Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

26
Fev12

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO - Letras U, V, X e Z

 

GLOSSÁRIO TRANSMONTANO

 

Registo, significado padrão e referência em uso dos falares diversos

dos povos da VEIGA do TÂMEGA e zonas limítrofes da

TERRA-QUENTE e do BARROSO

 

 

U

 

 

ulear - uivar “senti os lobos a ulear lá para a serra”

unhas de fome - sovina

unheiro - miserável, sovina

unto - pingo, gordura do porco para cozinhar

 

 

 

V

 

 

varrer da feira - pancadaria no fim da feira “o valentão, com um pau na mão, é capaz de varrer uma feira sem gente”

vencilho (vincelho,bancelho) - atilho de palhas para amarrar os molhos de centeio acabados de segar

ventana - janela

ventas - cara, focinho

verter - entornar “não deixes verter o vinho sobre a toalha”, despejar líquidos

verter águas - urinar, mijar

vezeira - rebanho conjunto de cabras e ovelhas, levado à vez por cada proprietário

vianda - comida de reco

vido - vidoeiro

vindimo - cesto de verga, próprio para a vindima

virgo sereno - mulher tímida, pouco sensual

volta - movimentação anual de populações de certas aldeias do Barroso, que percorriam a Província a pedir “para a casa queimada”, “cuidado, que o gajo é da volta”

 

 

 

 

X

 

 

xaragão - enxerga

xastre – alfaiate

xis e mis - timidez

xitos - marcas de pau ou ramos de giesta espetadas na terra “andou a marcar as embelgas com xitos”

- chega, alto!, “Xó, que me trepas!”, já estás a abusar!

xotar - enxotar (as pitas)

 

 


Z

 

 

zanguizarra-barulheira monótona

zervada (b) – chuvada forte, granizo

zernideira - espécie de peneira

zicho - esguicho

zilro - andorinhão (apus melba)

zorro - filho bastardo “é zorro do tio João Landainas”

zupar - bater, agredir

zurca - bebedeira “está com a zurca”

 


Para melhor entender o porquê deste LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO, ficou tudo explicado aqui: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html

 

 

 

19
Fev12

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO - Letra T

 

GLOSSÁRIO TRANSMONTANO

 

Registo, significado padrão e referência

em uso dos falares diversos dos povos da

VEIGA do TÂMEGA e zonas limítrofes

da TERRA-QUENTE e do BARROSO

 

 

T

 

 

talho  - quantidade suficiente para se ir consumindo “tens aqui um bô talho delas” (ex: couves)

talha – vasilha de barro, bojuda, para guardar azeite ou pimentos do vinagre

talocha - ferramenta de trolha

taludo - grosso, grande, robusto, “vi um rato taludo como um coelho”

tamaninho-bocadinho,pouquinho

tamãozela - pega do arado

tânjaro - pássaro migrador(tange-asno) “onde ides, tânjaros loucos, que vindes tantos e ides tão poucos”

tantinho - bocadinho, um pouco,“bota-me tantinhas nozes pr’a dentro dessa saca”

tarabelo (taramela) - peça de madeira que, agitada pela rugosidade da mó, faz cair o grão devagar

taralhouco - trapalhão “o velho já está um cibo taralhouco”

tarandeira - espécie de estante raiada em madeira, onde se colocam os pães acabados de cozer e onde os ratos não chegam

 

Tocador de Concertina

tartaranhar - pairar de ave de rapina, atrapalhar-se

tartaranho - ave de rapina

tasquinhar - comer pequenos pedaços

tato - gago, “ele é um cibo tato bitato”

teixugo - texugo

tem-te roda, não desandes - expressão/desejo ditada pelo receio supersticioso de que a vida comece a correr mal

tendal - lugar onde se coloca o pão a levedar

tenda - loja, comércio “A tenda quere-se com quem na entenda”

tendeiro - comerciante de loja

 

 Em algumas das nossas aldeias ainda faz parte da rotina dos dias o tocar as vacas para o monte ou lameiro

termo (ê)- limite territorial, monte baldio

testinho - cheinho, “este almude está testinho até à croa”

testo (ê) - tampa de panela “para cada panela há sempre um testo”, cheio “este balseiro está testo de batatas”

tinhoso - demónio, mafarrico “tem pata (pacto)com tinhoso”

tirar nabos da púcara - tentar obter informações

tó!- interjeição, ora essa! “Tó, caralho, tó!”

toar - trovejar “Só te lembras de Stª Bárbara quando toa”

tocador - músico de concertina “o tocador de Travassos enganou uma menina, trazia o retrato dela nas costas da concertina”

tocar as vacas - conduzir as vacas “toca as vacas para o lameiro”

toco (ô)- buraco em tronco ou raiz de árvore “o coelho sumiu-se pr’a dentro de um toco”

toleima - patetice

tolheito - aleijado, entrevado “ficou tolheito com o reumático”

tomar-se-lhe o sangue - sangria deficiente do porco por ter ouvido berrar outro que morreu antes dele

tomatas - tomates

tombo - queda, “dei um tombo abaixo da burra”

topar - ver, achar, encontrar “Não há coisa mais bonita que chegar à missa e topá-la dita”

tora - pedaço grosso de carne

torga - urze

torgueiro - estúpido, boçal

 

 Também é na tranqueira das portas que se mete a tranca

 

torna jeira - permuta gratuita de serviço prestado nos trabalhos agrícolas

tornar o pão - devolver o pão que se pediu emprestado, depois de cozer

tortulho - cogumelo comestível (tricholoma equestre)

touça - terreno com moitas rodeado por muro

toucinheira - espécie de cabide onde se penduram os presuntos e as peças do porco para afumar

trabuco - pistola

traçar - cortar, serrar “foi à floresta traçar uns pinheiros”

tralha - objectos inúteis

tralhão - pássaro, ave migradora “estás gordo como um tralhão”

tralhar - coagular (sangue do porco) “bota-se-lhe um cibo de vinagre para não tralhar”

trambolho - mal ajeitado, “tem umas pernas como um trambolho”

tranqueiros - pedras verticais onde apoiam as portas e portões

trasgo - bruxo, feiticeiro

 

Os trigos de três e quatro cantos, de Faiões ou Vila Verde faziam muitos pequenos almoços na cidade

