Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

23
Set10

Coleccionismo de Temática Flaviense - Semana Transmontana

 

Medalha em bronze, com o módulo de 80 mm, comemorativa da Semana Transmontana, realizada no Casino Estoril entre 20 e 29 de Outubro de 1978. Assinada M. Silva (datas desconhecidas) esta medalha foi cunhada em oficina não identificada, num total de 400 exemplares, de que este é o número 351.

 

Um folheto promocional do Banco Português do Atlântico, publicado em Junho de 1979 pela Secção de Metais Preciosos, Numismática e Medalhística, indica que esta é uma medalha que servia de introdução à série Personalidades Transmontanas, desenhada por Cabral Antunes (1916-1986), cujo total se previa atingir 9 a 12 medalhas. No texto que descreve tiragem e características técnicas a autoria desta medalha também é atribuída a Cabral Antunes.

 

O mesmo folheto reproduz já duas dessas medalhas. A primeira dedicada a Monsenhor Manuel Alves da Cunha (Chaves, 1872 - Angola, 1947), a segunda dedicada a Abílio Manuel Guerra Junqueiro (Freixo-de-Espada-à-Cinta, 1850 - Lisboa, 1925).

 

 

 

Com alvará concedido a 23 de Setembro de 1905, a Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro celebra no dia de hoje 105 anos de existência.

 

Reproduz-se abaixo a capa dos números 14 e 15, correspondentes a Maio e Junho de 1949, II ano, da revista mensal Trás-os-Montes e Alto Douro, aquela que na época era a publicação oficial da instituição.

 

 

14
Ago10

Azulejos de um lugar para amanhã!

 

 

.

Já sabem que aos fins-de-semana por aqui acontece o mundo flaviense fora da cidade de Chaves, o nosso mundo rural, aldeias e vilas, vales, montanhas e planaltos. Hoje também era para acontecer, mas, o tempo, o maldito tempo dos relógios nem tudo permite e às vezes, os post que temos em mente torna-se bem mais longo do que o planeado. Foi o caso de hoje.

 

.

.

 

Para não quebrar o contrato, hoje apenas tragos duas fotos de um desses lugares que trago aqui aos fins-de-semana, será o lugar que amanhã estará aqui, um lugar que como quase todos os do concelho já conheceu dias melhores, mas um lugar que também continua a encantar com os seus encantos.

 


Para já, apenas pormenores, azulejos que por lá encontrei. Amanhã, vem o resto, o texto e as fotografias.


Até amanhã.

 

 


05
Ago10

Coleccionismo de Temática Flaviense - Medalha Alusiva a Trás-os-Montes

 

 

Medalha em bronze, com o diâmetro de 70 mm., alusiva a Trás-os-Montes. Em segundo plano encontra-se representada a ponte romana de Chaves, ainda com os remates monárquicos.

 

Esta medalha, destinada a receber inscrições personalizadas no reverso, foi desenhada por Vasco Nuno (datas desconhecidas) e cunhada numa oficina não identificada. O exemplar reproduzido corresponde ao número 27 de uma tiragem não especificada.

 

 

15
Jul10

Coleccionismo de Temática Flaviense (e Barrosã) - Bilhete da RN

 

 

Bilhete da Rodoviária Nacional emitido durante a década de 1980.

 

Um bilhete que não dava para chegar até ao Larouco, mas dava para entrar já no Barroso. Efectuando este percurso, passamos pela hoje desactivada estação ferroviária do Tâmega e pelo castro de Curalha, pela localidade onde em 1837 se assinou a Paz dos Marechais, Casas Novas, por um dos mais pequenos aldeamentos do concelho, S. Domingos, para chegarmos a Sapelos, já no concelho de Boticas, e ao vale do rio Terva, onde se encontra o vetusto Poço das Freitas. 

