Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

30
Nov19

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA NADIR AFONSO - EXPOSIÇÃO

REGISTOS DE LUZ - PINTURA IMPRESSIONISTA DE SOUSA LOPES - A COLEÇÃO DO MNAC (1900-1950)

folha-sala-1.jpg

 

Inaugura hoje, às 17H30 no MACNA - Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, uma exposição resultante da parceria entre o MACNA e o MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, com obras da coleção do MNAC datadas de 1900 a 1950, onde estão representados os mais sonantes pintores portugueses de arte contemporânea, tais como Amadeu de Souza-Cardoso, António Dacosta, Carlos Reis, José Malhoa, Júlio Pomar, Columbano Bordalo Pinheiro, António Ferro, Eduardo Viana, Jorge Barradas e Almada Negreiros, contando ainda com uma obra de Nadir Afonso, entre outros. Pena mesmo, é não termos também nesta exposição uma representação de João Vieira, natural do Concelho de Chaves (Vidago).    

 

folha-sala-2.jpg

 

Uma exposição de visita obrigatória que irá estar patente ao público a partir de hoje, prolongando-se até 29 de março de 2020.

 

folha-sala-3.jpg

 

Podemos também adiantar que na próxima quarta-feira, dia 4 de novembro, pelas 18H00, o MACNA fará o lançamento de mais um livro sobre a obra de Nadir Afonso, intitulado “NADIR AFONSO – A Geometria Como Universo”.

 

convite.jpg

 

Mais logo, para a tarde ou noite de hoje, teremos ainda aqui, no blog, mais uma das nossas aldeias do concelho de Chaves.

 

 

 

 

26
Jul19

Arte & Cultura partilham-se na Sala Multiusos do CC - Rui Rodrigues

1600-1ger-2mom (42)

1600-1ger-2mom (48)

 

"Uma geração, Dois Momentos"

Coletiva de artes plásticas em exposição até 30 de agosto na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves

com a participação dos artistas flavienses A.Pizarro, António Vilanova,  Carneiro Rodrigues, Joaquim Rodrigues, Mário Lino e Rui Rodrigues.

 

 

 

Rui Rodrigues (Lubango, Angola 1953 - Chaves, 2016)

 

1600-autoretrato megalomano

Auto-retrato Megalómano

100 x 81 cm Técnica mista / tela

Em exposição na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves até 30 de agosto

 

 

RUI RODRIGUES (1953-2016)

Em 1976 viaja para o Brasil onde trabalhou em desenho gráfico e publicitário. A partir de 1980 passou a viver em Chaves,  onde conheceu o Mestre Nadir Afonso, do qual foi colaborador até 1982.

 

Curso de Pintura do Instituto Parramon.

 

1600-homenagem a magrite

Homenagem a Magrite

30 x 31 x 40 cm

Matérias mista

Em exposição na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves até 30 de agosto

 

Rui Rodrigues expôs individualmente pela primeira vez em 1978, tendo realizado até ao presente mais de duas dezenas de exposições individuais no Continente, Madeira e Espanha. Participou em mais de uma centena de mostras coletivas. Em 1993, nas comemorações do dia da cidade de Chaves, participou numa exposição conjunta com o artista galego Manolo Busto, organizada pela Câmara Municipal de Chaves.

 

Em 1997, realizou uma retrospetiva de 20 anos de atividade, na Galeria Faustino, em Chaves. Sócio fundador da “Tamagani” – Associação dos Artistas Alto Tâmega e Vale de Monterrei. É membro da Sociedade Nacional de Belas Artes desde 1985.

 

1600-a espera

À espera 2007

106 x 87 cm

Óleo / tela

Em exposição na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves até 30 de agosto

 

Está representado no Museu da Região Flaviense.

 

Principais coletivas:

1982 – Certame de Pintura e escultura, Chaves.

1983 – I Bienal “Jovem arte”, Chaves.

1984 – V Salão de Outono, Estoril.

1985 – II Bienal “Jovem arte”, Chaves. - II Bienal Nacional de Desenho, Porto e Lisboa. - V Bienal da Festa do Avante, Lisboa. - Expo Internacional de cartazes, Bagdad – Iraque.

1986 – Galeria AS , Porto. - Salão SNBA, Lisboa. - I Festival do mar, Sesimbra.

1987 – II Festival do mar, Sesimbra.

1990 – Gallaecia 90, Chaves.

1991 – “Nove artistas flavienses”, Sint Niklaas, – Bélgica. - “A Musaraña”, Pontevedra – Galiza. 2003 – IV Arte Nossa, ADRAT – Chaves.