 

travadoura - corda fina para travar a carga do carro de bois

trazer a esquerda em frente - andar mal humorado

trazer a foice picada - vir com fome

trazer na ideia - lembrar-se

trazer um grão na asa - estar meio embriagado

treitouras - peças, em madeira de castanho, entre as quais roda o eixo do carro de bois

trela - conversa fiada

trelo - carga, fardo de contrabando “em novo, andei ao trelo na raia de Soutelinho”

tremonha (moega,mojega) - recipiente de madeira, em pirâmide invertida, de onde o grão passa para a mó do moinho

trepar - calcar a pés, subir, abusar

trigo de cantos - pão de trigo de três ou quatro cantos arredondados

trilhar - entalar, esmagar, magoar

trinca-cevada - jogo infantil

troar - trovejar

trolha - operário da construção

troncha - espécie de couve

trouchadas - pauladas

troucho, trocho (ô) - talo da couve “fui apanhar uns trouchos para botar às pitas”, pau, caule da couve

troviscar - trovejar

trovisco - planta venenosa com que se apanham peixes

tunda - tareia

turrão - teimoso, marrão

 


 

Para melhor entender o porquê deste LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO, ficou tudo explicado aqui: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html

 

 

 

12
Fev12

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO - Letra S

 

GLOSSÁRIO TRANSMONTANO

 

Registo, significado padrão e referência em uso dos falares diversos

dos povos da VEIGA do TÂMEGA e

zonas limítrofes da TERRA-QUENTE e do BARROSO

 

 

S

 

 

sã – verme do presunto

saba - lençol de linho

sábado filhoeiro - último sábado antes do Entrudo

sabainha - pano de cobrir o pão antes de cozer

sabanhões - feridas nos pés, frieiras “trazia os pés cobertos de sabanhões”

saber onde pendura o pote - ter posses, conhecer os bens “ele coitado nem sabe onde pendura o pote”

sabido - esperto

sacada - varanda “botam-se colchas nas sacadas por onde passa a procissão”

 

Sacadas com colchas à espera da procissão

sachola - enxada ligeira

sacholada - agressão com sachola “mandou-lhe uma sacholada aos cornos que lhe abriu logo ao verde”

safadeza - pouca vergonha

safado - desavergonhado

safanão - abanar com violência

safardana - indivíduo pouco recomendável

saias - indivíduo bisbilhoteiro

salafrário - vigarista, mal comportado

salamantiga - salamandra

salamurdo - de poucas falas

salgadeira - recipiente em madeira onde de salgam as carnes de porco

salpicão da língua - espécie de fumeiro, feito com a língua do porco

 

 Serrabulho, uma verdadeira iguaria associada à matança do reco

saltão - gafanhoto

salvar - saltar por cima, “salvou o rigueiro com um pulo”, saudar, “salve-o Deus, senhor Manuel!”

sambreia - tareia

sampa - tampa

sanchas(pinheiras,cardielas)-cogumelo comestível alaranjado (lactarius deliciosus)

sangueira - peça de fumeiro à base de sangue

sapeira - mulher baixa e gorda

saraboleiro – indivíduo com uma má dicção, de difícil compreensão, troca-tintas

sarandar - andar de um lado para o outro, dar voltas, vadiar “andou toda a tarde a sarandar de roda da casa”

sardanisca - lagartixa

sardão - lagarto grande

sargaço - arbusto bravio de pequeno porte

saroto - que tem parte do braço ou da mão amputado

sarrafada - golpe desferido com um sarrafo, canelada

sarrafo - pedaço de madeira

sarrazinar - aborrecer, moer

sarro - sujidade residual do interior das pipas “se não lhe tiras bem o sarro, põe gosto ao vinho”

sarroeira - caminho estreito (canelho) entre casas, usado como retrete ou lugar de despejos “foi baixar calças na sarroeira detrás da casa”

 

Sicelo, carambelo ou gelo, vai dar ao mesmo frio - este é da croa do Brunheiro, em Carvela

 

sarronco - papão, homem do saco “se não engoles depressa o caldo, vem o sarronco”

sassamelo - que tem dificuldade na pronúncia dos ss

sastifeito - satisfeito

saúde e coza o forno! - expressão que revela despreocupação

sedeiro - objecto em madeira de castanho com pregos de aço afiados para assedar o linho

sedenho - corda que se usa para atar

as cargas

sediço (é) - metediço, inoportuno, irrequieto, agitador, sedicioso

sediela - fio de pesca

segar - ceifar

segurança - alfinete de ama “caíu-me o botão, tive que lhe apertar uma segurança”

seibe - terreno livre para pastagem

seitoira - foice

sementar - semear

senhor fora - o padre leva a comunhão a casa de um doente

 

Socos - Estes têm um design moderno. Também os há de "gola alta"

 senisga - órgão genital feminino

sentir - ouvir, pressentir “sentiste barulho?”

serigaita - rapariga atrevida, espevitada

serrabulho (sarrabulho) - sangue de porco cozido, com azeite, alho e loureiro

serrada da velha - brincadeira /ritual a meio da quaresma

serrim - serradura de madeira

serrinar - moer, desfazer

sertã - frigideira

servidor - bacio, penico

sessão - humidade dos terrenos “não afundes muito o rego, para não perder a sessão”

sincelo - gelo pendurado, carambelo

sobela – ferramenta aguçada de sapateiro

sobornais - alimento que se dá às crias quando ficam retidas em casa pelas nevadas

sobradar - aplicar tábuas de sobrado ou soalho

sobrecarga - correia de cabedal, usada para segurar a carga dos burros, cilha

sobreceia - pequena refeição, depois da ceia, quando o serão se prolonga

socas - tamancas de mulher

 

Um souto em Agrações - Chaves

 

socos - espécie de calçado em madeira de vidoeiro ou amieiro “ouvia-se o matraquear dos socos pelo empedrado acima”

socrar - apertar a corda com voltas

sogas - grossas tiras de cabedal dos arreios dos bois

sôlho - soalho

sombreiro - guarda sol, guarda chuva

somítico - avarento, mesquinho

sopeira - criada de servir “anda metido com a sopeira”

sorça - vinha de alhos “depois da desmancha, bota-se a carne de sorça”

souto - terra de castanheiros “Cada mocho no seu souto”

soventre - parte inferior da barriga do porco

sumido - encolhido, minguado, desaparecido, retraído, “de há uns tempos para cá tem-se sumido”

surra - tareia, coça “deu-lhe tamanha surra que o fodeu”

surro - sujidade acumulada sobre a pele “o surro era tanto que se podia raspar com uma faca”

 

Para melhor entender o porquê deste LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO, ficou tudo explicado aqui: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html

05
Fev12

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO - Letra Q e R

 

GLOSSÁRIO TRANSMONTANO

 

Registo, significado padrão e referência em uso dos falares diversos

dos povos da VEIGA do TÂMEGA e zonas limítrofes

da TERRA-QUENTE e do BARROSO

 

Q

 

 

quartilho - medida correspondente a meio litro, um quarto de uma canada

quarto - perna (de frango, cordeiro, coelho…) “os lobos comeram-lhe os quartos traseiros”

quando tal - entretanto, logo que, nessa altura

quebranto - desfalecimento “está-me a dar um quebranto, que ainda hoje não descerrei os dentes”

quebrar da friura - aquecer até ficar morno (água, vinho)

que cabras guardas? – não prestas  atenção?

