Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Discursos Sobre a Cidade

25.06.10 | Fer.Ribeiro | comentar
Texto de Blog da Rua Nove (XII)  Acordou com os lençóis enrugados, embrulhado sobre si mesmo, como se aqueles panos brancos fossem uma mortalha deixada ao abandono ou um mapa sem sentido. Aquela noite poderia ter durado várias noites. O dia anterior toda uma semana. (...)

Discursos Sobre a Cidade

21.05.10 | Fer.Ribeiro | comentar
Texto de Blog da Rua Nove (XI) Verificou todos os recantos do quarto antes de pegar no envelope. Pareceu-lhe que havia sido deixado por alguém que se movimentara ali dentro para chegar apenas à mesa. Um envelope azul, de papel espesso e entretecido. Lacrado. Um (...)

Discursos Sobre a Cidade

16.04.10 | Fer.Ribeiro | comentar
Texto de Blog da Rua Nove  (X) Afastando-se das imediações do forte, o inspector Bento entrou no Bacalhau vindo do Bairro Aliança e preparou-se para começar a descer a Rua de Sto. António. Nascia o dia. Uma manhã fresca de primavera, prometendo um céu sem nuvens. (...)

Discursos Sobre a Cidade

12.03.10 | Fer.Ribeiro | comentar
Texto de Blog da Rua Nove  (IX) Num impulso, o inspector deixou o clube, não ouvindo as boas-noites do barman nem reparando no sorriso irónico que acentuava aquelas palavras. Viu ao longe a silhueta que desejava, subindo a Rua Direita. Iria certamente pelo (...)

Discursos Sobre a Cidade

29.01.10 | Fer.Ribeiro | comentar
Texto de Blog da Rua Nove  (VIII) Ainda não acabara o bife quando as pessoas começaram a sair da missa. A curiosidade fê-lo levantar-se. Lentamente, demonstrando afectação e um interesse que queria interpretado como profissional, aproximou-se da (...)

Discursos Sobre a Cidade

13.11.09 | Fer.Ribeiro | comentar
Texto de Blog da Rua Nove  (VII) No bar, encontrou a clientela que esperava. Três ou quatro bebedores inveterados junto do barman, um ou dois jogadores de passagem para a sala do fundo e o resto, um grupo animado de rapazes, junto das janelas, apreciando as meninas que (...)

Discursos Sobre a Cidade

14.08.09 | Fer.Ribeiro | comentar
Texto de Blog da Rua Nove  (VI) "Sei ao que vem, senhor inspector, sei ao que vem...", respondeu-lhe o comandante com um esgar de ironia a acompanhar o gesto nervoso. Dirigiu-se para um grande armário com um cofre, de onde retirou uma pasta, que lançou sem (...)

Discursos sobre a Cidade

05.06.09 | blogdaruanove | comentar
 Texto de Blog da Rua Nove  (V) A esquadra pareceu-lhe ainda mais lúgubre e miserável do que anteriormente. Sob as luzes ténues, as fardas cinzentas tornavam-se indiscretamente visíveis e as barrigas arredondavam-se ainda mais, de forma obscena. Tudo o resto eram (...)

Discursos sobre a Cidade

01.05.09 | blogdaruanove | comentar
Texto de Blog da Rua Nove (IV)  O edifício da polícia contrastava tristemente com o novo Palácio de Justiça. Casebre de dois pisos, encostado à muralha medieval, tanto podia ser tomado por um armazém em mau estado como por uma casa desabitada. Para lá chegar, (...)

Discursos sobre a Cidade

20.03.09 | blogdaruanove | comentar
Texto de Blog da Rua Nove (III)  Ignorando o ascensor, encaminhou-se para as escadas. Um velho hábito que adquirira na rotina das esperas e vigilâncias em Lisboa. Nem sempre o acesso mais rápido e directo aos quartos era o mais indicado nos hotéis. Muito se poderia (...)

Discursos Sobre a Cidade

13.02.09 | blogdaruanove | comentar
 Texto de Blog da Rua Nove (II)  Não havia reparado ainda naquela mudança. Durante a manhã, quando se deslocara até Vila Verde, seguira pela ponte nova, para manter a discrição. Agora, divertia-se com a ironia. O tribunal e a ponte. Duas obras que apenas tinham (...)

Discursos Sobre a Cidade

09.01.09 | blogdaruanove | comentar
 Texto de Blog da Rua Nove  (I) O inspector recordava-se muito bem da rua e do hotel.  Hospedara-se ali havia uma dúzia de anos, ainda agente, quando viera participar numa operação de fronteira. Dias difíceis, aqueles, em que militares, a GNR e os serviços da sua (...)