 

Durante décadas a empresa rodoviária António Magalhães & Filhos, de Braga, assegurou as "camionetas da carreira" entre esta localidade e Chaves, passando também por Boticas e Montalegre. A concessão de tal trajecto foi herdada depois pela Rodoviária Nacional, que entretanto abandonou o transporte rodoviário regular nos concelhos de Boticas, Chaves e Montalegre, com excepção dos expressos que ainda servem Chaves.

 

Actualmente as ligações regionais entre estes concelhos, essencialmente destinadas ao transporte escolar, com diferentes itinerários e sem atingirem a cidade de Braga, são asseguradas pela Auto Viação do Tâmega, de Chaves. Esta empresa assegura também um serviço de expressos para Braga, passando este, no entanto, por Vila Pouca de Aguiar.

 

08
Jul10

Coleccionismo de Temática Flaviense - Novo Quartel dos Bombeiros Voluntários

 

Medalha em bronze, com o módulo de 80 mm., comemorativa da inauguração do novo quartel da Associação Flaviense de Bombeiros Voluntários, que veio substituir o antigo quartel dos Bombeiros Voluntários Flavienses, vulgo Bombeiros de Baixo, situado no Largo das Freiras. Com esta mudança, o aquartelamento transitou da freguesia de Santa Maria Maior para a freguesia da Madalena.

 

Exemplar número 377 de uma  tiragem não especificada, realizada numa oficina não identificada.

 

17
Jun10

Coleccionismo de Temática Flaviense - 75 Anos de Elevação a Cidade

 

Medalha cunhada para comemorar os 75 anos da elevação de Chaves a cidade.

 

Características:

Material: bronze (desconhece-se a cunhagem noutros metais ou ligas metálicas).

Dimensões (módulo): 7,6 cm.

Assinada: António Guerra (n. 1938, concepção).

Fernando Ribeiro (n. 1960) executou o grafismo.

Medalha número 415, de uma tiragem de 1.000 exemplares.

Cunhagem: Gravo, Rua do Açúcar, 88, Lisboa.

Data: 2004.

 

Esta medalha era originalmente apresentada numa caixa cartonada verde.

 

 

27
Mai10

Colecionismo de Temática Flaviense - Medalhística

 

.

 

Medalha em prata comemorativa dos 25 anos do Clube de Campismo e Caravanismo de Chaves.

 

Além de comemorar os 25 anos do clube, a medalha é atribuída anualmente a todos os membros que completem os 25 anos  de associado.

 

.

.

 

 

Características:

 

Material: Prata

Dimensões: Diâmetro - 80mm;  espessura - 5mm

Não assinada

Ano: 1999

Medalha não numerada

Tiragem desconhecida

Cunhagem:  Gravarte - Lisboa

 

 

 


13
Mai10

Colecionismo de Temática Flaviense - Alfinete de Lapela do GDC

 

.

 

Alfinete de lapela em metal esmaltado com o emblema do Grupo Desportivo de Chaves, com cerca de 1,5 cm e 4 cm de espigão.

 

Pela certa que alguns destes alfinetes serão ostentados com orgulho na lapela de alguns flavienses que irão estar no Estádio Nacional no próximo Domingo, dia 16 de Maio.

 

Resta agradecer ao nosso amigo Carlos Caria a imagem de hoje. Carlos Caria que, com as imagens que tem disponibilizado para esta rubrica do colecionismo de temática flaviense, é já um colaborador da mesma.

 

E quanto ao desportivo de Chaves, até Domingo no Jamor, com festa marcada para essa noite em Chaves, onde até os cabeçudos, as concertinas e os rapazes da Venda Nova são bem vindos! – Há que acreditar, que ter fé.

 


Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Não morreu, a estória é que começa ao contrário...

    • Anita

      Que máximo

    • Anónimo

      Um picapau muito parecido com um picapau universal...

    • Anónimo

      É isso! Em cada momento do dia e em função das var...

    • Anónimo

      Caro Fernando Ribeiro. Este tamanho de fotografia ...

    FB