quem dá o que tem antes que morra, merece com uma cachaporra! - não se deve fazer partilhas antes de morrer

quentar - aquecer (o forno)

quentadeiro - homem que aquece o forno

querias trutas de barbas enxutas? - esperar facilidades, aproveitar-se do trabalho alheio

 

 

R

 

 

rabisco - rebusco (uvas, batatas, azeitona…)

rabo-russo (rabisco) - pisco ferreiro (phoenicurus)

raboto - que tem a cauda amputada

racha - pedaço de lenha rachada “bota-lhe mais uma racha ao fogo, que a noite é grande”

 

Rachas - Por cá as mais populares são as de carvalho no entanto dizem que as de freixo só não ardem debaixo de água por vergonha


ralo - raro, pouco espesso, “tens os dentes ralos, és mentiroso”

ramo – auto de Natal

ranchada - grupo numeroso, rancho, ajuntamento, “Teve uma ranchada de filhos, todos vivos”

ranhar - arranhar, coçar, esgravatar “ranha-me as costas, que estou cheio de coceira”

ranheira - coceira, comichão

ranhoso - antipático, quezilento, de mau aspecto

raparigo - rapaz pequeno

rapioqueira - amiga da borga, divertida

rasa - medida em madeira para os cereais ( + /- 12 Kilos)

rasca - de má qualidade

rascalho - ramagem seca para queimar

rascanhar - arranhar, riscar “o cão pôs-se a rascanhar a porta com as patas”

rascar (ranhar) - arranhar, coçar rata(cega,escava-terra)- toupeira “as ratas trazem-me o lameiro todo revirado”

 

Uma rela à espreita de um pouco de sol

 

ratar - roer, perdiz que se escapa a pés por baixo do mato “as perdizes rataram-se para debaixo do mato”

rebenta-bois  - cogumelo venenoso

rebida - comida já passada “as batatas estão rebidas”, atrevida “a garota é rebida, sai à mãe”

rebolo (ô) - pedra areedondada, pessoa gorda,   “a comer assim, vais-te pôr como um rebolo”

reca (o) - porca

recambiar - enviar de volta

rechinar - o chiar da faca ao cortar a côdea dura do pão centeio

redanho (redenho) - gorduras que envolvem as tripas

refastelado - bem instalado, satisfeito, à vontade

regalar – presentear, oferecer

regota - terreno fundo onde passa um rigueiro

rela - pequena rã verde

relentar - humedecer, orvalhar, regar

remanso - zona calma do rio, depois da corrente

remeia (romeia) – medida equivalente a meio cântaro

remisga - larva em casulo que se encontra nos rios, bicho da croça

remoncar - responder sem educação, refilar

renovo - plantas jovens para replantar “esta noite a geada queimou o renovo”

 

A plantar o renovo na veiga de Vila Verde de Oura

 

rêpas - cabelos dispersos

repeso - arrependido “já estou repeso de não ter ido à feira”

rês - gado ovino ou caprino “anda no monte c’o  a rês”

resoluto - decidido “ele pôs um ar resoluto”

respingão - refilão

responsar - rezar o responso “reza o responso ao Santo Antoninho para que te apareça o que está perdido”

ressabiado - desconfiado

restrolhar - lavrar para enterrar o restrolho da ceifa anterior

revoada - bando ruidoso de aves “O cão fez saltar uma revoada de perdizes”,”uma revoada de estorninhos caíu sobre a cerdeira”

rexelo (reixelo)- cabritinho

rezingão - refilão

rigueiro - pequeno rio “Eu te batizo neste rigueiro, para que tenhas olho vivo e pé ligeiro”

rilhar - roer alimentos duros “os meus dentes já não se astrevem a rilhar as castanhas”

 

Pastor de regresso a casa com a rês - Póvoa de Agrações

 

 

ripar - retirar palha de um palheiro

risa - riso, “vai lá tu, que a mim dá-me a risa” “guarda da risa para a chora”

risota - divertimento, risada “estavam todos na risota”

rocas - cogumelos, fradelhos (macrolepiota procera)

rodados - marcas das rodas do carro

rodeira - caminho de carro “meteu pela rodeira fora, direito ao lameiro”

rodízio - roda de penas de ferro que, animada pela água, faz girar as mós do moinho

rodo - molhos de centeio acabado de segar, dispostos no chão em espiral; vara de madeira com ponta de ferro para afastar as brasas no forno

rogir – fazer barulho, “aquela janela roge toda a noite com o vento”

rojão (rijão) - especialidade culinária de carne gorda

rojão da palha - rolo de palha de centeio com que se limpa o cú do porco acabado de matar

romeia - medida de seis litros

ronca - goela do porco “a canalha andava de roda do matador para que lhe desse a ronca”

rosca - larva subterrânea que rói as batatas

rou-rou - jogo infantil

ruim - fraco, com pouco préstimo “Ruim é o sangue que não corre pelas veias” “Ruim é o Maio que não rompe uma croça”

ruivaco (reibaco) - pequeno peixe do rio

rujir - fazer ruído, rumorejar, “A folha quando roije é que lhe dá o vento”

 


Para melhor entender o porquê deste LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO, ficou tudo explicado aqui: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html

 

 

22
Jan12

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO - Letra N e O

 

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO



Registo, significado padrão e referência em uso dos falares diversos dos povos da
VEIGA do TÂMEGA e zonas limítrofes da TERRA-QUENTE e do BARROSO



N


nacho - nariz achatado
naifa - faca, navalha
nainho (anainho) - anão
nanja - não, negação “nanja que o tivesse sabido por mim”
não achar pão cozido - não encontar o que se esperava, sair desiludido “esteve uns tempos para o Brasil, mas não achou por lá pão cozido”
não cagas sem mecha - mesmo para fazer coisas simples é preciso reforço “se não te dou um doce, não me fazias o recado; tu não cagas sem mecha!”
não dar a ida pela vinda - não ter sossego, não descansar
não dá pelo pau nem pela pedra - não dá qualquer resposta, fica absolutamente calado
não disse nem xis nem mis - ficou calado, não deu resposta
não é bom de assoar - não é fácil de levar
não estou crente - nem quero acreditar, desconfio “não estou crente que isso seja como dizes”
não lhe cabia um chícharro no cu - estava todo inchado de contente, estava orgulhoso, vaidoso
não meteu prego nem estopa - manteve-se alheado, não quis entrar na conversa
não tardou um credo - não demorou nada
não te caem os parentes na lama - não é vergonha nenhuma
não tinha outra coisa na ideia! - não sei como me esqueci, não me lembrei
não tinhas tu a culpa! - não querias mais nada! Nem penses nisso!
não vás no engodo! - não te eixes enganar
nassa - aparelho de pesca feito de vime, bebedeira
negacear - provocar
negra - pisadura, hematoma “fiquei com duas negras de roda dos olhos”
negrilho - ôlmo, ulmeiro (ulmus procera)
nem por uma nota de sete c’roas! - não o vendo nem o dou
nem que o digas, não mentes - é verdade, é indesmentível
nevasqueira - neve e vento