2005 – Centenário da Casa de Trás-os-Montes, Chaves e Lisboa.

2006 – Expo Tamagani – Chaves. 2007 - II Encontro Luso-Galaico "Aromar" - Galiza.

 

1600-enigma

Enigma

95 x 63 cm

Técnica mista / tela

Em exposição na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves até 30 de agosto

 

rui-nadir.jpg

 

 

Prémios:

 

1º Prémio e Menção Honrosa no “Certame de Pintura e escultura” – Chaves, 1982.

Prémio “Nadir Afonso” – I Bienal Jovem Arte -Chaves, 1983.

Prémio aquisição – II Bienal jovem Arte – Chaves, 1985.

2º Prémio – IV Concurso de Pintura do Inatel, 1994.

Menção Honrosa, Salpodium, 2006.

 

 

 

 

© Fotografias de  Fernando DC Ribeiro 

 

 

19
Jul19

Arte & Cultura partilham-se na Sala Multiusos do CC - António Vilanova

1600-1ger-2mom (2)

Exposição  “Uma Geração – Dois Momentos”

 

"Uma geração, Dois Momentos"

8 de julho a 30 de agosto

Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves

com a participação dos artistas flavienses A.Pizarro, António Vilanova,  Carneiro Rodrigues, Joaquim Rodrigues, Mário Lino e Rui Rodrigues.

 

 

Há dois dias prometemos que durante uns dias iriamos por aqui partilhar a arte & cultura que no momento temos ao dispor dos flavienses, mais precisamente as artes plásticas. Como a arte não se esgota no Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, hoje vamos até um dos nossos pintores flavienses que está a participar na coletiva de artes plásticas "Uma geração, Dois momentos", um dos pintores mais promissores que tivemos no final do século passado, que infelizmente a morte, não deixou mostrar toda a sua grandeza, refiro-me ao António Vilanova (1958-1997) que com apenas 39 anos nos abandonou, mas mesmo assim, deixou um vasta obra para poder ser apreciada e mesmo estudada, hoje e sempre. O curriculum da sua curta carreira artística, demonstra bem a têmpera deste artista flaviense.

 

1600-vilanova autoretrato

Autorretrato

 António Vilanova - Autorretrato - Técnica mista

 

 

 

António Vilanova (Chaves - 1958 – 1997)

 

Todas as palavras que tivéssemos para dizer sobre o António Vilanova seriam poucas e cairíamos pela certa no lamento da arte que ficou por fazer, assim, ficamos por aquilo que fez, e, tendo em conta o seu curto período artístico, não foi pouco. Assim, fica apenas o registo dos prémios que recebeu, das performances e vídeos que realizou, das exposições individuais e coletivas em que participou e ainda de um livro com 40 desenhos do agreste transmontano que teve ainda tempo de publicar.

 

 

1958/1997 Natural de Chaves

1989 Curso Superior de Pintura da ESAP

1994 Livro “40 Paisagens do Agreste Transmontano”

 

PRÉMIOS

 

1986 2ª Bienal Jovem Arte Portuguesa,

           Prémio de Aquisição – Pintura

1986 Casa de Trás-os-Montes, Porto

           Menção Honrosa

1996 1º Concurso de fotografia “Se a minha terra falasse”

           1º Prémio

 

PERFORMANCES

 

1986 “Perfil”, Vídeo acção, Porto.

1987 “Nada… Direcção Infinito”

           Vídeo acção, Porto.

1987 “Ub-Ga, Follie”

           Acção Multimédia, Porto.

1987 “Demolir, construir”

          Fanzine

          Juntamente com o pintor Abel Silva.

1988 “… Via Absinto”

          Performance

          Juntamente com o pintor Abel Silva.

          Ruas do Porto.

 

VÍDEOS

 

1993 “País Real”

           Acção vídeo. Festival escolar de vídeo.

1993 “Festa no Barroso”

Acção vídeo. Festival escolar de vídeo.

1996 “Água”

Acção vídeo

 

1600-vilanova

Sem limite aparente - 1994

85x40 cm

Técnica mista sobre tela

 

 

 EXPOSIÇÕES COLECTIVAS

 

1984 Mercado Ferreira Borges, Porto.

1985 Colectiva Internacional de Cartazes, Bagdad, Iraque.

1985 2ª Bienal Jovem Arte Portuguesa, Chaves.

1986 Obras do Acervo do Museu da Região Flaviense.

1989 Português Suave, Porto.

1989 “24 Novos Artistas” Cooperativa Árvore, Porto.

1989 Fora D’Horas, S. João da Madeira.

1990 Museu da Região Flaviense, Chaves.

1991 “Intertâmega 91”, Espanha.

