu dia a dia – “camada base com solos selecionados das minas de Pereira de Selão”. Se a lengalenga não era esta, era parecida. Eram os melhores solos (diziam os engenheiros) para as camadas base das estradas que então (anos 80/90) se pavimentavam para todos os destinos, e como os solos eram bons, e tudo que era bom vinha de fora, nunca imaginei que Pereira de Selão pertencia ao concelho de Chaves. Ainda vivia na minha idade da inocência e de não me preocupar muito de onde as coisas vinham. O que então interessava é que elas existiam, e era tudo…

 

1600-p-selao (141)

 

Anos mais tarde vim a saber que afinal Pereira de Selão era ali para a montanha a caminho de Vidago. Fui lá pela primeira vez por causa da escola primária, precisamente na sequência de um “pedido de vistoria” solicitado pela professora da escola, com medo que a mesma caísse com as explosões que efetuavam na mina. As fendas na escola e a proximidade da mina a céu aberto a menos de 100 metros assustavam professora e crianças.  Não sei qual foi o resultado da vistoria, pois estive lá apenas como observador, mas as preocupações da professora eram válidas. A mina passados poucos anos fechou, a escola também, por motivos diferentes, mas ambas fecharam e ambas ficaram abandonadas, a escola sem professora e sem alunos, a mina sem mineiros e exploradores. A escola esvaziou a mina encheu-se de água, formando uma lagoa do tamanho da aldeia. Penso que a Lei determina que após cessar a exploração das minas deve ser “tapado o buraco”, mas se calha fui eu que sonhei com isso…

 

1600-p-selao (32)

 

Primeiro ia-me cruzando com Pereira de Selão nas memórias descritivas e justificativas por causa dos tais solos das minas, depois fui lá por causa das mesmas minas mas a realidade é que ir à aldeia para a visitar, sentir e fotografar, só há 10 anos é que aconteceu, graças a este blog e à minha teimosia de trazer aqui todas as aldeias do concelho de Chaves. Teimosia essa que depois de se esgotar no concelho de Chaves foi alargada para o Barroso que também se está a esgotar. Atenção Vila Pouca de Aguiar é para lá que a nossa teimosia vai a seguir, já com dia marcado para daqui a uns dias com início na aldeia de Parada do Corgo que também é de Aguiar.  

 

1600-p-selao (26)

 

Mas voltemos a Pereira de Selão à qual demorámos a ir mas que agora nos calha nos nossos itinerários algumas vezes, principalmente desde que a estrada entre esta aldeia e Vila Boas foi construída, ou pavimentada, pois suponho que já existiria um caminho entre ambas as aldeias.

 

1600-p-selao (54)

 

É uma aldeia que gostámos de descobrir, surpreendeu-nos quando lá fomos à recolha de imagens. Embora seja atravessada pela estrada que liga Redial a Valverde, o coração da aldeia sente-se mais no largo da capela, onde para nós estão também as construções mais interessantes, algumas ainda com o andar em madeira. Claro que estão abandonadas ou pelo menos desabitadas, mas estão lá fazendo testemunho de uma época.

 

1600-p-selao (5)

 

Não é uma aldeia muito grande e agora a sua grandeza apenas se faz sentir no casario, pois tal como a maioria das nossas aldeias também sofre da maleita atual do despovoamento, no entanto há algumas construções mais recentes e ainda há gente para ir mantendo os terrenos cultivados e tratados, pelo menos à volta da aldeia.

 

E vai sendo tudo. Determina a ordem alfabética que no próximo fim de semana esteja por aqui outra Pereira, mas terá o apelido de Veiga. O Pereiro só virá a seguir. Amanhã teremos por aqui o “Pergaminho dobrado em dois” uma aldeia do Barroso, que, ainda não sabemos qual será. Mas ainda antes, às 17 horas de hoje teremos por aqui a brincadeira 40 das 100 brincadeiras comsiso.

 

Até amanhã!

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Sim este é o S. Lourenço de Chaves"Eu sei que há m...

    • José Pombal

      Com o devido respeito, o nome destas localidades, ...

    • Anónimo

      Caro Fernando Ribeiro. Agradeço as suas diligência...

    • Anónimo

      (Esta (só?!...) placa não merece «Re-qua-li-fi-ca-...

    • Fer.Ribeiro

      Não sei mas vou tentar saber. Abraço.