 

 

A cidade de Chaves mergulhada na névoa

 

 

 

névoa - cataratas dos olhos, nevoeiro
nico - pedacinho, pequena porção
niquento - miudinho, quezilento
níscaro (míscaro) - cogumelo comestível (boletus edulis)
nomeada - alcunha, nome
núbio - nublado “amanheceu bonito, mas ficou núbio de repente”


O


odrada - pancada com o corpo no chão “conforme caíu abaixo da burra, deu uma odrada no chão e ofenderam-se-lhe duas costelas”
odre - vasilha de pele de cabra para vinho ou azeite “Quem troca odre por odre,algum deles está podre”, indivíduo gordo ou inchado “a comer assim, vais-te pôr como um odre”
olvidar - esquecer “o que tu sabes, já a mim há muito que se me olvidou”
o melhor estrume é o que vai agarrado às botas do dono - clara alusão à necessidade de ser o proprietário a tratar das suas próprias terras
onde a mim - ao pé de mim “chega-te aqui onde a mim”
onde quer - em qualquer lugar

A orelheira de porco

 

orelheira - orelha do porco afumada
ougado - babado de desejo
ougar - apetecer, desejar
ougas - limos do rio, algas “estas maçãs estão verdes como as ougas do rio”

 

 



Para melhor entender o porquê deste LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO, ficou tudo explicado aqui: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html


15
Jan12

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO - Letra M

 



LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO

Registo, significado padrão e referência em uso dos falares diversos dos povos da
VEIGA do TÂMEGA e zonas limítrofes da TERRA-QUENTE e do BARROSO


M


maçarocas - espigas de milho
macho de cem moedas - coisa de valor, pessoa que se julga importante
maias - flores de giesta, canções próprias para serem entoadas no primeiro de Maio
malápias - maçãs pequenas, temporãs
maleita - doença, achaque “é muito atreita às maleitas”
mal enjambrado- desengonçado
malga - tigela
malhar (malhar abaixo) - cair, “malhou do cavalo abaixo”
malheiro (dar um …) - bater violentamente, agredir

 

Maçarocas de milho marelo a secar no canastro

 

malho rodeiro - ferramenta usada na feitura das rodas de madeira dos carros de bois
malhuço (manhuço) - molhada, mão-cheia, gabela
mamões - rebentos bravos abaixo da enxertia
mandaletes (mandilete) - recados
mandar dinheiro - oferecer certa quantia em negócio “quanto lhe mandaste pelo reco?”
mandil - pano grosseiro, avental “em Abril, águas mil, coadinhas por um mandil, quantas mais puderem vir”
mancar - coxear, aleijar
manco - coxo
maneirinho - pequenino e ajeitado
manganão - preguiçoso, esperto
manguito - gesto obsceno identificável com o ‘Zé Povinho’

 

Maias marelas. Também as há brancas

manqueira - aleijão
mantença – sustento, “Um bom fogo é meia mantença”
mantrasteira - amante
maquia - parte da farinha dada ao moleiro em pagamento da moagem, “moleiro que muito maquia, não ganha freguesia”
marchante - talhante, vendedor de carne
marelante (marantéu)- papa-figos (oriolus oriolus)
marelo - amarelo, nome próprio frequentemente dado aos bois
marranica (marrenica) - marreco, corcunda
mascotar - malhar com pau cereais ou rama de chícharros
masseira - recipiente de madeira onde se amassa o pão

 

Amassar de folares na masseira da aldeia - Vilar de Nantes

 

matabichar - comer pela manhã em jejum, tomar o pequeno almoço
matibó - noitibó (caprimulgus)
maticar - (cão) emitir pequenos ladridos quando dentro do mato em perseguição do coelho
matinar - magicar, meditar “fiquei pr’aqui a matinar na questã”
matões - vasculhos de urze para varrer o forno
meão - peça do meio da roda do carro de bois, em madeira de freixo
meado - que está a meio “deixei o trabalho meado”
meda (ê)- pilha arredondada, formada pelos molhos de centeio
medalha (colher) - isco artificial giratório para as trutas, amostra metálica
medrar - crescer a olhos vistos
melar - enfraquecer, tornar chôcho “se continua a chover assim, os pães ficam melados”
meleigada - merdice, fezes de criança nas fraldas
melenas - cabelos compridos
meninho - menino “ao meninho e ao borracho, põe-lhe Deus a mão por baixo”
menos dá uma fraga - contentar-se com o que se recebe “muito agradecido; é pouco, mas menos dá uma fraga”
mera - parcela de tojo que cabe a cada vizinho, para roçar
mercancia - mercadoria
mercar - comprar
merenda - comida entre refeições, ou a que se leva para o campo, “roubaram-lhe a saca da merenda”, lanche, farnel, “merenda comida, companhia desfeita”
meringalha - pilinha de menino
merogo - medronho “emborrachou-se com os merogos que comeu”

Merogos

Merogos de um merogueiro da Serra do  Brunheiro, ou quase, mas lá ha muitos

 

merogueiro - medronheiro
merouço - montinho, pequena porção amontoada
meruja (meruge) - planta de folha miúda das poças de água, merugem, chuva miudinha
merujar - cair chuva miudinha, chuva molha tolos
meter-se numa camisa de sete varas - meter-se em problemas
metido a besta - parvo
mézinha - beberagem mágica, xaropada
mico - gato
mijeira - sorte “o gajo teve uma mijeira do caralho!”
milheira - pássaro miúdo, chamariz (serinus)
mimosas - acácias, arbusto infestante de flor amarela e odorosa
mindinho - dedo mais pequeno “dedo mindinho, seu vizinho (anelar), pai de todos (dedo do meio), fura bolos (indicador), mata piolhos (polegar)”
mingar - diminuir, baixar “já mingou a água nos poços”
místigos - povos dos antigos coutos mistos, antes da derradeira definição da fronteira com a Galiza
moenda - conjunto mecânico (mós) de um moinho
moina - brincadeira, borga
moinante - vadio
moinha – dor pequena e persistente, dor de dentes, brasas de lume quase em cinza
moinheira - chuva miudinha
molanchim - amola tesouras, capador
moléstia - doença, aborrecimento “está de orelha murcha por causa da moléstia”
molete – carcaça de trigo
molidas (molhelhas) - arreios em cabedal sobre as cabeças dos bois quando atrelados ao jugo
moncas (moncos) - ranho
moras - amoras

Gostas de (a)moras? - Vou dizer ao teu pai que já namoras.