1991 Colectiva Internacional de Pintura, Pontevedra, Espanha.

1991 Galaécia 91, Orense, Espanha.

1991 Celanova, Espanha.

1991 “9 Pintores”, Sint-Niklaas, Bélgica.

1992 Colectiva Internacional de Pintura, “A Musaraña”, Arousa, Espanha.

1993 Galeria Galeão, Paredes.

 

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

 

1984 Galeria do Posto de Turismo, Chaves.

1985 Galeria da Secretaria de Estado da Comunicação Social, Porto

1985 Galeria da Casa de Trás-os-Montes e Alto-Douro, Porto.

1985 Biblioteca Municipal de Montalegre.

1985 Galeria do Posto de Turismo, Chaves.

1986 Casa de Trás-os-Montes e Alto-Douro, Porto.

1988 Galeria do Posto de Turismo, Chaves.

1990 “Ver a Branco e Preto”, Bragança.

1991 “Da cor”, Fin de Siglo, Espanha.

1991 Galeria A Musaraña, Vila Garcia de Arousa, Espanha.

1991 Galeria do Posto de Turismo, Chaves

1992 “Retalhos de um Solo Luso”, Pórticos de Noche, Pontevedra, Espanha.

1993 Galeria do Posto de Turismo, Póvoa de Varzim.

1993 “Grafites a Branco e Preto”, Galeria Galeão, Paredes.

1993 Galeria Labirinto, Porto.

1994 Exposição Retrospectiva- 10 anos, Centro de Conferências e Exposições do Alto- Tâmega, Chaves.

1995 Faustino, Chaves.

1995 Escultura em granito para a Escola C+S de Vidago.

1996 Casa do Curro, Monção.

1997 Auditório Municipal, Vila do Conde.

1997 Casa da Cultura, Valença.

1997 Galeria O Átrio, Vila Real.

 

 

E por hoje é tudo, amanhã estaremos cá de novo para partilhar a “Arte & cultura” que está a acontecer em Chaves, com mais um artista em exposição, ao meio dia em ponto, mas antes disso, haverá ainda mais um post.

 

 

09
Jul19

De regresso à cidade...

1600-(50612-17)

 

Como ontem foi feriado municipal, só fazemos o regresso à cidade hoje, terça-feira, mas com imagens de ontem, da Praça do Duque, já depois da cerimónia do içar da bandeira e da cerimónia das condecorações municipais.

 

1600-8-julho-19 (13)

1600-8-julho-19 (6)

 

O tempo, nosso, e outras contrariedades, não nos deu para estar em todas as cerimónias, mas às que fomos fizemos o nosso registo, tal como aconteceu na inauguração da exposição de artes plásticas “Uma geração, dois Momentos” enquanto a chuva caía a bom cair lá fora, tal como "previa" um dos artistas falecidos numa das suas obras em exposição – “Nem que chova pá!” - A inauguração aconteceu.

 

5-a.jpg

1600-1ger-2mom (11)

1600-1ger-2mom (20)

 

E é tudo por hoje, amanhã há mais!

 

 

 

08
Jul19

Chaves em festa - os meus destaques

cartaz (2).jpg

 

No programa de hoje de Chaves em Festa o meu destaque vai para a inauguração da exposição coletiva de artes plásticas,  “Uma geração, Dois momentos”,  a acontecer às 16H00 na Sala Multiusos do Centro Cultural. Uma exposição em jeito de homenagem a três dos nossos artistas flavienses falecidos – António Vilanova (1958-1997), Joaquim Rodrigues (1957-2008) e Rui Rodrigues (1953-2016), que não podendo estar presentes em corpo, estão-no em alma com as suas obras. Esta homenagem conta com a participação de três artistas flavienses da mesma geração – A.Pizarro, Carneiro Rodrigues e Mário Lino. Ao todo, seis artistas flavienses e a sua arte.

 

Uma boa oportunidade para os amigos e apreciadores da arte dos três pintores que já não estão entre nós se juntarem a esta homenagem estando presentes na inauguração da exposição, aberta ao público.

 

O segundo destaque, fica para a noite de hoje, com os concertos musicais à beira rio no jardim exterior do Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso a rematar com um espetáculo de pirotecnia.  

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Que bom! Só espero que isto vá despertando os fla...

    • Anónimo

      adorei ler sobre o local onde nasci e vivi e que m...

    • Anónimo

      ...

    • Anónimo

      Bem vindo amigo. Espero que volte com toda a sua f...

    • Anónimo

      Aí nasci estudei aonde é hoje o solar de ...