 

morrinha - saudade, mixomatose dos coelhos “matei dois coelhos, mas um deles estava com a morrinha”
mosca branca - neve
mostrar chibança - valentia
moxete (u) - beliscão,mosquete
murar - acção minuciosa dos gatos a procurar ratos ou pássaros
mureia (moreia, mureira)- monte de estrume
murras - frieiras,cabras
murrinhar (morrinhar) - chover pouco, chover miudinho
murrinhoso (morrinhoso) - melancólico, saudoso “está um tempo tão murrinhoso”

 

 

 Herculano Pombo

 



Para melhor entender o porquê deste LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO, ficou tudo explicado aqui: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html


08
Jan12

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO - Letras H, I, J e L

 

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO

 

 

H

 

 

há-dem  -  hão-de

harpejo - engenhoca, artilúgio

herdança -   herança

honrado como a Porca de Murça – diz-se da pessoa pouco honrada, vira-casacas

hortejo - pequena horta

 

 

I

 

impontar – mandar embora, despedir, “mal se chega à minha beira imponto-a logo”

incertar - encetar, cortar, abrir “o pão é fresco, que só o incertei hoje”

incerto (encerto) - primeiro pedaço que se corta do pão

inculcas - informações

indrominar - enganar

indróminas - enganos, lérias “vê se te não deixas indrominar pelo cigano”

infruídos - entusiasmados

intaloado - mal cozido “comi pão com um cibo de carne gorda meia intaloada”

inté - até, “Inté Janeiro, qualquer cão passa o rigueiro.”

inteiro - animal não capado

intrudo (entrudo) - carnaval

ir num pulo - ir depressa, “vou ali num pulo e já volto”

isco - alimento que se come com o pão, conduto “é fino, só come o isco e deixa o pão!”

 

Por cá é intrudo, aqui ao lado, en Verin, é Intróido

 

J

 

 

jeira - trabalho pago ao dia

jerimum - abóbora boa para filhoses

jinêlo - janela pequena

joga - pedra lisa e arredondada, seixo

juliana - bebida fresca de vinho aguado, da lavagem do bagaço

jungo - junco “mandei apanhar uns braçados de jungo para fazer uma croça”

junguir - pôr os bois ao jugo

 

 

Jirimuns para filhoses, hummmmmmmmmmmmmm! uma iguaria que nunca falta no Natal


L

 

 

lábia - conversa fiada “não me finto na tua lábia”

labrestos - ervas de seiva leitosa que servem como forragem para os coelhos

lacrário - lacrau, escorpião

ladranhos - tábuas que se usam sobre os carros de bois, entre os estadulhos, a amparar a carga

lambareiro - guloso

lambão - guloso, preguiçoso

lambiscos - guloseimas

lamiça - lamas

lançador - recipiente de madeira onde se lava a loiça

lançar a sopa - deitar a sopa no prato

landum – borga, divertimento

landainas - tretas, histórias sem

nexo “landainas, pobre de quem as ouve, que quem n’as diz fica aliviado”

lanho (lenho) - ferida, golpe, corte

lanzoar - falar sem tino, dizer asneiras

 

Os ladranos não dão muito jeito para uma coisa que eu cá sei, agora os estadulhos, ai-ai!

 

láparo - coelho

laparoto - palerma

lapantim - maroto, mal comportado

lapouço - estúpido

lareiro - pau comprido para pendurar fumeiro sobre a lareira

laréu – borga, vadiagem

largato - sardão

larica - fome

larota - fome

larpar - comer muito “conforme se sentou à mesa, larpou tudo quanto lhe puseram diante”

lastro - chão do forno

lateiro - comilão, alarve

laudácia - descaramento

laurear - passear, divagar “em vez de trabalhar, passa os dias a laurear pela cidade”

lavagem - restos da comida que se dá aos porcos, lavadura

lavandeira (lavandisca) - arvéola (motacilla)

laverca - cotovia (alauda arvensis)

lazarina - espingarda

lebroto - macho da lebre

leiranco - ratazana “saíu de lá um leiranco, tamanho como um coelho”

leituga - planta comestível com seiva esbranquiçada

lenhas - mato denso “os lobos metem-se às lenhas, e não há quem lhes torne a pôr a vista”

lenteiro -  terra  sempre húmida

lento - humidade da noite “deixa as couves descobertas para apanharem o lento da noite”

lérias - conversa fiada, tretas, “lérias tuas, trinta e duas”

lerpar - perder

levar a cesta - dar a prenda à vizinha que acabou de parir

linguareiro - fala-barato

linhar - terra onde se cultivava o linho

loja (loija) - pocilga dos porcos

lombelos - lombinhos do porco

luze-cu   - pirilampo

 

Herculano Pombo


Para melhor entender o porquê deste LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO, ficou tudo explicado aqui: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html

 

 

18
Dez11

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO - Letra F

 

F

 

 

fabricar a terra - agricultar “já há pouco quem queira fabricar as terras”

fachuco - archote de palha

fado – borga, rambóia, divertimento, andar no fado

falar – ter relacionamento amoroso, “ ela fala com o Artur”

falmega - faúlha

fananco - ervas secas “a lebre estava amarrada sobre uns fanancos”

fanhonha - indivíduo com tendencia para nasalar as vogais, fanhoso

fantos (fentos) - fetos 

farfalhudo - de pêlo basto, “é um sujeito de bigode farfalhudo”

 

O fabrico da terra

 

farpela - vestimenta

farragacho - objecto velho sem valor

farragacheiro - sucateiro

farronca - vaidade

farruncho - ferro ordinário

farto - abundante, bem recheado, “é uma casa farta”

fastio - falta de apetite, nojo, repulsa

fateiga - fatia de pão

fato - rebanho de cabras e ovelhas

fazê-la eira - borrar a eira com bosta de vaca

fazenda - animais de criação

 

Falmegas (faúlhas)

fazer espécie - estranhar, achar estranho

fazer fogo(dar fogo)- disparar

fazer-se de novas - fazer-se desentendido “não te faças de novas, que bem sabes que é verdade o que dizem”

fazer-se rogado - criar dificuldades “estava-se a fazer rogado, mas, por fim lá aceitou”

fazer tenção - ter intenção de, programar

fedelho - garoto, pessoa pouco encorpada

feluge - fuligem

ferranha - centeio verde para corte

ferrar - morder “tem cuidado, que o bicho ferra”

ferrelha - pá do forno

ferrete - mascarra

ferro - pistola

ficar à coca - espreitar, aguardar escondido

figadeira - fígado do porco

filar - agarrar, apanhar “o lobo filou a ovelha pelo cachaço”

 

 Fragaredo da Serra do Brunheiro

filhastro - enteado

fino - esperto, “não te armes em fino”

fintar-se  - acreditar, deixar-se enganar “eu cá não me finto no que tu dizes”

fiscário - fiscal

focinheira - tromba do porco

foda-se! - expressão popular, usada frequentemente como interjeição

fodido - lixado, desgraçado, magoado, “Estou fodido!”

fogacho – tiro, “mandou-lhe um fogacho às pernas”

folecra -  folosa (locustella), pessoa pouco encorpada

folguedo - divertimento

folhelho - película folhosa que cobre as espigas do milho “é preciso mudar o folhelho do colchão”

folipo (fole) - saco de pele para a farinha

forcadas - espécie de forquilha de dois dentes

fornalheira - compartimento, por baixo do forno, onde se guardava a cinza para deitar às terras

fossar - abrir buracos no chão com o focinho “o arganel não o deixa fossar o chão da loja”

frade - fradelho, cogumelo das vinhas, roca (macrolepiota procera)

fragaredo - fragas graníticas volumosas

franco - pessoa generosa, folgado “este casaco está-te mais franco nas costas”

fresquiteiro - ligeiro, fresco, airoso

frosquinha - rapaz sempre atrás das raparigas

fuga – buraco por onde sai o fumo na chaminé

fundão - zona mais profunda do rio “caíu ao fundão e afogou-se”

fundo – descida, zona baixa, “a capela é no fundo do povo”, “esta rua é muito ao fundo”

fura-bolos  - dedo indicador

furaqueira - neve que entra em todo o lado

furco – medida entre a ponta do indicador e a ponta do polegar, “esta truta é de furco (furqueira)”

fussanguice - ganância, ambição

Herculano Pombo


Para melhor entender o porquê deste LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO, ficou tudo explicado aqui: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html

11
Dez11

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO - Letra E

E

 

eirado - quantidade de centeio que se malha num eira de cada vez

eito - tira de terreno que cabe a cada segador

embaçar - atafulhar a boca sem beber

embanar - abanar “pôs-se a embanar o ramo para que caíssem as maçãs”

embancelhar - emaranhar, complicar

embasbacado - pasmado, atrapalhado

embelga - faixa de terreno semeado e dividido

embelgar - separar o terreno em faixas para semear

embeloutar - sujar de nódoas, manchar

embezerrar - endurecer, criar grumos (o pão)

embiocado - encolhido na roupa

embirotado - zangado, amuado

embonecrar - alindar, enfeitar “estás todo embonecrado, vais à madrinha?”

embuzilar - comer alarvemente

ementes (mentes) - enquanto “Ementes dura o pão da boda, nada falta”

emonado - amuado

empedrado - rua calcetada, calçada grossa

em pelote - despido

empelouricar - subir para cima de alguma coisa, debruçar-se, empoleirar

empernar - pendurar a caça ao cinto

empertigado - inchado “bota água na pipa para que empertigue e não verta depois o vinho”

emprenhar – engravidar “Se não é no baile que se emprenha, é lá que se engenha”

em porrelas (porretas) - despido

emproado - vaidoso, com proa“Vais todo emproado, não te cabe um chícharo no cu”

encafuar - meter à sobreposse, atafulhar

encandolado - empenado

encarquilhado - áspero, enrugado

encastelar - perdiz que sobe a pique quando ferida

encerado - cobertura em oleado sintético “cobres a carga com um encerado, por via da chuva”

encontrar - achar, entender que, pensar que, “encontro que estás um cibo mais magro”

 

Empedrado à entrada de uma quinta em Couto de Ervededo - Chaves

 

 

encontrar-se - sentir-se, achar-se “na semana passada encontrou-se doente”

encortiçar - endurecer

encortiçado – áspero e pouco sensível, endurecido

endejar - agitar, mexer

endes (endês) - ovo que se deixa no ninho para que a galinha continue a postura, pessoa enfezada

endireita - pessoa com habilidades para intervir na correcção de lesões dos ossos

endoenças - representações de cenas bíblicas, durante a Quaresma, às quintas-feiras

enfardar - apanhar pancada, comer à farta

enferretar - mascarrar, sujar com carvão

enfrascar - embebedar

engaçar - alisar a terra com engaço

engaço - ancinho

engalfinhar – envolver-se em luta, “andam sempre engalfinhados como os gatos”

engaliar - envolver-se em luta

engaranhado - tolhido do frio, pouco ágil

engaranho - raquitismo, diminuição da agilidade, pouca destreza

engastalhada - enredada, emaranhada, perdiz pousada num galho

engodo - engano,“não vás no engodo”

engrampar (engarampar) - enganar, seduzir “não te deixes engrampar no negócio”

engrolada - batata mal cozida, castanha mal assada

engrolar - enganar “não te deixes engrolar”, atabalhoar “vinha para mim com uma conversa mal engrolada”

engrunhado - engelhado, enrugado, “trago as mãos engrunhadas com o frio”

enguião - tira de carne do porco, desde o rabo ao pescoço

 

 

 

 

 

Na festa de S.Sebastião em Couto de Dornelas a entremeada é servida a todos os visitantes

engulho - dificuldade, náusea

enjagada - enfezada

entendido - habilidoso, competente “este trolha é entendido na arte”

entrementes - entretanto

entremeada - alternada, peça de carne gorda e magra, em camadas alternadas “carne de porco entremeada”

entrudo (intrudo) - carnaval

enxó - armadilha para perdizes

eresipela - doença de pele

erguer o forno - aquecer o forno

ervanços (garbanços) - grão de bico

esbaforido - ofegante, a deitar os bofes pela boca

esbagoar - chorar

esbangalhar - desfazer, derrocar “sai de cima da mêda, que a esbangalhas!”

esbarrar - chocar, ir de encontro “esbarrou-se contra uma parede, ficou todo amassado”

esbarrondar - desmoronar, derruir

esbirrar - teimar (burro)

esbourar - estourar, esburacar

esbouriçar - espadar o linho

escachar - rachar, abrir a meio

escachouçar - brincar

escalão - degrau

escaleira - escada

escanchapernado - montado de pernas abertas sobre o animal

escândola - razão de queixa

escano - banco corrido com mesa, junto à lareira

escanzelado - muito magro

escapula - às escondidas

escaramentado - esbaforido, assustado, espantado

 

 

 

 

Carro de bois em Seara Velha, com os estadulhos montados

escarrapachar - dispôr bem à vista “se o não viste foi porque não quizeste, que estava lá bem escarrapachado”

escasso - avarento, mesquinho

escochar - abrir, abater, rachar

escogitar - espreitar

escogiteira - alcoviteira

escolada - esperta, manhosa, sabida, que tem escola

escorreito - de juízo perfeito, com qualidade “é um serviço escorreito”

escorropichar - beber o resto dos copos

escumilha - chumbo miúdo

escupir - cuspir “Não escupas pró ar, que te cai no nariz”

esfueirar-se  - cagar-se, peidar-se

esgadunhar - arranhar, esgravatar

esgalha - velocidade, pressa

esgalhar - ir depressa “quando passou por mim ia na esgalha”, quebrar os galhos da árvore

esgana - asma dos cães

esganar - apertar o pescoço, enforcar

esgatunheira (arribadeira) -trepadeira (Sitta)

esmilhar - esmagar em pequenos pedaços (ex: vidro) “o copo, conforme caíu no chão, esmilhou-se todinho”

esmorecer - perder alento, perder força “bota-lhe um canhoto à lareira, que está a querer esmorecer”

esmoucar - ferir, esboucelar, danificar, “apareceu-me em casa todo esmoucado”

espapaçado - feito em papas, esmagado

espadela - instrumento de madeira para ‘espadelar’ o linho

espalhadouras – forquilhas de virar o feno ou a palha

esparger (espargir) - espalhar com ganchas, “amanhã vou esparger o estrume”

esparramado - deitado em atitude de relaxe “ficou para ali esparramado ao sol”

esparrela - armadilha, ratoeira para pássaros

espavorido - assustado “o animal quando sentiu o lobo, ficou espavorido”

espeitorada - camisa aberta no peito

espeque - gancho de parede

espigos - grelos da hortaliça “faz-me um arrozinho de espigos para o jantar”

espinha – borbulha na cara

espinhela - músculo junto à espinha “ trazia a espinhela caída e fui à bruxa para que m’a endireitasse”

espoldrar - tarefa agrícola nas vinhas

 

 

Para cozer o pão, primeiro ergue-se o forno

 

espolinhar-se - espojar-se, espenejar “as pitas gostam de se espolinhar na terra”

estabelecimento - loja comercial

estar de poulo - terra por cultivar

estadulhos - varas afiadas sobre os carros de bois para amparar a carga

estar como há-de ir - estar bêbado “Já estás como hás-de ir!”

estardalhaço - barulheira

estarrincar - ranger os dentes

estou em crer - creio que, penso que

estou que - penso que,acho

estourar - rebentar, cansar

estrafugueiro (trasfogueiro) - apoio da lenha na lareira

estrepassado - angustiado, amargurado   “quando lhe deram a má notícia ficou estrepassadinho”

estriga - porção de linho desfiado

estroina - perdulário, gastador

estrugido - refogado

estudar para galgo - estar magro

esturgido - refogado

esturricar - deixar queimar a comida

 

Herculano Pombo


Para melhor entender o porquê deste LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO, ficou tudo explicado aqui: http://chaves.blogs.sapo.pt/710026.html

 

 

13
Nov11

...

 

Desde 19.Jun.2011 até ao último domingo foram publicados aqui no blog 13 contos, intitulados “Treze Contos do Mundo que Acabou” de autoria de Herculano Pombo. A acompanhar esses contos deveria ter sido publicado o LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO que os acompanha e que é utilizado em muitas das passagens e diálogos no decorrer dos contos, mas tal não foi possível devido à sua extensão. Trata-se de um léxico-glossário que é comummente utilizado por todos nós transmontanos, principalmente no mundo rural, e portanto, não nos será de todo desconhecido. Poderá no entanto haver quem tivesse seguido os contos e não tivesse entendido alguns dos termos neles utilizados, além de perdermos uma oportunidade de ver todo esse léxico-glossário transmontano reunido com a mestria com que o fez Herculano Pombo. Assim, a partir de hoje e durante algumas semanas, debaixo do mesmo cabeçalho que encimava os contos, vamos ter por aqui a desfilar as letras do abecedário com o respectivo léxico-glossário iniciado por essa mesma letra. Claro que vamos iniciar na letra A.

 

LÉXICO-GLOSSÁRIO TRANSMONTANO

 

Registo, significado padrão e referência em uso dos falares diversos dos povos da

VEIGA do TÂMEGA e zonas limítrofes da TERRA-QUENTE e do BARROSO

 

 

 

A

 

 

 

Abaluar-avaliar                                                 

 

abafar - tapar, esconder, roubar

 

abantesma(aventesma)- fantasma, coisa desproporcionada

 

aberta - valeta onde corre água

 

abéspora -  vespa

 

abichar - ganhar, lucrar, “tem abichado bô dinheiro naquele negócio”

 

aborrido - aborrecido

 

abretónica - planta (chá para a insónia)

 

abrir - ir depressa, “passou por aqui a abrir”

 

abrir ao verde - rachar a cabeça e fazer sangue, “mandou-lhe tamanha sacholada que lhe abriu ao verde”

 

açães (sãs,açãs) - vermes do presunto

 

acaçapado - baixo, agachado

 

acancelar - guardar o gado numa terra, rodeado de cancelas, para que a estrume

 

acanhado - pequeno, estreito, tímido, “o fato está-lhe um cibo acanhado”

 

açapado(assapado)- agachado,

 

estendido, baixado

 

açapar (assapar)- bater, acelerar, “açapa-lhe, com força!”

 

acarrar - transportar em carro de bois

 

acarreja - transporte do centeio em carro de bois, da terra para a eira

 

acirrar - irritar, instigar

 

açobar (açogar)- instigar os cães, “se te sair o lobo, açobas-lhe o cão”

 

acometer – atacar, “ o cão acometeu-o com raiva”

 

acomodar - tratar, alimentar, ”levantei-me cedo para acomodar as crias”

 

à conta dele - por causa dele, “à conta dele é que eu estou assim”

 

acordar-se  - recordar-se

 

a cotio - quotidiano

 

adiante, que atrás vem gente - deixar o assunto, mudar de conversa

 

a diário - quotidiano, todos os dias

 

adjunto - ajuntamento de pessoas, “estava um grande adjunto no largo”

 

adregar - calhar, acontecer

 

adubo - gordura do porco para cozinhar, pingo, unto

 

aduela - madeirame das pipas de vinho

 

adufa (calheiro) - canal por onde escorre a água que faz girar as mós do moinho

 

à escapula – dissimuladamente “passou por aqui à escapula”

 

afeito - habituado, preparado para, “não fiques em cuidados, que o animal está afeito ao trabalho”

 

afiançar - garantir

 

afinfar - dar com força, “afinfa-lhe, que ele merece”

 

afoitar – encorajar, “não te afoites, que o cão ferra-te uma dentada”

 

afumar - curar com fumo

 

Alheiras, chouriças e salpicões a afumar

 

agachado - baixado

 

agarimo - carinho

 

agarrado - avarento, mesquinho

 

agarrar medo - temer

 

aguça – afia lápis

 

agulheta - caruma de pinheiro

 

ainda a bebes fria - ser ingénuo, ser demasiado crédulo

 

alambazar - encher a barriga, fartar

 

alanzoar - mentir, fanfarronar

 

alapar-se - sentar-se pesadamente

 

aldeagantes - vadios, mendigos

 

aldemenos - pelo menos

 

algarozes - pedras para segurar o colmo nos telhados

 

alheira - espécie de fumeiro, à base de pão e carne gorda, a que se pode misturar carne de caça, “para o almoço podes aquecer umas alheiras e cozer uns espigos”

 

aliviadouro - peça do moinho que serve para regular o afastamento das mós

 

almário - armário

 

almazém - armazém

 

alminhas - pequeno altar dedicado às almas do purgatório, quase sempre colocado em encruzilhadas

 

alombar - carregar às costas

 

alourar - dar uma fritura (batatas,alheiras)

 

altor - altura

 

Uma pinha e uma flor no meio da agulheta caída

 

alustrar - relampejar

 

alustro (alustre) - relâmpago

 

aluquete - cadeado

 

amaciar os sapatos - tornar os sapatos novos mais confortáveis, através de uso forçado

 

ambria - fome

 

amarrar – atar, “amarra bem os molhos para que não se esbangalhem”,prender, “amarrei-lhe uma corda de roda do pescoço para que não fugisse”, baixar, agachar, “estava amarrado atrás de uma fraga”

 

amassar - amachucar, esmagar, “caíu-lhe uma pedra em cima, ficou todo amassado”

 

amesendar-se  - sentar-se à mesa

 

amiga – amante, “parecem o Roque e a amiga”- diz-se de duas pessoas que andam sempre juntas

 

amigado - amancebado

 

à môr disso - por causa disso

 

ancho – largo, folgado

 

andaço - peste, epidemia

 

andadeira - pedra boa de manejar

 

andar à cria - estar com o cio

 

andar à janeira - (gatos) estar com o cio

 

andar aputado - amantizado

 

andar ligeiro - ir depressa

 


O andar é sempre pouco ligeiro quando se alomba com uma cabaça

 

andar levantada à cainça - estar com o cio

 

andar ò alto (de costa direita) - andar sem fazer nada

 

andar ò pão grande - vadiar, estar fora

 

andar ò riceiro - (lobos) estar com o cio

 

aneiro – anual, “as primeiras cerejas tem que ser um homem a comê-las, se não a cerdeira fica aneira”

 

anho - cordeiro

 

antes que - ainda que, embora

 

aos homens, nem tudo a saber nem tudo a comer - alusão a segredos das mulheres e ao seu governo da casa

 

apajar - acariciar, acarinhar

 

aparvalhado - atordoado, espantado, parvo

 

apeiro (apoeiro) - jugo das vacas

 

aperreado - forçado, obrigado, aborrecido

 

apisoar - bater o tecido num pisão

 

aporrinhar - apoquentar, importunar

 

aqui a atrasado - há algum tempo, “aqui a atrasado morreu-me a melhor vitela”

 

aranganho - raquitismo

 

Aranhiço - pequena aranha, criança enfezada

 

arçã - tomilho (chá para a tosse)

 

ar de bom-serás - aspecto pacato

 

ardena - incêndio, casa queimada

 

arganas - espinhas graúdas de peixe ou bacalhau, praganas do centeio

 

arganel - anel de metal que se enfia no focinho do reco para evitar que fosse o chão

 

aricar - trabalhar as terras com burro e arado

 

arrampanado - atordoado

 

arrebanhar - juntar para apanhar, “pôs-se a arrebanhar um cibo de palha”

 

arrebater - dar para trás ao animal

 

arrebunhar - arranhar, coçar

 

arrefentar - arrefecer, refrescar

 

arreguichar - tornar esperto, arrebitar, “Quando se fala no Diabo arreguicha o rabo”

 

arreigar – arrancar, “anda a arreigar batatas”

 

arremangar - arregaçar mangas

 

arremelgar - arregalar os olhos

 

arrenegar - aborrecer

 

arriar o calhau - defecar, cagar

 

arribar - ir para cima, ficar bom, melhorar, “o tempo já está a arribar”

 

arrochadas - pauladas, cacetadas

 

arrocho - pau com que se apertam as cordas das cargas das bestas

 

arrolar - embalar o bébé

 

arroussar (ç) – contornar, virar rente, curvar apertado

 

arrouço - arrastamento

 

arruada - volta da banda de música pelas ruas

 

arrufar - transbordar com a fervura, “vê lá se a água já arrufa no pote”

 

artilúgio - engenhoca

 

artista - artífice

 

arujo – lasca, cisco

 

a salto - passar a fronteira clandestinamente, “fugiu para Espanha a salto”

 

às arrecuas - recuando, de marcha a trás

 

asilar - ficar à custa de outrem, parasitar

 

à sorrelfa - dissimuladamente

 

assadura - pedaço de lombo de porco boa para assar

 

assarapantado - espantado, embasbacado

 

assedar - sedar, desfiar o linho no sedeiro

 

assim tivesses tão certa a salvação! -podes ter a certeza, é garantido

 

assolapar - agachar, disfarçar, ”assolapou-se detrás da parede”

 

assucar - abrir sulcos na terra lavrada

 

astrever-se   - ser capaz, poder, “tu não te astreves com esse saco”

 

atafais - arreios

 

atalhar - responder, interromper, curar a doença, ir pelo caminho mais curto

 

atestado - completamente cheio

 

atestar - encher completamente

 

a ti bem te vai - corre-te bem a vida

 

atirar com - deitar fora, “a mulher atirou com as roupas dele à rua”

 

atoleimado - pouco expedito, “o garoto dela é um cibo atoleimado”

 

atraganado - irrequieto

 

atrapar - agarrar, apanhar

 

atreito – predisposto, “ele foi sempre muito atreito às gripes”

 

atroviscado - tempo trovoado,

 

Atordoado, “levei uma pancada na cabeça, fiquei meio atroviscado”

 

auto – representação popular ao ar livre

 

avantajado - folgado, largo, maior do que é suposto, “o fato fica-te um cibo avantajado”

 

ave - pássaro grande, rapina

 

avêbora - figo maduro

 

ave-fria – abibe (vanellus)

 

aventar - farejar ventos

 

avezar - possuir

 

aviecas - peças laterais do arado

 

avultar - crescer, ganhar tamanho

 

azado - jeitoso, arranjado, “o furto azado faz do fiel ladrão”

 

azucrinar- moer, molestar, enfadar

 

 

 

 


Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    FB